PUBLICIDADE
Topo

Começam as competições dos Jogos Olímpicos de Tóquio, abertura oficial acontece sexta-feira

21/07/2021 08h00

A dois dias da cerimônia oficial de abertura, as provas esportivas dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 começaram, nesta quarta-feira (21) (noite, de terça-feira no Brasil) com o início do torneio de softbol. A partida entre as seleções femininas do Japão e da Austrália teve vitória das anfitriãs. Com o aumento dos casos de Covid-19, os "Jogos da Reconstrução", como estão sendo chamados, serão disputados praticamente a portas fechadas. Conheça alguns números impressionantes desta edição.

A dois dias da cerimônia oficial de abertura, as provas esportivas dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 começaram, nesta quarta-feira (21) (noite, de terça-feira no Brasil) com o início do torneio de softbol. A partida entre as seleções femininas do Japão e da Austrália teve vitória das anfitriãs. Com o aumento dos casos de Covid-19, os "Jogos da Reconstrução", como estão sendo chamados, serão disputados praticamente a portas fechadas. Conheça alguns números impressionantes desta edição.

Os organizadores dos Jogos, adiados em um ano por causa da pandemia de Covid-19, decidiram pelo gesto simbólico dar o ponta pé para esse grande evento em Fukushima, cidade atingida pelo acidente nuclear de março de 2011, deflagrado por um poderoso terremoto de magnitude 9,0 e um tsunami.

Foi em um estádio com a presença exclusiva das equipes, técnicos, dirigentes e jornalistas que as japonesas, campeãs olímpicas em Pequim 2008 (última vez em que o softbol foi disputado como modalidade olímpica) abriram os jogos com um placar de 8-1 sobre as australianas. O softbol está entre os cinco esportes incluídos nessa edição, além do caratê, da escalada, do surfe e do skate. Ao todo, os Jogos Olímpicos de Tóquio terão 33 modalidades esportivas.

Orçamento: 13 bilhões de euros

O orçamento oficial para a Olimpíada de Tóquio é estimado em 13 bilhões de euros, incluindo um custo adicional de 2,1 bilhões de euros resultante do seu adiamento de um ano devido à pandemia e as medidas adotadas contra o coronavírus.

A conta total, no entanto, deve ser ainda mais salgada. Em 2019, a Comissão de Auditoria Japonesa estimou que o orçamento oficial não havia considerado os quase 9 bilhões de euros gastos pelo Estado no período anterior aos Jogos Olímpicos, entre 2013 e 2018.

Total de atletas: 15.400

O número de esportistas que competirão em Tóquio reúne 11.000 atletas olímpicos e 4.400 paralímpicos, representantes de mais de 200 países e territórios.

Entre treinadores, auxiliares, funcionários, jornalistas, etc. somam-se mais de 50.000 pessoas esperadas, um número, porém, drasticamente reduzido em comparação com as previsões iniciais.

Paridade homens e mulheres

Todos os esportes olímpicos de Tóquio têm categorias masculina e feminina, o que é inédito na história das Olimpíadas. Cerca de 49% dos participantes serão mulheres (e pelo menos 40,5% nos Jogos Paralímpicos, um novo recorde).

Também pela primeira vez, o Comitê Olímpico Internacional (COI) estipulou que cada uma das seleções olímpicas nacionais deve ter, pelo menos, um homem e uma mulher.

No entanto, o comitê organizador japonês foi atingido por um escândalo sexista, no início de 2021, causado por seu presidente. Na ocasião, o octogenário Yoshiro Mori, ex-primeiro-ministro japonês, acabou renunciando ao cargo por dizer que as mulheres falavam demais nas reuniões.

43 Instalações esportivas

O número de instalações dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio reúne 25 já existentes, 10 temporárias e 8 novas, incluindo o Estádio Olímpico de Tóquio, que sediará as cerimônias de abertura e de encerramento, além da maioria dos eventos de atletismo e algumas partidas de futebol. No entanto, esses locais devem ficar praticamente vazios, pois os organizadores e autoridades locais decidiram, quase no último minuto, aumentar as restrições por causa da epidemia de Covid-19.

Várias competições acontecerão fora da capital: o ciclismo de estrada será disputado no sopé do mítico Monte Fuji, cerca de 100 km a oeste de Tóquio. Já as competições de surfe acontecerão em uma praia 100 km a leste da capital, enquanto a maratona e a caminhada foram realocadas a 800 km mais ao norte, em Sapporo, para evitar o provável clima quente, em Tóquio.

20.000 testes anticovid

Esta é a estimativa de um oficial dos Jogos Olímpicos Tokyo 2020 para o número de testes de triagem de Covid-19 que devem ser realizados diariamente na Vila Olímpica, no auge das Olimpíadas: 20.000. Em caso de teste positivo, os atletas não poderão participar de competições e serão colocados em quarentena, ou mesmo hospitalizados, se necessário.

A chilena Fernanda Aguirre, inscrita para disputar medalha no taekwondo, é a primeira atleta a abandonar os Jogos de Tóquio depois de testar positivo para a Covid-19, ao desembarcar no Japão. Ela está assintomática e passa bem, mas teve de renunciar à Olimpíada devido ao isolamento obrigatório de 10 dias exigido pelas autoridades.

Fernanda Aguirre chegou ao Japão proveniente do Uzbequistão, onde fez o treinamento técnico. "A minha aventura olímpica acaba aqui. Sinto-me bem de saúde e tenho feito de tudo para evitar este cenário, tenho tomado todos os cuidados. (...) Vou precisar de um tempinho para digerir a minha decepção. A caminho de Paris-2024 ", escreveu ela.

Desde 1º de julho, de acordo com a contagem publicada na manhã de quarta-feira, 79 pessoas tiveram teste positivo para coronavírus entre as mais de 20.000 pessoas testadas (atletas, supervisores, mídia). Desses 79 casos, 8 dizem respeito a atletas, dos quais 5 residem na Vila Olímpica.

Brisbane 2032

Sem suspense, o Comitê Olímpico Internacional anunciou que Brisbane, na Austrália, irá sediar a Olimpíada de 2032, após Paris-2024 e Los Angeles-2028.