PUBLICIDADE
Topo

Coletes-amarelos desafiam Macron com novos protestos na França

26/01/2019 18h47

PARIS (Reuters) - Milhares de manifestantes “coletes-amarelos” marcharam em Paris e outras cidades neste sábado, na 11ª semana de ação contra o governo, sugerindo que o presidente Emmanuel Macron ainda não conseguiu desarmar a oposição pública em relação a algumas das suas políticas. 

Os protestos foram majoritariamente pacíficos, mas houve conflitos esporádicos ao fim da marcha em Paris, na praça da Bastilha, e incidentes em outros locais da França, com um total de 22.000 pessoas comparecendo, segundo o Ministério do Interior. 

Os protestos - batizados em referência aos coletes fluorescentes que motoristas precisam carregar em seus carros - começaram em meados de novembro contra planos de elevação de impostos de combustíveis, se transformando posteriormente em uma revolta mais ampla contra o governo, mobilizando dezenas de milhares todos os fins de semana. 

O público, até agora, foi menor do que no último sábado, particularmente em Paris. No entanto, em uma mudança de abordagem alguns manifestantes também convocaram protestos para a noite, apelidados de “Noite Amarela”, na praça da República, local comum para manifestações em Paris.

A polícia realizou 42 prisões em Paris, disseram autoridades da prefeitura. 

(Por Yonathan Van der Voort, Antoine Boddaert, Gus Trompiz e Simon Carraud)