Enchentes provocadas por tempestade Alberto deixam 4 mortos em Cuba

HAVANA (Reuters) - Enchentes no centro de Cuba causadas por chuvas torrenciais durante passagem da tempestade subtropical Alberto deixaram quatro mortos e provocaram a retirada de dezenas de milhares, informou a mídia estatal cubana na noite de terça-feira.

Devido aos mais de 10 centímetros de chuvas das últimas 24 horas, águas das enchentes destruíram uma ponte e danificaram estradas e outros elementos de infraestrutura, isolando muitas comunidades e deixando quase 60 mil pessoas sem eletricidade, relatou a mídia.

Autoridades precisaram fechar parte de uma rodovia nacional depois que um rio próximo transbordou quando as comportas do reservatório de Palmarito foram abertas porque a unidade havia ultrapassado sua capacidade máxima.

O ministro do Interior, Julio César Gandarilla, disse em reunião de governo com autoridades provinciais liderada pelo novo presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, que quatro pessoas morreram em decorrência das enchentes.

Quintiliano Simó Ortega, de 77 anos, morreu quando tentava cruzar um rio a cavalo em Trinidad, no litoral do centro-sul, para chegar à sua fazenda, relatou a Agência de Notícias Cubana.

(Reportagem de Sarah Marsh)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos