Israel e Hezbollah trocam disparos na fronteira entre Israel e Líbano pelo terceiro dia

BEIRUTE/JERUSALÉM (Reuters) - Forças israelenses e militantes do Hezbollah trocaram tiros na fronteira entre Israel e Líbano neste domingo pelo terceiro dia consecutivo e Israel informou que vários de seus soldados ficaram feridos, após a trégua entre o país e os militantes do Hamas em Gaza ter colapsado.

Os militares israelenses disseram que seus soldados ficaram “levemente feridos” depois que um míssil antitanque disparado a partir do Líbano atingiu um veículo na área de Beit Hillel, no norte de Israel.

As forças israelenses dispararam em resposta, disse a declaração dos militares.

O Hezbollah, apoiado pelo Irã, defende ter alvejado uma série de posições israelenses com o que chamou de “armas apropriadas”.

Após o início da guerra entre Hamas e Israel em 7 de outubro, o Hezbollah realizou ataques quase diários com foguetes alvejando posições israelenses na fronteira, enquanto Israel lançou ataques aéreos e de artilharia no sul do Líbano. Mas a fronteira esteve bastante calma durante uma trégua de uma semana em Gaza, que ruiu na sexta-feira.

Foram os piores combates desde a guerra de 2006 entre Israel e o Hezbollah, tradicional aliado do Hamas.

Pouco mais de 100 pessoas no Líbano foram mortas durante as hostilidades, 83 delas combatentes do Hezbollah. Dezenas de milhares de pessoas fugiram de ambos os lados da fronteira.

(Reportagem das redações de Beirute e de Jerusalém)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes