Estado Islâmico divulga vídeo mostrando execução de "defensores de eleição" no Iraque

(Reuters) - A agência de notícias Amaq, do Estado Islâmico, divulgou nesta sexta-feira um vídeo mostrando o que disse serem militantes do Estado Islâmico atirando contra “dois defensores” das eleições parlamentares iraquianas do mês que vem na cidade de al-Tarmiyah, na região de Salah al-Din, ao norte de Bagdá.

O Estado Islâmico informou mais cedo nesta semana que irá atacar locais de votação no Iraque durante eleições parlamentares no mês que vem e que qualquer pessoa que participar da eleição será considerada infiel.

Em uma mensagem de áudio divulgada em 22 de abril, o porta-voz do grupo militante acusou o governo iraquiano, de liderança xiita, de ser um representante do Irã e alertou que qualquer pessoa que concorrer ou votar na eleição de 12 de maio será mirada.

Autoridades iraquianas disseram que locais de voto estarão bem protegidos.

O primeiro-ministro do Iraque, Haider al-Abadi, declarou vitória em dezembro sobre o Estado Islâmico, que tomou um terço do Iraque em 2014, mas os militantes extremistas sunitas se voltaram para táticas de insurgência após o desmoronamento de seu autodeclarado califado.

(Reportagem de Mohamed El-Sherif, no Cairo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos