França coloca país em alerta "alto" para gripe aviária

PARIS (Reuters) - A França elevou o nível de risco da gripe aviária de "moderado" para "alto" nesta terça-feira, após a detecção de novos casos da doença, forçando as granjas a manter as aves em local fechado para conter a disseminação do vírus altamente contagioso.

A decisão, tomada pelo Ministério da Agricultura, foi publicada no Diário Oficial na terça-feira.

A influenza aviária, comumente conhecida como gripe aviária, levou ao abate de centenas de milhões de aves em todo o mundo nos últimos anos. Ela geralmente ataca durante o outono e o inverno e tem se espalhado em muitos países europeus nas últimas semanas, incluindo Alemanha, Holanda e Bélgica.

A França disse na semana passada que havia detectado um primeiro surto de gripe aviária em uma fazenda nesta temporada na Bretanha, no noroeste do país.

O nível de risco "alto" implica que todas as aves domésticas devem ser mantidas dentro das fazendas e que medidas adicionais de segurança devem ser tomadas para evitar a disseminação da doença.

Embora a gripe aviária seja inofensiva nos alimentos, sua disseminação é uma preocupação para os governos e para o setor avícola devido à devastação que pode causar nos rebanhos, à possibilidade de restrições comerciais e ao risco de transmissão humana.

Para combater a doença, a França lançou uma campanha de vacinação no início de outubro, inicialmente limitada aos patos, que podem facilmente transmitir o vírus sem apresentar sintomas.

(Reportagem de Sybille de La Hamaide e Gus Trompiz)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora