PUBLICIDADE
Topo

Hungria aceita centenas de refugiados venezuelanos, diz site

21/02/2019 07h37

BUDAPESTE (Reuters) - A Hungria aceitou centenas de refugiados de ascendência húngara da Venezuela sob um programa do governo que envolve uma entidade de caridade local, disse o site de notícias index.hu nesta quinta-feira.

O site disse que a Hungria lançou esse programa há quase um ano com a ajuda do Serviço Húngaro de Caridade da Ordem de Malta, que fez os arranjos para a transferência de pessoas que buscavam asilo da Venezuela para a Hungria.

Um porta-voz da entidade maltesa na Hungria se recusou a comentar para garantir a segurança dos envolvidos.

Uma autoridade governamental disse não haver contradição entre a cruzada política do primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, contra a imigração em massa para a Europa e o programa venezuelano, devido à ascendência húngara dos refugiados.

"Estamos falando de húngaros e não consideramos húngaros imigrantes", disse o chefe de gabinete de Orban, Gergely Gulyas, em entrevista coletiva ao ser indagado sobre a notícia do site.

"Eles, como qualquer outro húngaro, têm o direito de voltar para casa", disse Gulyas, acrescentando que os primeiros refugiados do programa chegaram à Hungria no ano passado.

(Reportagem de Gergely Szakacs)