PUBLICIDADE
Topo

Chuva atinge caverna na Tailândia onde equipes lutam por resgate de crianças

Em Chiang Rai (Tailândia)

07/07/2018 14h07

Uma forte chuva atingiu o norte da Tailândia neste sábado, piorando as condições na caverna onde as equipes de resgate travam uma "guerra contra água e tempo" para salvar 12 garotos presos e seu técnico de futebol, com um resgate possível dentro de dias.

A chuva pode atrasar o progresso feito na última semana para drenar o complexo de cavernas de Tham Luang, na província de Chiang Rai, no norte do país.

Com os níveis de oxigênio caindo e previsões de chuvas, o tempo está se esgotando para que um plano para resgatar as vítimas seja posto em prática. Mergulhadores estão ensinando noções básicas de mergulho aos meninos e seu treinador. Para sair da caverna eles terão que mergulhar por túneis inundados em uma perigosa travessia que já matou um mergulhador profissional. Porém, a maioria dos meninos tem em média 11 anos de idade e mal sabem nadar.

A melhor janela para um resgate deve se fechar em quatro dias, quando as chuvas devem se intensificar, segundo autoridades envolvidas no resgate.

No morro, onde equipes de resgate estão buscando rotas alternativas para a caverna, um acidente ocorreu na noite de sábado: um veículo derrapou em uma pista de terra, ferindo gravemente o motorista e um passageiro e machucando outros quatro voluntários, disseram as autoridades.

Militares envolvidos na operação disseram à Reuters que a operação de resgate pode começar nas próximas horas. Outro indício disso é que autoridades locais fizeram um cordão de isolamento com coberturas plásticas para impossibilitar a visão da imprensa sobre a área de operações. As duas informações dão a ideia de que o resgate poder ser iminente, mas a Reuters não conseguiu confirmar com autoridades do governo se a operação já começou ou está para começar.

Os meninos e seu técnico de futebol estavam explorando a caverna no dia 23 de junho quando foram surpreendidos por uma inundação repentina. Uma operação de buscas foi iniciada e uma equipe de mergulhadores britânicos encontrou os sobreviventes em uma parte não inundada da caverna na última segunda-feira.