PUBLICIDADE
Topo

Itália diz que presidente da França deveria abrir passagem de fronteira

28/08/2018 14h44

MILÃO (Reuters) - O vice-primeiro-ministro italiano, Matteo Salvini, disse nesta terça-feira que a França deveria mostrar maior "solidariedade e sensibilidade" à imigração e suspender sua política de recusar imigrantes que tentam entrar na França na fronteira de Ventimiglia.

O presidente francês, Emmanuel Macron, "é o primeiro que deve mostrar solidariedade e sensibilidade reabrindo a fronteira em Ventimiglia", disse Salvini, depois de se encontrar com o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, em Milão.

Salvini também afirmou que as conversas com a Alemanha já duram semanas, e que um acordo para recuperar imigrantes que chegam pela Itália e vão à fronteira com a Alemanha está "próximo".

"O importante para a Itália é que seja uma troca de soma zero, o que significa que estamos dispostos a receber de volta em nosso país os imigrantes envolvidos em movimentos secundários, desde que o mesmo número de imigrantes seja retirado de nosso país", disse Salvini.

(Reportagem de Lisa Di Giuseppe)