PUBLICIDADE
Topo

Usar máscara corretamente é essencial contra Covid-19: nariz é principal porta de entrada do vírus

04/06/2020 16h52

Um novo estudo confirma que o nariz é a principal porta de entrada do Covid-19 no organismo. As pesquisas apontam que o uso de máscaras, quando colocadas corretamente no rosto, pode evitar a contaminação. Ao contrário do que era preconizado até agora, a lavagem nasal também pode ajudar.

Um novo estudo confirma que o nariz é a principal porta de entrada do Covid-19 no organismo. As pesquisas apontam que o uso de máscaras, quando colocadas corretamente no rosto, pode evitar a contaminação. Ao contrário do que era preconizado até agora, a lavagem nasal também pode ajudar.

Lavar as mãos regularmente e evitar tocar a boca e os olhos após ter encostado em superfícies potencialmente contaminadas é importante na prevenção. No entanto, especialistas apontam que a melhor maneira de evitar que o novo coronavírus entre no organismo é protegendo o nariz.

Essa é uma das constatações de um estudo realizado pelo professor Ralph Baric, da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, e publicado na revista cientifica Cell. Segundo a pesquisa divulgada esta semana, é pela fossas nasais que o Covid-19 entra com maior intensidade em nossas células. Em seguida, o vírus é "aspirado" pelo organismo.

Por essa razão os especialistas insistem no uso correto das máscaras. Principalmente porque é comum ver nas ruas pessoas usando o acessório apenas para cobrir a boca, deixando o nariz exposto e invalidando a tentativa de prevenção. Além disso, muitos colocam a máscara no pescoço ou no queixo e em seguida a reposicionam no rosto, multiplicando as chances de contágio, já que a pele do pescoço fica exposta o tempo todo e pode contaminar a parte interna da máscara.   

O estudo do professor Ralph Baric confirma teses que já vinham sendo defendidas por outros pesquisadores e que já haviam sido publicadas na revistas científicas, como a Nature Medicine. Professores da Universidade de Cincinnati, por exemplo, comprovaram que a carga viral era mais elevada nas secreções nasais.

Todas as pesquisas constatam uma presença maior dentro do nariz do receptor com o qual o vírus mais interage. Ao comparar as células de nariz, brônquios e pulmão, os cientistas comprovaram que é na região nasal que se encontra a maior quantidade de enzimas que servem de terreno para que o Covid-19 ganhe força, antes de se instalar no organismo.  

Vírus se espalha quando estamos deitados

Outra conclusão dos estudos recentes é que lavar a parte interior do nariz pode contribuir para a prevenção. Isso porque, segundo os pesquisadores norte-americanos, o vírus se instala nas células do nariz e, durante a noite, quando estamos deitados, "desce" e se espalha pelo resto do corpo até chegar nos pulmões. E a lavagem nasal antes de dormir diminuiria a intensidade do vírus antes que ele se propague pelo organismo.

Essa afirmação vai na contramão de uma recomendação que havia sido feita pelas autoridades, entre elas a Organização Mundial da Saúde, que desaconselhavam a lavagem nasal. Até o início de abril, a OMS afirmava em sua página oficial que "nada provava que o fato de lavar regularmente a cavidade nasal seja uma proteção contra a infecção pelo coronavírus", mesmo se essa prática pode ajudar a tratar gripes convencionais. As pesquisas recentes mostraram que há ainda muita coisa por ser descoberta quando o assunto é Covid-19.