PUBLICIDADE
Topo

Venezuela liberta dois jornalistas franceses, diz programa de TV

31/01/2019 14h32

PARIS (Reuters) - Dois jornalistas francesas presos na Venezuela enquanto cobriam a turbulência política em torno do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, foram libertados nesta quinta-feira, disse o programa de TV Quotidien, para quem a dupla trabalha.

"Estamos felizes por anunciar que Baptiste des Monstiers e Pierre Caille foram libertados e em breve estarão de volta a Paris", disse o Quotidien no Twitter.

Agentes de seguranças venezuelanos também detiveram três jornalistas estrangeiros --um fotógrafo colombiano, um repórter espanhol e um produtor de TV colombiano-- que cobriam os esforços patrocinados pelos Estados Unidos para destituir Maduro para a agência de notícias espanhola EFE.

As prisões aconteceram depois da deportação de dois repórteres chilenos presos nesta semana.

Acusado de fraude eleitoral e em meio a um profundo colapso econômico que levou milhões de venezuelanos a migrarem, Maduro enfrenta o maior desafio à sua posição desde que substitui o falecido Hugo Chávez há seis anos.