PUBLICIDADE
Topo

Milhares participam do maior protesto em anos na capital da Tailândia

14.dez.19 - Manifestantes durante protesto na Tailândia  - Soe Zeya Tun/Reuters
14.dez.19 - Manifestantes durante protesto na Tailândia Imagem: Soe Zeya Tun/Reuters

Patpicha Tanakasempipat e Matthew Tostevin

14/12/2019 14h26

BANGCOC, (Reuters) - Milhares de pessoas participaram neste sábado do maior protesto da Tailândia desde o golpe de 2014, depois que as autoridades decidiram proibir um partido que reúne opositores ao governo do ex-comandante militar Prayuth Chan-ocha.

A manifestação em Bangcoc, convocada apenas um dia antes pelo líder do partido Future Forward, Thanathorn Juangroongruangkit, um bilionário de 41 anos, fez lembrar os protestos de rua que assolaram a capital tailandesa periodicamente durante as duas últimas décadas de turbulência política.

Mas não havia sinal de qualquer tentativa de bloquear a maior manifestação desde que Prayuth tomou o poder em 2014 com promessas de acabar com essa agitação.

"Isso é apenas o começo", disse Thanathorn à multidão que se espalhou pelas passarelas e escadas próximas ao shopping MBK Center, no coração do distrito comercial e de negócios de Bangcoc.

Thanathorn surgiu como o oponente mais explícito do governo liderado por Prayuth, de 65 anos, desde uma eleição em março que a oposição disse ter sido manipulada para favorecer o Exército.

O painel eleitoral da Tailândia pediu à Corte Constitucional que dissolva o partido Future Forward, acusando-o de infringir as leis que regem os partidos políticos ao aceitar doações milionárias de Thanathorn.