Conteúdo publicado há 1 mês

Rússia alerta para 'guerra inevitável' com Otan se soldados da aliança lutarem na Ucrânia

O Kremlin advertiu na terça-feira que um conflito entre a Rússia e a aliança militar da Otan, liderada pelos Estados Unidos, se tornaria inevitável se os membros europeus da Otan enviassem soldados para lutar na Ucrânia.

O presidente francês, Emmanuel Macron, não descartou na segunda-feira que nações europeias enviem tropas para a Ucrânia, embora tenha alertado que não havia consenso sobre tal medida nesta fase, no momento em que os aliados concordaram em aumentar os esforços para entregar mais munições a Kiev.

"O próprio fato de discutir a possibilidade de enviar certos contingentes dos países da Otan para a Ucrânia é um novo elemento muito importante", disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, aos repórteres quando perguntado sobre as falas de Macron.

Questionado pelos repórteres sobre quais seriam os riscos de um conflito direto entre a Rússia e a Otan se os membros da Otan enviassem seus soldados para lutar na Ucrânia, Peskov afirmou:

"Nesse caso, precisaríamos falar não sobre a probabilidade, mas sobre a inevitabilidade (de um conflito direto)."

Deixe seu comentário

Só para assinantes