Borrell, da UE, sugere que EUA repensem auxílio militar a Israel

BRUXELAS (Reuters) - O chefe de política externa da União Europeia, Josep Borrell, fez um apelo velado nesta segunda-feira para que os Estados Unidos repensem a sua ajuda militar a Israel devido ao elevado número de vítimas civis na guerra em Gaza.

Borrell lembrou que o presidente dos EUA, Joe Biden, disse na semana passada que a resposta de Israel ao ataque do Hamas de 7 de outubro foi "exagerada" e as autoridades dos EUA disseram repetidamente que muitos civis estavam sendo mortos em Gaza.

"Bem, se você acredita que muitas pessoas estão sendo mortas, talvez devesse fornecer menos armas para evitar que tantas pessoas sejam mortas", disse Borrell aos jornalistas após uma reunião dos ministros da ajuda ao desenvolvimento da UE em Bruxelas.

“Se a comunidade internacional acredita que isto é um massacre, que muitas pessoas estão sendo mortas, talvez tenhamos de pensar no fornecimento de armas”, acrescentou.

(Por Andrew Gray)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora