Ucrânia derruba 41 drones russos em grande ataque durante a noite

KIEV (Reuters) - A Rússia lançou um grande ataque de drones nas regiões sul, central e leste da Ucrânia durante a noite, danificando construções privadas e comerciais, além de infraestrutura, disseram autoridades de Kiev nesta quarta-feira.

As defesas aéreas abateram 41 dos 48 drones russos lançados da região de Kursk, no oeste da Rússia, e da península ocupada da Crimeia, tomada por Moscou em 2014, informou a Força Aérea. Apenas os drones "Shahed", de fabricação iraniana, foram usados no ataque, segundo a Força Aérea.

Os ataques de drones têm ocorrido quase todas as noites durante semanas e o mais recente foi o maior até agora neste mês.

O gabinete do presidente ucraniano disse que casas e prédios comerciais foram danificados por destroços de drones em várias regiões.

Instalações de infraestrutura não especificadas em várias regiões e uma tubulação de gás natural na região de Kharkiv foram danificadas, informou em um comunicado.

Não houve relatos imediatos de vítimas.

A DTEK, maior produtora privada de energia da Ucrânia, disse que uma de suas usinas térmicas, localizada em uma região da linha de frente no leste, foi bombardeada pela sexta vez neste mês.

A empresa afirmou no Telegram que o aquecimento para os moradores foi interrompido, mas não forneceu um número específico de pessoas afetadas. As temperaturas na Ucrânia estão abaixo de zero grau Celsius.

Com o início de um segundo inverno de guerra, os ucranianos temem que a Rússia planeje atacar seu sistema de energia.

Continua após a publicidade

(Reportagem de Lidia Kelly, em Melbourne, e Olena Harmash, em Kiev)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes