Informações sobre o álbums
  • editoria:Geral
  • galeria: Enquete
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/2013/06/12/aumento-de-tarifa-do-transporte-coletivo-gera-protestos-pelo-pais.htm
  • totalImagens: 1000
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20110610213816
    • Brasil [5109];
Fotos
Em dia de greve dos rodoviários em São Paulo, estações do metrô ficaram lotadas, obrigado usuários a se apertarem para conseguir chegar aos trens na volta para casa Reprodução/TV FolhaMais
24.fev.2014 - Policiais usaram óculos com câmeras acopladas durante a manifestação de professores das redes municipal e estadual do Rio de Janeiro no centro da cidade. Os docentes fizeram uma passeata de 24 horas nesta segunda-feira Julio Cesar Guimaraes/UOLMais
24.fev.2014 - Professores das redes municipal e estadual do Rio de Janeiro realizam uma passeata pela avenida Rio Branco, no centro da cidade, por melhorias na Educação. Os docentes fizeram uma passeata de 24 horas nesta segunda-feira Julio Cesar Guimaraes/UOLMais
24.fev.2014 - Professores das redes municipal e estadual do Rio de Janeiro realizam uma passeata pela avenida Rio Branco, no centro da cidade, por melhorias na Educação. Os docentes fizeram uma passeata de 24 horas nesta segunda-feira Julio Cesar Guimaraes/UOLMais
24.fev.2014 - Policiais usaram óculos com câmeras acopladas durante a manifestação de professores das redes municipal e estadual do Rio de Janeiro no centro da cidade. Os docentes fizeram uma passeata de 24 horas nesta segunda-feira Julio Cesar Guimaraes/UOLMais
24.fev.2014 - Professores das redes municipal e estadual do Rio de Janeiro realizam uma passeata pela avenida Rio Branco, no centro da cidade, por melhorias na Educação. Os docentes fizeram uma passeata de 24 horas nesta segunda-feira Julio Cesar Guimaraes/UOLMais
24.fev.2014 - Professores das redes municipal e estadual do Rio de Janeiro realizam uma passeata pela avenida Rio Branco, no centro da cidade, por melhorias na Educação. Os docentes fizeram uma passeata de 24 horas nesta segunda-feira Julio Cesar Guimaraes/UOLMais
24.fev.2014 - Professores das redes municipal e estadual do Rio de Janeiro realizam uma passeata pela avenida Rio Branco, no centro da cidade, por melhorias na Educação. Os docentes fizeram uma passeata de 24 horas nesta segunda-feira Julio Cesar Guimaraes/UOLMais
24.fev.2014 - Professores das redes municipal e estadual do Rio de Janeiro realizam uma passeata pela avenida Rio Branco, no centro da cidade, por melhorias na Educação. Os docentes fizeram uma passeata de 24 horas nesta segunda-feira Julio Cesar Guimaraes/UOLMais
24.fev.2014 - Policiais acompanham a passeata de professores das redes municipal e estadual do Rio de Janeiro pela avenida Rio Branco, no centro da cidade, por melhorias na Educação. Os docentes fizeram uma passeata de 24 horas nesta segunda-feira Julio Cesar Guimaraes/UOLMais
24.fev.2014 - Professores das redes municipal e estadual do Rio de Janeiro realizam uma passeata pela avenida Rio Branco, no centro da cidade, por melhorias na Educação. Os docentes fizeram uma passeata de 24 horas nesta segunda-feira Julio Cesar Guimaraes/UOLMais
24.fev.2014 - Professores das redes municipal e estadual do Rio de Janeiro realizam uma passeata pela avenida Rio Branco, no centro da cidade, por melhorias na Educação. Os docentes fizeram uma passeata de 24 horas nesta segunda-feira Julio Cesar Guimaraes/UOLMais
19.fev.2014 - O serralheiro Itamar Santos, 54, que teve o carro, um Fusca 1975, incendiado durante uma manifestação em janeiro ganhou na última terça-feira (18) uma Brasília amarela fabricada em 1980. O veículo foi doado por um empresário de Curitiba Tiago Queiroz/Estadão ConteúdoMais
12.fev.2014 - Suspeito de acender o rojão que matou o cinegrafista da Band, Caio Silva de Souza (de óculos) conversa com seu advogado no aeroporto de Salvador, onde embargou com destino ao Rio. Souza foi preso na madrugada desta quarta-feira na cidade de Feira de Santana (BA), a cerca de 100 quilômetros da capital baiana Reprodução/TV GloboMais
30.jan.2014 - Manifestantes pulam as roletas da Central do Brasil, no centro do Rio, nesta quinta-feira (30), em protesto contra o aumento das passagens de ônibus e trens. O protesto é organizado pelo grupo Passe Livre-RJ e conta com manifestantes do Black Bloc. O reajuste foi anunciado ontem (29) pelo prefeito Eduardo Paes (PMDB), e a tarifa passará de R$ 2,75 para R$ 3 Alexandro Auler/Estadão ConteúdoMais
30.jan.2014 - Batalhão de Choque vigia a Central do Brasil, no Rio, devido a um protesto contra aumento das passagens de ônibus nesta quinta-feira (30). O reajuste foi anunciado ontem (29) pelo prefeito Eduardo Paes (PMDB), e a tarifa passará de R$ 2,75 para R$ 3 Hanrrikson de Andrade/UOLMais
24.jan.2014 - Pessoas saqueiam caminhão durante protesto contra alagamentos na zona leste da capital paulista. O grupo também incendiou um caminhão. Segundo a Polícia Militar, o ato começou por volta 17h na avenida Marechal Tito, na região do Itaim Paulista, na zona leste de São Paulo Reprodução/BandMais
16.jan.2014 - Sob forte chuva, policiais acompanham protesto contra o aumento das passagens do transporte público na capital fluminense, nesta quinta-feira (16), no centro do Rio de Janeiro Paulo Campos/Futura Press/Estadão ConteúdoMais
16.jan.2014 - Mesmo sob forte chuva, manifestantes protestam contra o aumento das passagens do transporte público na capital fluminense, no centro do Rio, nesta quinta-feira (16). Eles se reuniram na praça localizada atrás da Igreja da Candelária, acompanhados por dezenas de policiais militares Paulo Campos/Futura Press/Estadão ConteúdoMais
16.jan.2014 - Figura conhecida dos protestos no Rio de Janeiro, Batman participa de manifestação contra o aumento das passagens do transporte público na capital fluminense, no centro do Rio, nesta quinta-feira (16), embaixo de forte chuva. Os manifestantes se reuniram na praça localizada atrás da Igreja da Candelária, acompanhados por dezenas de policiais militares Edson Taciano/Futura Press/Estadão ConteúdoMais
16.jan.2014 - Homem ergue faixa durante protesto contra o aumento das passagens do transporte público na capital fluminense. Cerca de 500 manifestantes, segundo estimativa da Polícia Militar, fecharam cinco faixas da avenida Rio Branco, no centro do Rio de Janeiro, no início da noite desta quinta-feira (16), durante a manifestação. Eles se reuniram na praça localizada atrás da Igreja da Candelária, acompanhados por dezenas de policiais militares Julio Cesar Guimaraes/UOLMais
16.jan.2014 - Cerca de 500 manifestantes, segundo estimativa da Polícia Militar, fecharam cinco faixas da avenida Rio Branco, no centro do Rio de Janeiro, no início da noite desta quinta-feira (16) em protesto contra o aumento das passagens do transporte público na capital fluminense. Eles se reuniram na praça localizada atrás da Igreja da Candelária, acompanhados por dezenas de policiais militares Julio Cesar Guimaraes/UOLMais
16.jan.2014 - Jovens erguem faixas durante protesto contra o aumento das passagens do transporte público na capital fluminense. Cerca de 500 manifestantes, segundo estimativa da Polícia Militar, fecharam cinco faixas da avenida Rio Branco, no centro do Rio de Janeiro, no início da noite desta quinta-feira (16), durante a manifestação. Eles se reuniram na praça localizada atrás da Igreja da Candelária, acompanhados por dezenas de policiais militares Julio Cesar Guimaraes/UOLMais
16.jan.2014 - Jovens erguem faixas durante protesto contra o aumento das passagens do transporte público na capital fluminense. Cerca de 500 manifestantes, segundo estimativa da Polícia Militar, fecharam cinco faixas da avenida Rio Branco, no centro do Rio de Janeiro, no início da noite desta quinta-feira (16), durante a manifestação. Eles se reuniram na praça localizada atrás da Igreja da Candelária, acompanhados por dezenas de policiais militares Julio Cesar Guimaraes/UOLMais
16.jan.2014 - Jovem grita palavras de ordem e gesticula durante protesto contra o aumento das passagens do transporte público na capital fluminense. Cerca de 500 manifestantes, segundo estimativa da Polícia Militar, fecharam cinco faixas da avenida Rio Branco, no centro do Rio de Janeiro, no início da noite desta quinta-feira (16), durante a manifestação. Eles se reuniram na praça localizada atrás da Igreja da Candelária, acompanhados por dezenas de policiais militares Julio Cesar Guimaraes/UOLMais
16.jan.2014 - Figura conhecida dos protestos no Rio de Janeiro, Batman segura cartaz durante protesto contra o aumento das passagens do transporte público na capital fluminense. Cerca de 500 manifestantes, segundo estimativa da Polícia Militar, fecharam cinco faixas da avenida Rio Branco, no centro do Rio de Janeiro, no início da noite desta quinta-feira (16), durante a manifestação. Eles se reuniram na praça localizada atrás da Igreja da Candelária, acompanhados por dezenas de policiais militares Julio Cesar Guimaraes/UOLMais
16.jan.2014 - Cerca de 500 manifestantes, segundo estimativa da Polícia Militar, fecharam cinco faixas da avenida Rio Branco, no centro do Rio de Janeiro, no início da noite desta quinta-feira (16) em protesto contra o aumento das passagens do transporte público na capital fluminense. Eles se reuniram na praça localizada atrás da Igreja da Candelária, acompanhados por dezenas de policiais militares Julio Cesar Guimaraes/UOLMais
10.jan.2014 - Trânsito intenso na estrada do M'Boi Mirim, zona sul de São Paulo, sentido centro, após protestos na manhã desta sexta-feira (10). Participantes da ocupação de sem-teto Nova Palestina, na região do Jardim Ângela realizaram um protesto por moradia que foi encerrado por volta 9h20 Luiz Claudio Barbosa/Futura Press/Estadão ConteúdoMais
5.dez.2013 - Em 18 de junho, o então estudante de arquitetura Pierre Ramon, 20, participou de sua primeira e, até agora, última manifestação. O jovem perdeu o emprego de garçom numa casa noturna do Itaim, bairro nobre da zona sul de São Paulo, depois que sua imagem foi veiculada como líder dos "black blocs" e precisou trancar o curso de arquitetura na faculdade. Pierre diz que nunca tinha ouvido falar em 'black blocs' e que atacou a prefeitura porque recebeu "spray de pimenta na cara" Fabio Braga/Folhapress e Jorge Araujo/FolhapressMais
4.dez.2013 - Aeroviários em greve paralisam as atividades do aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, na manhã desta quarta-feira Marcos Bezerra/Futura Press/Estadão ConteúdoMais
25.nov.2013 - Um ônibus foi incendiado no Jardim São Judas, em Taboão da Serra (Grande SP), na noite de segunda-feira (25). Este é o terceiro ônibus incendiado na região após um policial militar matar um adolescente, no último domingo (24) Cristiano Novais/CPN/ Estadão Conteúdo Mais
25.nov.2013 - Aproximadamente 200 vigilantes realizam passeata pelas ruas do centro de São Paulo em direção à avenida Paulista, exigindo a adesão dos colegas que estão em horário de trabalho. A categoria reivindica aumento salarial e outros benefícios Reprodução/Globo NewsMais
19.nov.2013 - Uma intervenção urbana com fotografias das manifestações de junho realizada nos muros do cemitério do Araçá, em São Paulo, foi destruída na madrugada desta terça-feira (19). Vândalos ligados a um suposto grupo de direita radical autodenominado "White Blocs" arrancaram as imagens da parede e picharam o local com frases como "fora comuna [referência a 'comunista']" e "viva PM" Renato S. Cerqueira/Futura Press/Estadão ConteúdoMais
15.nov.2013 - O protesto convocado para esta sexta-feira (15) no centro do Rio de Janeiro concentrava no fim da tarde mais policiais militares do que manifestantes. Cerca de 50 pessoas estavam na Cinelândia, cercada por cerca de 150 PMs. A mobilização pede a desmilitarização da Polícia Militar e teve confirmação de 1.400 pessoas nas redes sociais Ariel Subirá /Futura Press/Estadão ConteúdoMais
12.nov.2013 - Representando os estados da federação e o Distrito Federal, 27 manequins de terno, gravata e mascarados com a bandeira do Brasil são usados em protesto da ONG Rio de Paz em Brasília, na manhã desta terça-feira (12). O objetivo da organização é cobrar transparência do poder público com a criação de metas nas áreas de saúde, educação e segurança Luciano Freire/Futura Press/Estadão ConteúdoMais
7.nov.2013 - Funcionários da Fhemig (Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais) realizam uma manifestação em frente à Maternidade Odete Valadares, no bairro Prado, região oeste de Belo Horizonte (MG). O grupo interdita os dois sentidos da avenida Contorno. Os representantes da categoria alegam que seis leitos do hospital estão fechados por falta de estrutura Alex de jesus/O Tempo/Estadão ConteúdoMais
5.nov.2013 - Vestindo camiseta com imagem de "Che" Guevara, manifestante participa do Dia Mundial de Guy Fawkes, no Rio de Janeiro. Grupos como Anonymous e Ocupe Wall Street convocaram protestos em diversos países nesta terça-feira (5) Christophe Simon/AFPMais
1.nov.2013 - Um grupo de manifestantes bloqueou na tarde desta sexta-feira (1º) todas as pistas da marginal Tietê no sentido Ayrton Senna, na altura da ponte Orestes Quércia. Eles protestam contra a reintegração de posse de uma comunidade conhecida como Estaiadinha, que fica perto do local do ato, na região central de São Paulo. A Polícia Militar foi acionada para liberar a via Rodrigo Gazzanel/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais
31.out.2013 - Manifestantes mascarados fazem protesto contra o reajuste do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), na noite desta quinta-feira (31) na avenida Paulista, na área central de São Paulo. De acordo com a Polícia Militar, cerca de 150 pessoas participaram do ato. Segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), eles bloquearam a avenida Paulista, no sentido Consolação, até as 22h30 Alessandro Shinoda/UOLMais
31.out.2013 - Manifestante mascarado segura cartaz durante protesto contra o reajuste do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), na noite desta quinta-feira (31) na avenida Paulista, na área central de São Paulo. De acordo com a Polícia Militar, cerca de 150 pessoas participaram do ato. Segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), eles bloquearam a avenida Paulista, no sentido Consolação, até as 22h30 Alessandro Shinoda/UOLMais
31.out.2013 - Policiais acompanham protesto contra o reajuste do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), na noite desta quinta-feira (31) na avenida Paulista, na área central de São Paulo. De acordo com a Polícia Militar, cerca de 150 pessoas participaram do ato. Segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), eles bloquearam a avenida Paulista, no sentido Consolação, até as 22h30 Alessandro Shinoda/UOLMais
31.out.2013 - Com os rostos cobertos, manifestantes entrelaçam os braços durante protesto contra o reajuste do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), na noite desta quinta-feira (31) na avenida Paulista, na área central de São Paulo. De acordo com a Polícia Militar, cerca de 150 pessoas participaram do ato. Segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), eles bloquearam a avenida Paulista, no sentido Consolação, até as 22h30 Alessandro Shinoda/UOLMais
31.out.2013 - Manifestantes seguram faixa durante protesto contra o reajuste do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), na noite desta quinta-feira (31) na avenida Paulista, na área central de São Paulo. De acordo com a Polícia Militar, cerca de 150 pessoas participaram do ato. Segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), eles bloquearam a avenida Paulista, no sentido Consolação, até as 22h30 Alessandro Shinoda/UOLMais
29.out.2013 - Pai busca filha em creche na avenida Edu Chaves, na região do bairro do Jaçanã, em São Paulo, cujo comércio fechou as portas na manhã desta terça-feira (29), após protesto de ontem que deixou ao menos seis ônibus e três caminhões incendiados. O ato desta segunda foi realizado em protesto contra a morte de um adolescente por um policial militar na Vila Medeiros Reinaldo Canato/UOLMais
29.out.2013 - Comerciantes da avenida Edu Chaves, na região do bairro do Jaçanã, em São Paulo, fecham as portas na manhã desta terça-feira (29), após protesto de ontem que deixou ao menos seis ônibus e três caminhões incendiados. O ato desta segunda foi realizado em protesto contra a morte de um adolescente por um policial militar na Vila Medeiros Reinaldo Canato/UOLMais
29.out.2013 - Comerciantes da avenida Edu Chaves, na região do bairro do Jaçanã, em São Paulo, fecham as portas na manhã desta terça-feira (29), após protesto de ontem que deixou ao menos seis ônibus e três caminhões incendiados. O ato desta segunda foi realizado em protesto contra a morte de um adolescente por um policial militar na Vila Medeiros Reinaldo Canato/UOLMais
29.out.2013 - Comerciantes da avenida Edu Chaves, na região do bairro do Jaçanã, em São Paulo, fecham as portas na manhã desta terça-feira (29), após protesto de ontem que deixou ao menos seis ônibus e três caminhões incendiados. O ato desta segunda foi realizado em protesto contra a morte de um adolescente por um policial militar na Vila Medeiros Reinaldo Canato/UOLMais
28.out.2013 - Fotógrafos realizam ato em protesto contra agressões a jornalistas e fotógrafos durante manifestações e em defesa da liberdade de imprensa, na praça Roosevelt, região central de São Paulo. O ato contou com o apoio do SJSP (Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo), Arfoc (Associação dos Repórteres Fotográficos de São Paulo), Ajaesp (Associação dos Jornalistas Veteranos no Estado de São Paulo) e Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) Reinaldo Canato/UOLMais
28.out.2013 - Fotógrafos realizam ato em protesto contra agressões a jornalistas e fotógrafos durante manifestações e em defesa da liberdade de imprensa, na praça Roosevelt, região central de São Paulo. O ato contou com o apoio do SJSP (Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo), Arfoc (Associação dos Repórteres Fotográficos de São Paulo), Ajaesp (Associação dos Jornalistas Veteranos no Estado de São Paulo) e Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) Reinaldo Canato/UOLMais
28.out.2013 - Fotógrafos realizam ato em protesto contra agressões a jornalistas e fotógrafos durante manifestações e em defesa da liberdade de imprensa, na praça Roosevelt, região central de São Paulo. O ato contou com o apoio do SJSP (Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo), Arfoc (Associação dos Repórteres Fotográficos de São Paulo), Ajaesp (Associação dos Jornalistas Veteranos no Estado de São Paulo) e Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) Reinaldo Canato/UOLMais
28.out.2013 - Fotógrafos realizam ato em protesto contra agressões a jornalistas e fotógrafos durante manifestações e em defesa da liberdade de imprensa, na praça Roosevelt, região central de São Paulo. O ato contou com o apoio do SJSP (Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo), Arfoc (Associação dos Repórteres Fotográficos de São Paulo), Ajaesp (Associação dos Jornalistas Veteranos no Estado de São Paulo) e Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) Reinaldo Canato/UOLMais
28.out.2013 - Fotógrafos realizam ato em protesto contra agressões a jornalistas e fotógrafos durante manifestações e em defesa da liberdade de imprensa, na praça Roosevelt, região central de São Paulo. O ato contou com o apoio do SJSP (Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo), Arfoc (Associação dos Repórteres Fotográficos de São Paulo), Ajaesp (Associação dos Jornalistas Veteranos no Estado de São Paulo) e Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) Reinaldo Canato/UOLMais
28.out.2013 - Fotógrafos realizam ato em protesto contra agressões a jornalistas e fotógrafos durante manifestações e em defesa da liberdade de imprensa, na praça Roosevelt, região central de São Paulo. O ato contou com o apoio do SJSP (Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo), Arfoc (Associação dos Repórteres Fotográficos de São Paulo), Ajaesp (Associação dos Jornalistas Veteranos no Estado de São Paulo) e Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) Reinaldo Canato/UOLMais
28.out.2013 - Fotógrafos realizam ato em protesto contra agressões a jornalistas e fotógrafos durante manifestações e em defesa da liberdade de imprensa, na praça Roosevelt, região central de São Paulo. O ato contou com o apoio do SJSP (Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo), Arfoc (Associação dos Repórteres Fotográficos de São Paulo), Ajaesp (Associação dos Jornalistas Veteranos no Estado de São Paulo) e Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) Reinaldo Canato/UOLMais
28.out.2013 - Fotógrafos realizam ato em protesto contra agressões a jornalistas e fotógrafos durante manifestações e em defesa da liberdade de imprensa, na praça Roosevelt, região central de São Paulo. O ato contou com o apoio do SJSP (Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo), Arfoc (Associação dos Repórteres Fotográficos de São Paulo), Ajaesp (Associação dos Jornalistas Veteranos no Estado de São Paulo) e Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) Reinaldo Canato/UOLMais
28.out.2013 - Instalações do terminal de ônibus Dom Pedro 2º, em São Paulo, e caixas eletrônicos do local ainda apresentam os sinais da depredação ocorrida durante o protesto organizado pelo Movimento Passe Livre na última sexta-feira (25) Marcelo Camargo/Agência BrasilMais
28.out.2013 - Instalações do terminal de ônibus Dom Pedro 2º, em São Paulo, e caixas eletrônicos do local ainda apresentam os sinais da depredação ocorrida durante o protesto organizado pelo Movimento Passe Livre na última sexta-feira (25) Marcelo Camargo/Agência BrasilMais
28.out.2013 - Instalações do terminal de ônibus Dom Pedro 2º, em São Paulo, e caixas eletrônicos do local ainda apresentam os sinais da depredação ocorrida durante o protesto organizado pelo Movimento Passe Livre na última sexta-feira (25) Marcelo Camargo/Agência BrasilMais
28.out.2013 - Instalações do terminal de ônibus Dom Pedro 2º, em São Paulo, e caixas eletrônicos do local ainda apresentam os sinais da depredação ocorrida durante o protesto organizado pelo Movimento Passe Livre na última sexta-feira (25) Marcelo Camargo/Agência BrasilMais
28.out.2013 - Instalações do terminal de ônibus Dom Pedro 2º, em São Paulo, e caixas eletrônicos do local ainda apresentam os sinais da depredação ocorrida durante o protesto organizado pelo Movimento Passe Livre na última sexta-feira (25) Marcelo Camargo/Agência BrasilMais
28.out.2013 - Instalações do terminal de ônibus Dom Pedro 2º, em São Paulo, e caixas eletrônicos do local ainda apresentam os sinais da depredação ocorrida durante o protesto organizado pelo Movimento Passe Livre na última sexta-feira (25) Marcelo Camargo/Agência BrasilMais
Ônibus foram queimados e ruas foram bloqueadas durante um protesto de moradores na Vila Medeiros, na zona norte de São Paulo, no domingo (27). O protesto aconteceu depois que Douglas Rodrigues, de 17 anos, foi morto durante uma abordagem policial. Segundo a polícia houve um disparo acidental. O policial militar que efetuou o disparo ao atender uma ocorrência de som alto foi, segundo a PM, "autuado em flagrante delito por homicídio culposo (sem intenção de matar)" Cristiano Novais/CPN/Estadão Conteúdo Mais
25.out.2013 - Manifestantes fecham avenidas do Eixo Monumental de Brasília e de acesso à Rodoviário da capital federal na noite desta sexta-feira (25), durante protesto da Semana Nacional de Luta pela Tarifa Zero Alan Marques/FolhapressMais
25.out.2013 - Manifestantes fecham avenidas do Eixo Monumental de Brasília e de acesso à Rodoviário da capital federal na noite desta sexta-feira (25), durante protesto da Semana Nacional de Luta pela Tarifa Zero Alan Marques/FolhapressMais
25.out.2013 - Manifestantes fecham avenidas do Eixo Monumental de Brasília e de acesso à Rodoviário da capital federal na noite desta sexta-feira (25), durante protesto da Semana Nacional de Luta pela Tarifa Zero Alan Marques/FolhapressMais
25.out.2013 - Manifestantes depredaram ônibus, caixas eletrônicos e catracas após invadirem o terminal Dom Pedro 2º, na região central de São Paulo, durante manifestação da Semana Nacional de Luta pela Tarifa Zero, realizada na noite desta sexta-feira (25) Flávio Florido/UOLMais
25.out.2013 - Durante uma assembleia tumultuada, professores da rede municipal do Rio decidiram encerrar a greve. Na tarde de ontem, os docentes das escolas estaduais votaram pela suspensão da paralisação. A greve começou no dia 8 de agosto nas duas redes. Na última terça (22), a prefeitura e o Estado se reuniram com representantes do sindicato no STF (Supremo Tribunal Federal) e firmaram um acordo Armando Paiva/Fotoarena/Estadão ConteúdoMais
25.out.2013 - Durante uma assembleia tumultuada, professores da rede municipal do Rio decidiram encerrar a greve. Na tarde de ontem, os docentes das escolas estaduais votaram pela suspensão da paralisação. A greve começou no dia 8 de agosto nas duas redes. Na última terça (22), a prefeitura e o Estado se reuniram com representantes do sindicato no STF (Supremo Tribunal Federal) e firmaram um acordo Foto Pablo Jacob / Agência O GloboMais
25.out.2013 - Professores da rede municipal do Rio decidem nesta sexta-feira se continuam ou não em greve. Na tarde de ontem, os docentes das escolas estaduais votaram pela suspensão da paralisação. A greve começou no dia 8 de agosto nas duas redes. Na última terça (22), a prefeitura e o Estado se reuniram com representantes do sindicato no STF (Supremo Tribunal Federal) e firmaram um acordo Gustavo Oliveira/Futura Press/Estadão ConteúdoMais
25.out.2013 - Professores da rede municipal do Rio decidem nesta sexta-feira se continuam ou não em greve. Na tarde de ontem, os docentes das escolas estaduais votaram pela suspensão da paralisação. A greve começou no dia 8 de agosto nas duas redes. Na última terça (22), a prefeitura e o Estado se reuniram com representantes do sindicato no STF (Supremo Tribunal Federal) e firmaram um acordo Glaucon Fernandes/Futura Press/Estadão ConteúdoMais
25.out.2013 - Professores da rede municipal do Rio decidem nesta sexta-feira se continuam ou não em greve. Na tarde de ontem, os docentes das escolas estaduais votaram pela suspensão da paralisação. A greve começou no dia 8 de agosto nas duas redes. Na última terça (22), a prefeitura e o Estado se reuniram com representantes do sindicato no STF (Supremo Tribunal Federal) e firmaram um acordo Armando Paiva/Fotoarena/Estadão ConteúdoMais
25.out.2013 - Professores da rede municipal do Rio decidem nesta sexta-feira se continuam ou não em greve. Na tarde de ontem, os docentes das escolas estaduais votaram pela suspensão da paralisação. A greve começou no dia 8 de agosto nas duas redes. Na última terça (22), a prefeitura e o Estado se reuniram com representantes do sindicato no STF (Supremo Tribunal Federal) e firmaram um acordo Levy Ribeiro/Brazil Photo Press/Estadão ConteúdoMais
25.out.2013 - Professores da rede municipal do Rio decidem nesta sexta-feira se continuam ou não em greve. Na tarde de ontem, os docentes das escolas estaduais votaram pela suspensão da paralisação. A greve começou no dia 8 de agosto nas duas redes. Na última terça (22), a prefeitura e o Estado se reuniram com representantes do sindicato no STF (Supremo Tribunal Federal) e firmaram um acordo Levy Ribeiro/Brazil Photo Press/Estadão ConteúdoMais
25.out.2013 - Professores da rede municipal do Rio decidem nesta sexta-feira se continuam ou não em greve. Na tarde de ontem, os docentes das escolas estaduais votaram pela suspensão da paralisação. A greve começou no dia 8 de agosto nas duas redes. Na última terça (22), a prefeitura e o Estado se reuniram com representantes do sindicato no STF (Supremo Tribunal Federal) e firmaram um acordo Levy Ribeiro/Brazil Photo Press/Estadão ConteúdoMais
25.out.2013 - Professores da rede municipal do Rio decidem nesta sexta-feira se continuam ou não em greve. Na tarde de ontem, os docentes das escolas estaduais votaram pela suspensão da paralisação. A greve começou no dia 8 de agosto nas duas redes. Na última terça (22), a prefeitura e o Estado se reuniram com representantes do sindicato no STF (Supremo Tribunal Federal) e firmaram um acordo Levy Ribeiro/Brazil Photo Press/Estadão ConteúdoMais
25.out.2013 - Após dois meses e meio em greve, as aulas foram retomadas nesta sexta-feira na rede estadual do Rio de Janeiro. Os professores decidiram suspender a paralisação depois de uma assembleia realizada na tarde de ontem Tânia Rêgo/Agência BrasilMais
25.out.2013 - Após dois meses e meio em greve, as aulas foram retomadas nesta sexta-feira na rede estadual do Rio de Janeiro. Os professores decidiram suspender a paralisação depois de uma assembleia realizada na tarde de ontem Tânia Rêgo/Agência BrasilMais
25.out.2013 - Após dois meses e meio em greve, as aulas foram retomadas nesta sexta-feira na rede estadual do Rio de Janeiro. Os professores decidiram suspender a paralisação depois de uma assembleia realizada na tarde de ontem Tânia Rêgo/Agência BrasilMais
25.out.2013 - Após dois meses e meio em greve, as aulas foram retomadas nesta sexta-feira na rede estadual do Rio de Janeiro. Os professores decidiram suspender a paralisação depois de uma assembleia realizada na tarde de ontem Tânia Rêgo/Agência BrasilMais
24.out.2013 - Cerca de mil profissionais da rede estadual de educação decidiram nesta quinta suspender a greve iniciada no dia 8 de agosto. A decisão ocorreu dois dias depois que o Sepe (Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ) e a Seeduc (Secretaria de Estado de Educação) firmaram um acordo durante uma audiência de conciliação no STF (Supremo Tribunal Federal) Glaucon Fernandes/Futura Press/Estadão ConteúdoMais
24.out.2013 - Membros do Movimento Passe Livre realizam manifestação que vai em direção ao terminal Campo Limpo. O ato integra a Semana Nacional de Luta pela Tarifa Zero, realizada anualmente pelo MPL desde 2005 Rodrigo Paiva/UOLMais
24.out.2013 - Cerca de mil profissionais da rede estadual de educação decidiram nesta quinta suspender a greve iniciada no dia 8 de agosto. A decisão ocorreu dois dias depois que o Sepe (Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ) e a Seeduc (Secretaria de Estado de Educação) firmaram um acordo durante uma audiência de conciliação no STF (Supremo Tribunal Federal) Armando Paiva/Fotoarena/Estadão ConteúdoMais
24.out.2013 - Cerca de mil profissionais da rede estadual de educação decidiram nesta quinta suspender a greve iniciada no dia 8 de agosto. A decisão ocorreu dois dias depois que o Sepe (Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ) e a Seeduc (Secretaria de Estado de Educação) firmaram um acordo durante uma audiência de conciliação no STF (Supremo Tribunal Federal) Ale Silva/Futura Press/Estadão ConteúdoMais
24.out.2013 - Cerca de mil profissionais da rede estadual de educação decidiram nesta quinta suspender a greve iniciada no dia 8 de agosto. A decisão ocorreu dois dias depois que o Sepe (Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ) e a Seeduc (Secretaria de Estado de Educação) firmaram um acordo durante uma audiência de conciliação no STF (Supremo Tribunal Federal) Ale Silva/Futura Press/Estadão ConteúdoMais
24.out.2013 - Cerca de mil profissionais da rede estadual de educação decidiram nesta quinta suspender a greve iniciada no dia 8 de agosto. A decisão ocorreu dois dias depois que o Sepe (Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ) e a Seeduc (Secretaria de Estado de Educação) firmaram um acordo durante uma audiência de conciliação no STF (Supremo Tribunal Federal) Armando Paiva/Fotoarena/Estadão ConteúdoMais
24.out.2013 - Professores realizam assembleia para decidir se mantêm ou não a greve que começou no dia 8 de agosto. O sindicato e o governo firmaram um acordo na terça (22) no STF (Supremo Tribunal Federal) Armando Paiva/Fotoarena/Estadão ConteúdoMais
24.out.2013 - Professores realizam assembleia para decidir se mantêm ou não a greve que começou no dia 8 de agosto. O sindicato e o governo firmaram um acordo na terça (22) no STF (Supremo Tribunal Federal) Armando Paiva/Fotoarena/Estadão ConteúdoMais
22.out.2013 - Os professores da rede municipal do Rio de Janeiro decidiram manter a paralisação iniciada no dia 8 de agosto. Segundo o Sepe (Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ), cerca de 4.000 profissionais da educação participaram do encontro Levy Ribeiro/Brazil PrePhoto ss/Estadão ConteúdoMais
21.out.2013 - Um grupo bloqueou a estrada M'Boi Mirim no Largo do Piraporinha, em São Paulo, na manhã desta segunda-feira (21) contra corte de linhas de ônibus e pela duplicação da via. Durante a madrugada, os manifestantes chegaram a interditar o local com barricadas de pneus com fogo. A estrada já foi liberada Luiz Claudio Barbosa/Futura PressMais
19.out.2013 - Integrante do programa CQC Ronald Rios é atingido por spray de pimenta durante o protesto contra o uso de animais em testes de laboratório Raposo Tavares, na altura do km 56, neste sábado (19). O grupo, que pretendia ir até o Instituto Royal, foi impedido pela Polícia Militar de acessar as proximidades do local William Volcov/Brazil Photo Press/Estadão ConteúdoMais
19.out.2013 -A Tropa de Choque da PM usou bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha para dispersar o grupo de mascarados que ateou fogo em dois veículos, um deles da Polícia Militar durante o protesto contra o uso de animais em testes de laboratório Raposo Tavares, na altura do km 56, neste sábado (19). O grupo, que pretendia ir até o Instituto Royal, foi impedido pela Polícia Militar de acessar as proximidades do local Reprodução/Facebook/AnonymousBrasilMais
19.out.2013- Manifestante do grupo Black Bloc destrói carro da TV Tem (filiada a Rede Globo) durante o protesto contra o uso de animais em testes de laboratório Raposo Tavares, na altura do km 56, neste sábado (19). O grupo, que pretendia ir até o Instituto Royal, foi impedido pela Polícia Militar de acessar as proximidades do local William Volcov/Brazil Photo Press/Estadão ConteúdoMais
19.out.2013 - Manifestantes se reúnem durante protesto contra o uso de animais em testes de laboratório. O protesto ocorre depois que um grupo de ativistas invadiu o Instituto Royal em São Roque,interior de São Paulo e retirou cães do local,alegando que eles sofriam maus-tratos Reprodução/Facebook/AnonymousBrasilMais
19.out.2013 - Dois carros foram incendiados na altura do km 55 da rodovia Raposo Tavares durante um protesto contra a utilização de cães da raça beagle em testes de laboratório. A ação foi feita por black blocs, que se infiltraram na manifestação que ocorria no local, organizada por ativistas de defesa dos animais contra o Instituto Royal, laboratório que usa cães em testes para empresas farmacêutica Reprodução/Facebook/AnonymousBrasilMais
19.out.2013 - Carro da polícia é depredada durante protesto contra o uso de animais em testes de laboratório. O protesto ocorre depois que um grupo de ativistas invadiu o Instituto Royal em São Roque,interior de São Paulo e retirou cães do local,alegando que eles sofriam maus-tratos Reprodução/Facebook/AnonymousBrasilMais
19.out.2013 - Dois carros foram incendiados na altura do km 55 da rodovia Raposo Tavares durante um protesto contra a utilização de cães da raça beagle em testes de laboratório. A ação foi feita por black blocs, que se infiltraram na manifestação que ocorria no local, organizada por ativistas de defesa dos animais contra o Instituto Royal, laboratório que usa cães em testes para empresas farmacêutica Alex Falcão/Futura PressMais
18.out.2013 - Manifestantes voltam a ocupar as escadarias da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, na Cinelândia, em protesto pela liberdade dos manifestantes presos no último dia 15 Fernando Frazão / Agência BrasilMais
16.out.2013 - A Polícia Civil do Rio de Janeiro apresentou nesta quarta-feira (16) os materiais apreendidos durante os confrontos ocorridos entre policiais e Black Blocs após o protesto dos professores, na região central do Rio, nessa terça (15) Polícia Civil/DivulgaçãoMais
16.out.2013 - Estação Butantã na Zona Oeste amanhece com vidraça quebrada nesta quarta-feira (16), após o protesto "Um Milhão pela Educação!" contra a política de educação do governador Geraldo Alckmin realizado nesta terça-feira (15), em São Paulo Marcos Bezerra/Futura PressMais
16.out.2013 - Manifestantes detidos pela PM durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin são enfileirados, nessa terça-feira (15), em muro em rua próxima à avenida Eusébio Matoso, na zona oeste da capital paulista Simon Plestenjak/UOLMais
16.out.2013 - Manifestantes picham "Fogo na PM" em vidraça de estação d Butantã. na zona oeste da capital paulista, durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin, nesta terça-feira (15), Dia dos Professores Simon Plestenjak/UOLMais
15.out.2013 - Funcionária de loja da McDonald's passa mal durante confronto entre policiais e integrantes do Black Blocs no centro do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (16). Uma loja da rede foi depredada durante o ato, que aconteceu após o protesto dos professores Lucas Landau/ReutersMais
15.out.2013 - Estudantes da USP participam de protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin na capital paulista. A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Simon Plestenjak/UOLMais
15.out.2013 - Estudantes da USP participam de protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin na capital paulista. A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Simon Plestenjak/UOLMais
15.out.2013 - Com faixas contra o governador de São Paulo, corrupção e pedindo melhorias na educação pública, manifestantes marcham na marginal Pinheiros, sentido Interlagos, nesta terça-feira (15), em protestos alusivo ao Dia dos Professores. A concentração foi no largo da Batata, em Pinheiros. A PM entrou em confronto com integrantes do movimento, usando bombas de gás lacrimogênio e efeito moral Simon Plestenjak/UOLMais
15.out.2013 - Policiais usam escudos para enfrentar manifestantes após protesto de professores no centro do Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15) Lucas Landau/ReutersMais
15.out.2013 - Vista do interior de uma loja da rede McDonald's que foi vandalizada após protesto. Manifestação foi organizada por professores no centro do Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15), mas terminou em confronto entre integrantes do grupo Black Bloc e policiais militares Antonio Lacerda/EfeMais
15.out.2013 - O vidro da fachada do Consulado dos Estados Unidos no Rio de Janeiro foi quebrado durante ação dos Black Blocs, após protesto de professores no centro do Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15) Antonio Lacerda/EFEMais
15.out.2013 - Manifestantes tentam se proteger durante confronto com policiais militares após protesto de professores no centro do Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15) Marcelo Sayão/EFEMais
15.out.2013 - Policial aponta equipamento contra manifestante durante protesto na região central do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (15), Dia do Professor Yasuyoshi Chiba/AFPMais
15.out.2013 - Membro do Black Bloc usa máscara durante protesto na região central do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (15), Dia do Professor Marcelo Sayão/EFEMais
15.out.2013 - Policial militar cai ao ser chutado por manifestante durante profesto em São Paulo, nesta terça-feira (15), Dia do Professor Nacho Doce/ReutersMais
15.out.2013 - Manifestante coloca fogo em objetos na entrada de uma agência do HSBC após protesto de professores no centro do Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15) Pilar Olivares/ReutersMais
15.out.2013 - Membro do Black Bloc pula barricada em chamas após protesto de professores no centro do Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15) Renata Brito/APMais
15.out.2013 - Manifestante é detido por policial militar durante confronto após protesto de professores no centro do Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15) Renata Brito/APMais
15.out.2013 - Um policial militar passa mal após inalar gás lacrimogêneo durante confronto com manifestantes, após protesto de professores no centro do Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15) Renata Brito/APMais
15.out.2013 - Manifestantes fazem barricada de fogo após protesto de professores no centro do Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15) Antonio Lacerda/EFEMais
15.out.2013 - Policiais usam escudos para enfrentar manifestantes após protesto de professores no centro do Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15) Yasuyoshi Chiba/AFPMais
15.out.2013 - Um carro da Polícia Militar queima em uma rua do centro do Rio de Janeiro, após protesto de professores no centro do Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15) Silvia Izquierdo/APMais
15.out.2013 - Vidros da estação Butantã, na zona oeste de São Paulo, foram pichados durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin, nesta terça-feira (15), Dia dos Professores. Até as 22h, 56 pessoas haviam sido detidas. A estimativa da PM é que cerca de 400 manifestantes participaram do protesto, que começou no largo da Batata, em Pinheiros Reinaldo Canato/UOLMais
15.out.2013 - Vidros de um carro foram quebrados por integrantes do Black Bloc, ao lado da estação Butantã, durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin, nesta terça-feira (15), Dia dos Professores. Até as 22h, 56 pessoas haviam sido detidas. A estimativa da PM é que cerca de 400 manifestantes participaram do protesto, que começou no largo da Batata, em Pinheiros Reinaldo Canato/UOLMais
15.out.2013 - Pessoas detidas durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin, nesta terça-feira (15), Dia dos Professores. Até as 22h, 56 pessoas haviam sido detidas. A estimativa da PM é que cerca de 400 manifestantes participaram do protesto, que começou no largo da Batata, em Pinheiros Reinaldo Canato/UOLMais
15.out.2013 - Manifestantes entram em confronto com a polícia após protesto de professores no centro do Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15) Antonio Scorza/UOLMais
15.out.2013 - Manifestantes entram em confronto com a polícia após protesto de professores no centro do Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15) Marcelo Sayão/EFEMais
15.out.2013 - Manifestantes entram em confronto com a polícia após protesto de professores no centro do Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15). Um grupo depredou lojas e agências bancárias, como esta do HSBC Pilar Olivares/ReutersMais
15.out.2013 - Manifestantes entram em confronto com a polícia após protesto de professores no centro do Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15). Um grupo depredou estabelecimentos comerciais, como esta lanchonete do Mc Donald's Pilar Olivares/ReutersMais
15.out.2013 - Estudantes seguram faixas durante protesto em apoio aos professores do Rio de Janeiro que estão em greve por melhores salários, em Brasília, nesta terça-feira (15). Os manifestantes passaram por vários pontos da área central de Brasília. A Polícia Militar usou gás de pimenta e fez seis prisões por desacato a autoridade. Não houve vandalismo Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilMais
15.out.2013 - Estudantes seguram faixas durante protesto em apoio aos professores do Rio de Janeiro que estão em greve por melhores salários, em Brasília, nesta terça-feira (15). Os manifestantes passaram por vários pontos da área central de Brasília. A Polícia Militar usou gás de pimenta e fez seis prisões por desacato a autoridade. Não houve vandalismo Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilMais
15.out.2013 - Estudantes seguram faixas durante protesto em apoio aos professores do Rio de Janeiro que estão em greve por melhores salários, em Brasília, nesta terça-feira (15). Os manifestantes passaram por vários pontos da área central de Brasília. A Polícia Militar usou gás de pimenta e fez seis prisões por desacato a autoridade. Não houve vandalismo Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilMais
15.out.2013 - Estudantes seguram faixas durante protesto em apoio aos professores do Rio de Janeiro que estão em greve por melhores salários, em Brasília, nesta terça-feira (15). Os manifestantes passaram por vários pontos da área central de Brasília. A Polícia Militar usou gás de pimenta e fez seis prisões por desacato a autoridade. Não houve vandalismo Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilMais
15.out.2013 - Estudantes seguram faixas durante protesto em apoio aos professores do Rio de Janeiro que estão em greve por melhores salários, em Brasília, nesta terça-feira (15). Os manifestantes passaram por vários pontos da área central de Brasília. A Polícia Militar usou gás de pimenta e fez seis prisões por desacato a autoridade. Não houve vandalismo Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilMais
15.out.2013 - Estudantes seguram faixas durante protesto em apoio aos professores do Rio de Janeiro que estão em greve por melhores salários, em Brasília, nesta terça-feira (15). Os manifestantes passaram por vários pontos da área central de Brasília. A Polícia Militar usou gás de pimenta e fez seis prisões por desacato a autoridade. Não houve vandalismo Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilMais
15.out.2013 - Policial militar usa spray de pimenta durante protesto em apoio aos professores do Rio de Janeiro que estão em greve por melhores salários, em Brasília, nesta terça-feira (15), Dia do Professor. Os manifestantes passaram por vários pontos da área central de Brasília. A Polícia Militar usou gás de pimenta e fez seis prisões por desacato a autoridade. Não houve vandalismo Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilMais
15.out.2013 - Manifestante é detido durante protesto em apoio aos professores do Rio de Janeiro que estão em greve por melhores salários, em Brasília, nesta terça-feira (15), Dia do Professor. Os manifestantes passaram por vários pontos da área central de Brasília. A Polícia Militar usou gás de pimenta e fez seis prisões por desacato a autoridade. Não houve vandalismo Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilMais
15.out.2013 - Manifestante é detido durante protesto em apoio aos professores do Rio de Janeiro que estão em greve por melhores salários, em Brasília, nesta terça-feira (15), Dia do Professor. Os manifestantes passaram por vários pontos da área central de Brasília. A Polícia Militar usou gás de pimenta e fez seis prisões por desacato a autoridade. Não houve vandalismo Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilMais
15.out.2013 - Fotógrafo faz imagens de policiais militares durante protesto em apoio aos professores do Rio de Janeiro que estão em greve por melhores salários, em Brasília, nesta terça-feira (15), Dia do Professor. Os manifestantes passaram por vários pontos da área central de Brasília. A Polícia Militar usou gás de pimenta e fez seis prisões por desacato a autoridade. Não houve vandalismo Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilMais
15.out.2013 - Estudantes seguram faixas durante protesto em apoio aos professores do Rio de Janeiro que estão em greve por melhores salários, em Brasília, nesta terça-feira (15). Os manifestantes passaram por vários pontos da área central de Brasília. A Polícia Militar usou gás de pimenta e fez seis prisões por desacato a autoridade. Não houve vandalismo Sergio Lima/FolhapressMais
15.out.2013 - Estudantes seguram faixas durante protesto em apoio aos professores do Rio de Janeiro que estão em greve por melhores salários, em Brasília, nesta terça-feira (15). Os manifestantes passaram por vários pontos da área central de Brasília. A Polícia Militar usou gás de pimenta e fez seis prisões por desacato a autoridade. Não houve vandalismo Sergio Lima/FolhapressMais
15.out.2013 - Estudantes seguram faixas durante protesto em apoio aos professores do Rio de Janeiro que estão em greve por melhores salários, em Brasília, nesta terça-feira (15). Os manifestantes passaram por vários pontos da área central de Brasília. A Polícia Militar usou gás de pimenta e fez seis prisões por desacato a autoridade. Não houve vandalismo Sergio Lima/FolhapressMais
15.out.2013 - Manifestante lança coquetel molotov contra a polícia durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin na capital paulista. A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Nacho Doce/ReutersMais
15.out.2013 - Cassetetes em mãos, policiais correm atrás de manifestante durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin na capital paulista. A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Nacho Doce/ReutersMais
15.out.2013 - Manifestante são detidos durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin na capital paulista. A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Sebastião Moreira/EFEMais
15.out.2013 - Manifestantes entram em confronto com a polícia após protesto de professores no Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15); ativistas usam máscaras contra os efeitos do gás lacrimogêneo Christophe Simon/AFPMais
15.out.2013 - Manifestantes entram em confronto com a polícia após protesto de professores no Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15); ativistas usam máscaras contra os efeitos do gás lacrimogêneo Christophe Simon/AFPMais
15.out.2013 - Policiais detêm manifestantes durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin na zona oeste da capital paulista. A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Nacho Doce/ReutersMais
15.out.2013 - Integrante do Black Bloc vandaliza agência bancária durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin na capital paulista. A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Nacho Doce/ReutersMais
15.out.2013 - Integrante do Black Bloc vandaliza agência bancária durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin na capital paulista. A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Nacho Doce/ReutersMais
15.out.2013 - Integrante do Black Bloc quebra vidro de ônibus durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin na capital paulista. A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Nacho Doce/ReutersMais
15.out.2013 - Policial lança bomba de gás durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin na capital paulista. A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Nacho Doce/ReutersMais
15.out.2013 - Black Blocs tentam derrubar um carro da ViaQuatro durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin na capital paulista. A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Nacho Doce/ReutersMais
15.out.2013 - Estudantes fazem protesto na entrada do Ministério da Educação, em Brasília, nesta terça-feira (15), em apoio aos professores do Rio de Janeiro que estão em greve por melhores salários. Os manifestantes passaram por vários pontos da área central de Brasília. A Polícia Militar usou gás de pimenta e fez seis prisões por desacato a autoridade. Não houve vandalismo Sergio Lima/FolhapressMais
15.out.2013 - Manifestante usa máscara durante protesto em apoio aos professores do Rio de Janeiro que estão em greve por melhores salários, na entrada do Ministério da Educação, em Brasília, nesta terça-feira (15). Os manifestantes passaram por vários pontos da área central de Brasília. A Polícia Militar usou gás de pimenta e fez seis prisões por desacato a autoridade. Não houve vandalismo Sergio Lima/FolhapressMais
15.out.2013 - Policial militar usa spray de pimenta durante protesto em apoio aos professores do Rio de Janeiro que estão em greve por melhores salários, em Brasília, nesta terça-feira (15), Dia do Professor. Os manifestantes passaram por vários pontos da área central de Brasília. A Polícia Militar usou gás de pimenta e fez seis prisões por desacato a autoridade. Não houve vandalismo Sergio Lima/FolhapressMais
15.out.2013 - Manifestante é detido durante protesto em apoio aos professores do Rio de Janeiro que estão em greve por melhores salários, em Brasília, nesta terça-feira (15), Dia do Professor. Os manifestantes passaram por vários pontos da área central de Brasília. A Polícia Militar usou gás de pimenta e fez seis prisões por desacato a autoridade. Não houve vandalismo Sergio Lima/FolhapressMais
15.out.2013 - Manifestantes são detidos durante protesto em apoio aos professores do Rio de Janeiro que estão em greve por melhores salários, em Brasília, nesta terça-feira (15), Dia do Professor. Os manifestantes passaram por vários pontos da área central de Brasília. A Polícia Militar usou gás de pimenta e fez seis prisões por desacato a autoridade. Não houve vandalismo Sergio Lima/FolhapressMais
15.out.2013 - Policial militar revista bolsa de manifestante durante protesto em apoio aos professores do Rio de Janeiro que estão em greve por melhores salários, em Brasília, nesta terça-feira (15), Dia do Professor. Os manifestantes passaram por vários pontos da área central de Brasília. A Polícia Militar usou gás de pimenta e fez seis prisões por desacato a autoridade. Não houve vandalismo Sergio Lima/FolhapressMais
15.out.2013 - Manifestante é detido durante protesto em apoio aos professores do Rio de Janeiro que estão em greve por melhores salários, em Brasília, nesta terça-feira (15), Dia do Professor. Os manifestantes passaram por vários pontos da área central de Brasília. A Polícia Militar usou gás de pimenta e fez seis prisões por desacato a autoridade. Não houve vandalismo Sergio Lima/FolhapressMais
15.out.2013 - Manifestante é detido durante protesto em apoio aos professores do Rio de Janeiro que estão em greve por melhores salários, em Brasília, nesta terça-feira (15), Dia do Professor. Os manifestantes passaram por vários pontos da área central de Brasília. A Polícia Militar usou gás de pimenta e fez seis prisões por desacato a autoridade. Não houve vandalismo Sergio Lima/FolhapressMais
15.out.2013 - Fogos de artifício explodem perto de membros do movimento Black Bloc durante confronto com a polícia após protesto de professores do Rio de Janeiro, na noite desta terça-feira (15) Felipe Dana/APMais
15.out.2013 - Manifestante quebra vidros de ônibus durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin. A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Fabio Braga/FolhapressMais
15.out.2013 - Ônibus da Polícia Militar é incendiado durante confronto entre ativistas e policiais após protesto de professores na noite desta terça-feira (15), no Rio de Janeiro Felipe Dana/APMais
15.out.2013 - Policial tenta apagar incêndio em ônibus da Polícia Militar atingido durante confronto entre ativistas e policiais após protesto de professores na noite desta terça-feira (15), no Rio de Janeiro Felipe Dana/APMais
15.out.2013 - Policiais militares entram na loja Tok Stok da avenida Eusébio Matoso, na zona oeste de São Paulo, para retirar manifestantes que entraram no estabelecimento comercial durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin, deixando cliente aprensivos. Alguns foram detidos pela Polícia Militar. A manifestação teve início no largo da Batata, em Pinheiros Fabio Braga/FolhapressMais
15.out.2013 - Policiais acompanham protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin na marginal Pinheiros, sentido Interlagos, nesta terça-feira (15). A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Fabio Braga/FolhapressMais
15.out.2013 - Ônibus é vandalizado durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin na marginal Pinheiros, sentido Interlagos, nesta terça-feira (15). A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Fabio Braga/FolhapressMais
15.out.2013 - Policial militar lança bomba de gás durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin na zona oeste da capital paulista. A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Fabio Braga/FolhapressMais
15.out.2013 - Manifestantes em passeada pela avenida Eusébio Matoso, na zona oeste da capital paulista, nesta terça-feira (15). Eles fazem protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin. A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Fabio Braga/FolhapressMais
15.out.2013 - Carro da Polícia Militar pega fogo durante confronto entre ativistas e policiais após protesto de professores na noite desta terça-feira (15), no Rio de Janeiro Reprodução/TVMais
15.out.2013 - Cerca de cem manifestantes organizaram um protesto na rodoviária do Plano Piloto, em solidariedade aos professores do Rio do Janeiro. Eles saíram em marcha pelo Eixo Monumental, em direção à Torre de TV Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência BrasilMais
15.out.2013 - Cerca de cem manifestantes organizaram um protesto na rodoviária do Plano Piloto, em solidariedade aos professores do Rio do Janeiro. Eles saíram em marcha pelo Eixo Monumental, em direção à Torre de TV Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência BrasilMais
15.out.2013 - Cerca de cem manifestantes organizaram um protesto na rodoviária do Plano Piloto, em solidariedade aos professores do Rio do Janeiro. Eles saíram em marcha pelo Eixo Monumental, em direção à Torre de TV Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência BrasilMais
15.out.2013 - Cerca de cem manifestantes organizaram um protesto na rodoviária do Plano Piloto, em solidariedade aos professores do Rio do Janeiro. Eles saíram em marcha pelo Eixo Monumental, em direção à Torre de TV Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência BrasilMais
15.out.2013 - Jovem chora do lado de fora da loja da Tok Stok na avenida Eusébio Matoso, na zona oeste de São Paulo, nesta terça-feira (15). Manifestantes entraram na loja e acabaram sendo detidos pela Polícia Militar. A manifestação teve início no largo da Batata, em Pinheiros, e é contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin Simon Plestenjak/UOLMais
15.out.2013 - Policial revista bolsa se mulher em frente à loja Tok Stok da avenida Eusébio Matoso, na zona oeste de São Paulo, nesta terça-feira (15). Manifestantes entraram na loja e acabaram sendo detidos pela Polícia Militar. A manifestação teve início no largo da Batata, em Pinheiros, e é contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin Simon Plestenjak/UOLMais
15.out.2013 - Jovens erguem os braços para policiais militares na loja da Tok Stok da avenida Eusébio Matoso, na zona oeste de São Paulo, nesta terça-feira (15). Manifestantes entraram na loja e acabaram sendo detidos pela Polícia Militar. A manifestação teve início no largo da Batata, em Pinheiros, e é contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin Simon Plestenjak/UOLMais
15.out.2013 - Manifestantes entram na loja da Tok Stok da avenida Eusébio Matoso, na zona oeste de São Paulo, durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin, deixando clientes aprensivos. Alguns foram detidos pela Polícia Militar. A manifestação teve início no largo da Batata, em Pinheiros Simon Plestenjak/UOLMais
15.out.2013 - Manifestantes entram em confronto com a polícia após protesto de professores no Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15) Christophe Simon/AFPMais
15.out.2013 - Manifestantes entram em confronto com a polícia após protesto de professores no Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15) Yasuyoshi Chiba/AFPMais
15.out.2013 - Manifestantes entram em confronto com a polícia após protesto de professores no Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15) Yasuyoshi Chiba/AFPMais
15.out.2013 - Manifestantes entram em confronto com a polícia após protesto de professores no Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15) Christophe Simon/AFPMais
15.out.2013 - Manifestantes entram em confronto com a polícia após protesto de professores no Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15) Christophe Simon/AFPMais
15.out.2013 - Manifestantes entram em confronto com a polícia após protesto de professores no Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15) Christophe Simon/AFPMais
15.out.2013 - Manifestantes entram em confronto com a polícia após protesto de professores no Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15) Vanderlei Almeida/AFPMais
15.out.2013 - Policiais militares dão ordens em estacionamento de loja durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin, que seguiu pela marginal Pinheiros, sentido Interlagos, nesta terça-feira (15). A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Simon Plestenjak/UOLMais
15.out.2013 - Policiais militares se posicionam em frente a estabelecimento comercial durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin, que seguiu pela marginal Pinheiros, sentido Interlagos, nesta terça-feira (15). A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Simon Plestenjak/UOLMais
15.out.2013 - Um manifestante é detido pela Polícia Militar no início da avenida Francisco Morato, na zona oeste de São Paulo, durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin. A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Reinaldo Canato/UOLMais
15.out.2013 - Um manifestante foi detido pela Polícia Militar no início da avenida Francisco Morato, na zona oeste de São Paulo, durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin. A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Reinaldo Canato/UOLMais
15.out.2013 - Policial militar mostra ferimento sofrido durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin. A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Reinaldo Canato/UOLMais
15.out.2013 - Manifestantes entram em confronto com a polícia após protesto de professores no Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15) Reprodução/TVMais
15.out.2013 - Manifestantes entram em confronto com a polícia após protesto de professores no Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15) Reprodução/TVMais
15.out.2013 - Manifestantes entram em confronto com a polícia após protesto de professores no Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (15) Reprodução/TVMais
15.out.2013 - Manifestantes fogem da fumaça das bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral lançadas pela polícia militar durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin na marginal Pinheiros, sentido Interlagos, nesta terça-feira (15). A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros Simon Plestenjak/UOLMais
15.out.2013 - Policiais acompanham protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin na marginal Pinheiros, sentido Interlagos, nesta terça-feira (15). A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Simon Plestenjak/UOLMais
15.out.2013 - Policiais acompanham protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin na marginal Pinheiros, sentido Interlagos, nesta terça-feira (15). A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Simon Plestenjak/UOLMais
15.out.2013 - Policiais acompanham protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin na marginal Pinheiros, sentido Interlagos, nesta terça-feira (15). A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Simon Plestenjak/UOLMais
15.out.2013 - Manifestantes marcham na marginal Pinheiros, sentido Interlagos, nesta terça-feira (15), protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin. A concentração foi no largo da Batata, em Pinheiros. A PM entrou em confronto com integrantes do movimento, usando bombas de gás lacrimogênio e efeito moral Simon Plestenjak/UOLMais
15.out.2013 - Com faixas contra o governador de São Paulo, corrupção e pedindo melhorias na educação pública, manifestantes marcham na marginal Pinheiros, sentido Interlagos, nesta terça-feira (15), em protestos alusivo ao Dia dos Professores. A concentração foi no largo da Batata, em Pinheiros. A PM entrou em confronto com integrantes do movimento, usando bombas de gás lacrimogênio e efeito moral Simon Plestenjak/UOLMais
15.out.2013 - Com faixas contra o governador de São Paulo, corrupção e pedindo melhorias na educação pública, manifestantes marcham na marginal Pinheiros, sentido Interlagos, nesta terça-feira (15), em protestos alusivo ao Dia dos Professores. A concentração foi no largo da Batata, em Pinheiros. A PM entrou em confronto com integrantes do movimento, usando bombas de gás lacrimogênio e efeito moral Simon Plestenjak/UOLMais
15.out.2013 - Com faixas contra o governador de São Paulo, corrupção e pedindo melhorias na educação pública, manifestantes marcham na marginal Pinheiros, sentido Interlagos, nesta terça-feira (15), em protestos alusivo ao Dia dos Professores. A concentração foi no largo da Batata, em Pinheiros. A PM entrou em confronto com integrantes do movimento, usando bombas de gás lacrimogênio e efeito moral Simon Plestenjak/UOLMais
15.out.2013 - Pichação contra o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, é vista durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin na marginal Pinheiros, sentido Interlagos, nesta terça-feira (15). A manifestação teve início no início da noite no largo da Batata, em Pinheiros. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Simon Plestenjak/UOLMais
15.out.2013 - Mascarados do movimento Black Bloc participam do protesto dos professores do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (15) Yasuyoshi Chiba/AFPMais
15.out.2013 - Mascarado do movimento Black Bloc participa do protesto dos professores do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (15) Yasuyoshi Chiba/AFPMais
15.out.2013 - Vidraça de um estabelecimento foi quebrada durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin na marginal Pinheiros, sentido Interlagos, nesta terça-feira (15). Eles entraram em confronto com a Polícia Militar por volta de 19h30. A Tropa de Choque da PM usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral contra os manifestantes Reinaldo Canato/UOLMais
15.out.2013 - Manifestante quebra vidro de estabelecimento comercial durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin na marginal Pinheiros, sentido Interlagos, nesta terça-feira (15). Eles entraram em confronto com a Polícia Militar por volta de 19h30. A Tropa de Choque da PM usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral contra os manifestantes Reinaldo Canato/UOLMais
15.out.2013 - Manifestante com rosto coberto participa de protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin na marginal Pinheiros, sentido Interlagos, nesta terça-feira (15). A Polícia Militar entrou em confronto com os manifestantes por volta de 19h30. A Tropa de Choque da PM usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral Reinaldo Canato/UOLMais
15.out.2013 - Manifestantes que aproveitam o dia dos professores para protestar contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin bloquearam todas as pistas da marginal Pinheiros, sentido Interlagos, e entraram em confronto com a Polícia Militar por volta de 19h30 desta terça-feira (15). A Tropa de Choque da PM usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral contra os manifestantes ReproduçãoMais
15.out.2013 - Manifestantes que aproveitam o dia dos professores para protestar contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin bloquearam todas as pistas da Marginal Pinheiros, sentido Interlagos, e entraram em confronto com a Polícia Militar por volta de 19h30 desta terça-feira (15). A Tropa de Choque da PM usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral contra os manifestantesm ReproduçãoMais
15.out.2013 - Manifestantes que aproveitam o dia dos professores para protestar contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin entraram em confronto com a Polícia Militar por volta de 19h30 desta terça-feira (15). A Tropa de Choque da PM usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral contra os manifestantes. Eles bloquearam todas as pistas da marginal Pinheiros, na capital paulista ReproduçãoMais
15.out.2013 - Manifestantes que aproveitam o dia dos professores para protestar contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin entraram em confronto com a Polícia Militar por volta de 19h30 desta terça-feira (15). A Tropa de Choque da PM usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral contra os manifestantes. Eles bloquearam todas as pistas da marginal Pinheiros, na capital paulista ReproduçãoMais
15.out.2013 - Manifestantes que aproveitam o dia dos professores para protestar contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin entraram em confronto com a Polícia Militar por volta de 19h30 desta terça-feira (15). A Tropa de Choque da PM usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral contra os manifestantes. Eles bloquearam todas as pistas da marginal Pinheiros, na capital paulista ReproduçãoMais
15.out.2013 - Manifestantes que aproveitam o dia dos professores para protestar contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin entraram em confronto com a Polícia Militar por volta de 19h30 desta terça-feira (15). A Tropa de Choque da PM usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral contra os manifestantes. Eles bloquearam todas as pistas da marginal Pinheiros, na capital paulista ReproduçãoMais
15.out.2013 - Viaturas da PM cercam manifestantes na Marginal Pinheiros, sentido interlagos, durante protesto contra a política educacional do governo de Geraldo Alckmin. Eles entraram em confronto com a Polícia Militar por volta de 19h30 desta terça-feira (15). A Tropa de Choque da PM usou bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral contra os manifestantes. Eles bloquearam todas as pistas da marginal Pinheiros, na capital paulista ReproduçãoMais
15.out.2013 - Protesto pelo Dia do Professor no Rio de Janeiro Yasuyoshi Chiba/AFPMais
15.out.2013 - Professores do Rio de Janeiro protestam nas ruas do centro pelo Dia do Professor Vanderlei Almeida/AFPMais
15.out.2013 - Em São Paulo, protesto sai do largo da Batata, em Pinheiros (zona oeste), e passa pela avenida Brigadeiro Faria Lima em direção ao Palácio dos Bandeirantes. A passeata apoia os protestos a favor dos professores neste 15 de outubro, data em que se festeja o dia dos professores. O grupo também pede eleições diretas para reitor na USP (Universidade de São Paulo), saída da PM do campus da USP e aumento da democracia na universidade. Os manifestantes esperam ser recebidos pelo governador Geraldo Alckmin. Há grupos de mascarados entre os manifestantes Denis Emerson Armelini/UOLMais
15.out.2013 - Em São Paulo, protesto sai do largo da Batata, em Pinheiros (zona oeste), e passa pela avenida Brigadeiro Faria Lima em direção ao Palácio dos Bandeirantes. A passeata apoia os protestos a favor dos professores neste 15 de outubro, data em que se festeja o dia dos professores. O grupo também pede eleições diretas para reitor na USP (Universidade de São Paulo), saída da PM do campus da USP e aumento da democracia na universidade. Os manifestantes esperam ser recebidos pelo governador Geraldo Alckmin. Há grupos de mascarados entre os manifestantes Denis Emerson Armelini/UOLMais
15.out.2013 - Em São Paulo, protesto sai do largo da Batata, em Pinheiros (zona oeste), e passa pela avenida Brigadeiro Faria Lima em direção ao Palácio dos Bandeirantes. A passeata apoia os protestos a favor dos professores neste 15 de outubro, data em que se festeja o dia dos professores. O grupo também pede eleições diretas para reitor na USP (Universidade de São Paulo), saída da PM do campus da USP e aumento da democracia na universidade. Os manifestantes esperam ser recebidos pelo governador Geraldo Alckmin. Há grupos de mascarados entre os manifestantes Denis Emerson Armelini/UOLMais
15.out.2013 - Em São Paulo, protesto sai do largo da Batata, em Pinheiros (zona oeste), e passa pela avenida Brigadeiro Faria Lima em direção ao Palácio dos Bandeirantes. A passeata apoia os protestos a favor dos professores neste 15 de outubro, data em que se festeja o dia dos professores. O grupo também pede eleições diretas para reitor na USP (Universidade de São Paulo), saída da PM do campus da USP e aumento da democracia na universidade. Os manifestantes esperam ser recebidos pelo governador Geraldo Alckmin. Há grupos de mascarados entre os manifestantes Denis Emerson Armelini/UOLMais
15.out.2013 - Em São Paulo, protesto sai do largo da Batata, em Pinheiros (zona oeste), e passa pela avenida Brigadeiro Faria Lima em direção ao Palácio dos Bandeirantes. A passeata apoia os protestos a favor dos professores neste 15 de outubro, data em que se festeja o dia dos professores. O grupo também pede eleições diretas para reitor na USP (Universidade de São Paulo), saída da PM do campus da USP e aumento da democracia na universidade. Os manifestantes esperam ser recebidos pelo governador Geraldo Alckmin. Há grupos de mascarados entre os manifestantes Denis Emerson Armelini/UOLMais
15.out.2013 - Em São Paulo, protesto sai do largo da Batata, em Pinheiros (zona oeste), e passa pela avenida Brigadeiro Faria Lima em direção ao Palácio dos Bandeirantes. A passeata apoia os protestos a favor dos professores neste 15 de outubro, data em que se festeja o dia dos professores. O grupo também pede eleições diretas para reitor na USP (Universidade de São Paulo), saída da PM do campus da USP e aumento da democracia na universidade. Os manifestantes esperam ser recebidos pelo governador Geraldo Alckmin. Há grupos de mascarados entre os manifestantes Denis Emerson Armelini/UOLMais
15.out.2013 - Em São Paulo, protesto sai do largo da Batata, em Pinheiros (zona oeste), e passa pela avenida Brigadeiro Faria Lima em direção ao Palácio dos Bandeirantes. A passeata apoia os protestos a favor dos professores neste 15 de outubro, data em que se festeja o dia dos professores. O grupo também pede eleições diretas para reitor na USP (Universidade de São Paulo), saída da PM do campus da USP e aumento da democracia na universidade. Os manifestantes esperam ser recebidos pelo governador Geraldo Alckmin. Há grupos de mascarados entre os manifestantes Denis Emerson Armelini/UOLMais
15.out.2013 - Em São Paulo, protesto sai do largo da Batata, em Pinheiros (zona oeste), e passa pela avenida Brigadeiro Faria Lima em direção ao Palácio dos Bandeirantes. A passeata apoia os protestos a favor dos professores neste 15 de outubro, data em que se festeja o dia dos professores. O grupo também pede eleições diretas para reitor na USP (Universidade de São Paulo), saída da PM do campus da USP e aumento da democracia na universidade. Os manifestantes esperam ser recebidos pelo governador Geraldo Alckmin. Há grupos de mascarados entre os manifestantes Denis Emerson Armelini/UOLMais
15.out.2013 - Em São Paulo, protesto sai do largo da Batata, em Pinheiros (zona oeste), e passa pela avenida Brigadeiro Faria Lima em direção ao Palácio dos Bandeirantes. A passeata apoia os protestos a favor dos professores neste 15 de outubro, data em que se festeja o dia dos professores. O grupo também pede eleições diretas para reitor na USP (Universidade de São Paulo), saída da PM do campus da USP e aumento da democracia na universidade. Os manifestantes esperam ser recebidos pelo governador Geraldo Alckmin. Há grupos de mascarados entre os manifestantes Denis Emerson Armelini/UOLMais
15.out.2013 - Em São Paulo, protesto sai do largo da Batata, em Pinheiros (zona oeste), e passa pela avenida Brigadeiro Faria Lima em direção ao Palácio dos Bandeirantes. A passeata apoia os protestos a favor dos professores neste 15 de outubro, data em que se festeja o dia dos professores. O grupo também pede eleições diretas para reitor na USP (Universidade de São Paulo), saída da PM do campus da USP e aumento da democracia na universidade. Os manifestantes esperam ser recebidos pelo governador Geraldo Alckmin. Há grupos de mascarados entre os manifestantes Denis Emerson Armelini/UOLMais
15.out.2013 - Em São Paulo, protesto sai do largo da Batata, em Pinheiros (zona oeste), e passa pela avenida Brigadeiro Faria Lima em direção ao Palácio dos Bandeirantes. A passeata apoia os protestos a favor dos professores neste 15 de outubro, data em que se festeja o dia dos professores. O grupo também pede eleições diretas para reitor na USP (Universidade de São Paulo), saída da PM do campus da USP e aumento da democracia na universidade. Os manifestantes esperam ser recebidos pelo governador Geraldo Alckmin. Há grupos de mascarados entre os manifestantes Denis Emerson Armelini/UOLMais
15.out.2013 - Em São Paulo, protesto sai do largo da Batata, em Pinheiros (zona oeste), e passa pela avenida Brigadeiro Faria Lima em direção ao Palácio dos Bandeirantes. A passeata apoia os protestos a favor dos professores neste 15 de outubro, data em que se festeja o dia dos professores. O grupo também pede eleições diretas para reitor na USP (Universidade de São Paulo), saída da PM do campus da USP e aumento da democracia na universidade. Os manifestantes esperam ser recebidos pelo governador Geraldo Alckmin. Há grupos de mascarados entre os manifestantes Denis Emerson Armelini/UOLMais
15.out.2013 - Integrantes dos Black Blocs se concentram para participar do protesto alusivo ao Dia do Professor em São Paulo. Os manifestantes fazem passeada na avenida Brigadeiro Faria Lima em direção ao Palácio dos Bandeirantes, nesta terça-feira (15), sendo acompanhados por diversos carros da Polícia Militar. O ato teve início no largo da Batata, em Pinheiros Reinaldo Canato/UOLMais
15.out.2013 - Integrante dos Black Blocs picha cartaz da revista Veja com símbolo do anarquismo durante protesto alusivo ao Dia do Professor em São Paulo. Os manifestantes fazem passeada na avenida Brigadeiro Faria Lima em direção ao Palácio dos Bandeirantes, nesta terça-feira (15), sendo acompanhados por diversos carros da Polícia Militar. O ato teve início no largo da Batata, em Pinheiros Reinaldo Canato/UOLMais
15.out.2013 - Manifestante ergue cartaz durante protesto alusivo ao Dia do Professor em São Paulo. Os manifestantes fazem passeada na avenida Brigadeiro Faria Lima em direção ao Palácio dos Bandeirantes, nesta terça-feira (15), sendo acompanhados por diversos carros da Polícia Militar. O ato teve início no largo da Batata, em Pinheiros Reinaldo Canato/UOLMais
15.out.2013 - Carros de polícia acompanham os manifestantes que fazem passeada na avenida Brigadeiro Faria Lima em direção ao Palácio dos Bandeirantes, nesta terça-feira (15), em protestos alusivo ao Dia dos Professores. A concentração foi no largo da Batata, em Pinheiros Flavio Florido/UOLMais
15.out.2013 - Black Blocs na linha de frente do protesto dos professores do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (15) Júlio César Guimarães/UOLMais
15.out.2013 - Black Blocs na linha de frente do protesto dos professores do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (15) Júlio César Guimarães/UOLMais
15.out.2013 - Black Blocs na linha de frente do protesto dos professores do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (15) Júlio César Guimarães/UOLMais
15.out.2013 - Black Blocs na linha de frente do protesto dos professores do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (15) Júlio César Guimarães/UOLMais
15.out.2013 - Black Blocs na linha de frente do protesto dos professores do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (15) Júlio César Guimarães/UOLMais
15.out.2013 - Black Blocs na linha de frente do protesto dos professores do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (15) Júlio César Guimarães/UOLMais
15.out.2013 - Black Blocs na linha de frente do protesto dos professores do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (15) Júlio César Guimarães/UOLMais
15.out.2013 - Black Blocs na linha de frente do protesto dos professores do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (15) Júlio César Guimarães/UOLMais
15.out.2013 - Com faixas contra o governador de São Paulo, corrupção e pedindo melhorias no ensino superior, manifestantes fazem passeada na avenida Brigadeiro Faria Lima em direção ao Palácio dos Bandeirantes, nesta terça-feira (15), em protestos alusivo ao Dia dos Professores. A concentração foi no largo da Batata, em Pinheiros Flavio Florido/UOLMais
15.out.2013 - Com faixas contra o governador de São Paulo, corrupção e pedindo melhorias no ensino superior, manifestantes fazem passeada na avenida Brigadeiro Faria Lima em direção ao Palácio dos Bandeirantes, nesta terça-feira (15), em protestos alusivo ao Dia dos Professores. A concentração foi no largo da Batata, em Pinheiros Flavio Florido/UOLMais
15.out.2013 - Em São Paulo, protesto pelo Dia dos Professores sai do largo da Batata, em Pinheiros (zona oeste), e passa pela avenida Brigadeiro Faria Lima em direção ao Palácio dos Bandeirantes Flavio Florido/UOLMais
15.out.2013 - Em São Paulo, protesto pelo Dia dos Professores sai do largo da Batata, em Pinheiros (zona oeste), e passa pela avenida Brigadeiro Faria Lima em direção ao Palácio dos Bandeirantes Flavio Florido/UOLMais
15.out.2013 - Trabalhadores sem-teto entraram em confronto com policiais militares e guardas municipais, no começo da tarde desta terça-feira, em frente da Câmara Municipal de São Paulo, no centro da capital paulista. A confusão ocorreu quando os manifestantes tentaram entrar no prédio, mas foram contidos pelos policiais. Os manifestantes queriam se reunir com o presidente da Câmara, deputado José Américo (PT), para lhe entregar um conjunto de reivindicações do movimento para o Plano Diretor da cidade, que está em discussão na Casa Legislativa Marcelo Camargo/Agência BrasilMais
15.out.2013 - Trabalhadores sem-teto tentam entrar na Câmara Municipal de São Paulo, no começo da tarde desta terça-feira (15), no centro da capital paulista. Eles foram impedidos por policiais militares, o que gerou confronto com a PM e guarda municipal. Os manifestantes queriam se reunir com o presidente da Câmara, deputado José Américo (PT), para lhe entregar um conjunto de reivindicações do movimento para o Plano Diretor da cidade, que está em discussão na Casa Legislativa Marcelo Camargo/Agência BrasilMais
15.out.2013 - Após entrarem em confronto com policiais militares e guardas municipais durante ato na Câmara Municipal de São Paulo, os trabalhadores sem-teto se concentraram na frente da prefeitura, no centro de São Paulo, nesta terça-feira (15). Os manifestantes pedem que suas reivindicações sejam incorporadas ao Plano Diretor da cidade, que está em discussão na Casa Legislativa Fabio Braga/FolhapressMais
15.out.2013 - Após entrarem em confronto com policiais militares e guardas municipais durante ato na Câmara Municipal de São Paulo, os trabalhadores sem-teto se concentraram na frente da prefeitura, no centro de São Paulo, nesta terça-feira (15). Os manifestantes pedem que suas reivindicações sejam incorporadas ao Plano Diretor da cidade, que está em discussão na Casa Legislativa Fabio Braga/FolhapressMais
15.out.2013 - Após entrarem em confronto com policiais militares e guardas municipais durante ato na Câmara Municipal de São Paulo, os trabalhadores sem-teto se concentraram na frente da prefeitura, no centro de São Paulo, nesta terça-feira (15). Os manifestantes pedem que suas reivindicações sejam incorporadas ao Plano Diretor da cidade, que está em discussão na Casa Legislativa Fabio Braga/FolhapressMais
15.out.2013 - Após entrarem em confronto com policiais militares e guardas municipais durante ato na Câmara Municipal de São Paulo, os trabalhadores sem-teto se concentraram na frente da prefeitura, no centro de São Paulo, nesta terça-feira (15). Os manifestantes pedem que suas reivindicações sejam incorporadas ao Plano Diretor da cidade, que está em discussão na Casa Legislativa Fabio Braga/FolhapressMais
15.out.2013 - Trabalhadores sem-teto gritam palavras de ordem em frente à Câmara Municipal de São Paulo, no centro da capital paulista, nesta terça-feira (15). Os manifestantes queriam se reunir com o presidente da Câmara, deputado José Américo (PT), para lhe entregar um conjunto de reivindicações do movimento para o Plano Diretor da cidade, que está em discussão na Casa Legislativa. Na tentativa de entrarem na casa legislativa, eles acabaram entrando em confronto com policiais militares e guardas municipais Fabio Braga/FolhapressMais
15.out.2013 - Guardas municipais observam a movimentação dos trabalhadores sem-teto durante protesto em frente à Câmara Municipal de São Paulo, no centro da capital paulista, nesta terça-feira (15). Os manifestantes queriam se reunir com o presidente da Câmara, o vereador José Américo (PT), para lhe entregar um conjunto de reivindicações do movimento para o Plano Diretor da cidade, que está em discussão na Casa Legislativa. Na tentativa de entrarem na casa legislativa, eles acabaram entrando em confronto com policiais militares e guardas municipais Fabio Braga/FolhapressMais
15.out.2013 - Após entrarem em confronto com policiais militares e guardas municipais durante ato na Câmara Municipal de São Paulo, os trabalhadores sem-teto caminham em direção à prefeitura, no centro de São Paulo, nesta terça-feira (15). Os manifestantes pedem que suas reivindicações sejam incorporadas ao Plano Diretor da cidade, que está em discussão na Casa Legislativa Fabio Braga/FolhapressMais
15.out.2013 - Professores do Rio de Janeiro se concentram na região da Candelária na tarde desta terça-feira (15) para protesto que pretende seguir em direção à Cinelândia, no centro do Rio. O Dia do Professor, celebrado neste 15 de outubro, terá manifestações em ao menos 15 cidades do país Júlio César Guimarães/UOLMais
15.out.2013 - Professores do Rio de Janeiro se concentram na região da Candelária na tarde desta terça-feira (15) para protesto que pretende seguir em direção à Cinelândia, no centro do Rio. O Dia do Professor, celebrado neste 15 de outubro, terá manifestações em ao menos 15 cidades do país Júlio César Guimarães/UOLMais
15.out.2013 - Professores do Rio de Janeiro se concentram na região da Candelária na tarde desta terça-feira (15) para protesto que pretende seguir em direção à Cinelândia, no centro do Rio. O Dia do Professor, celebrado neste 15 de outubro, terá manifestações em ao menos 15 cidades do país Júlio César Guimarães/UOLMais
15.out.2013 - Professores do Rio de Janeiro se concentram na região da Candelária na tarde desta terça-feira (15) para protesto que pretende seguir em direção à Cinelândia, no centro do Rio. O Dia do Professor, celebrado neste 15 de outubro, terá manifestações em ao menos 15 cidades do país Júlio César Guimarães/UOLMais
15.out.2013 - Professores do Rio de Janeiro se concentram na região da Candelária na tarde desta terça-feira (15) para protesto que pretende seguir em direção à Cinelândia, no centro do Rio. O Dia do Professor, celebrado neste 15 de outubro, terá manifestações em ao menos 15 cidades do país Júlio César Guimarães/UOLMais
15.out.2013 - Professoras de artes de escolas da rede pública em Campo Grande, na zona oeste do Rio, confeccionaram bonecos de vodu do prefeito Eduardo Paes, do governador Sérgio Cabral e dos secretários de Educação do Estado, Nilson Risolia, e do município, Claudia Coxim, para vender durante o protesto. Os bonecos custam R$ 5 cada um, e a ideia surgiu depois do sucesso que os vodus fizeram em uma manifestação na semana passada. Até as 17h desta terça-feira (15), dez bonecos já tinham sido vendidos Juliana Dal Piva/UOLMais
15.out.2013 - Professoras de artes de escolas da rede pública em Campo Grande, na zona oeste do Rio, confeccionaram bonecos de vodu do prefeito Eduardo Paes, do governador Sérgio Cabral e dos secretários de Educação do Estado, Nilson Risolia, e do município, Claudia Coxim, para vender durante o protesto. Os bonecos custam R$ 5 cada um, e a ideia surgiu depois do sucesso que os vodus fizeram em uma manifestação na semana passada. Até as 17h desta terça-feira (15), dez bonecos já tinham sido vendidos Juliana Dal Piva/UOLMais
15.out.2013 - Professores do Rio de Janeiro se concentram na região da Candelária na tarde desta terça-feira (15) para protesto que pretende seguir em direção à Cinelândia, no centro do Rio. O Dia do Professor, celebrado neste 15 de outubro, terá manifestações em ao menos 15 cidades do país Júlio César Guimarães/UOLMais
15.out.2013 - Professores do Rio de Janeiro se concentram na região da Candelária na tarde desta terça-feira (15) para protesto que pretende seguir em direção à Cinelândia, no centro do Rio. O Dia do Professor, celebrado neste 15 de outubro, terá manifestações em ao menos 15 cidades do país Júlio César Guimarães/UOLMais
15.out.2013 - Professores do Rio de Janeiro se concentram na região da Candelária na tarde desta terça-feira (15) para protesto que pretende seguir em direção à Cinelândia, no centro do Rio. O Dia do Professor, celebrado neste 15 de outubro, terá manifestações em ao menos 15 cidades do país Júlio César Guimarães/UOLMais
15.out.2013 - Professores do Rio de Janeiro se concentram na região da Candelária na tarde desta terça-feira (15) para protesto que pretende seguir em direção à Cinelândia, no centro do Rio. O Dia do Professor, celebrado neste 15 de outubro, terá manifestações em ao menos 15 cidades do país Júlio César Guimarães/UOLMais
15.out.2013 - Professores do Rio de Janeiro se concentram na região da Candelária na tarde desta terça-feira (15) para protesto que pretende seguir em direção à Cinelândia, no centro do Rio. O Dia do Professor, celebrado neste 15 de outubro, terá manifestações em ao menos 15 cidades do país Júlio César Guimarães/UOLMais
15.out.2013 - Professores do Rio de Janeiro se concentram na região da Candelária na tarde desta terça-feira (15) para protesto que pretende seguir em direção à Cinelândia, no centro do Rio. O Dia do Professor, celebrado neste 15 de outubro, terá manifestações em ao menos 15 cidades do país Júlio César Guimarães/UOLMais
15.out.2013 - Professores do Rio de Janeiro se concentram na região da Candelária na tarde desta terça-feira (15) para protesto que pretende seguir em direção à Cinelândia, no centro do Rio. O Dia do Professor, celebrado neste 15 de outubro, terá manifestações em ao menos 15 cidades do país Julio Cesar Guimaraes/UOLMais
15.out.2013 - Tapumes de metal são colocados em prédios, bancos e comércio nos arredores da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, na região central da cidade para evitar depredações durante passeata na tarde desta terça-feira (15). Chapas de aço e telas de proteção substituíram placas de madeira e um efetivo do GOE (Grupamento de Operações Especiais) e da Guarda Municipal chegaram ao Palácio Pedro Ernesto, sede da Câmara Tânia Rego/Agência BrasilMais
15.out.2013 - Trabalhadores soldam portas. Fachadas de agências bancárias do centro do Rio de Janeiro foram reforçadas com tapumes e chapas metálicas por causa de nova manifestação de professores em greve marcada para a tarde desta terça-feira (15). Pela manhã, funcionários da Câmara Municipal instalavam grades de ferro nas portas e nas janelas da Casa, enquanto guardas municipais reforçavam a segurança Tânia Rego/Agência BrasilMais
15.out.2013 - Trabalhadores soldam portas. Fachadas de agências bancárias do centro do Rio de Janeiro foram reforçadas com tapumes e chapas metálicas por causa de nova manifestação de professores em greve marcada para a tarde desta terça-feira (15). Pela manhã, funcionários da Câmara Municipal instalavam grades de ferro nas portas e nas janelas da Casa, enquanto guardas municipais reforçavam a segurança Tânia Rego/Agência BrasilMais
15.out.2013 - Câmara Municipal do Rio de Janeiro, bancos e comércio se preparam para a passeata da tarde desta terça-feira (15).Chapas de aço e telas de proteção substituem tapumes de madeira ,e efetivo do GOE(Grupamento de Operações Especiais) e da Guarda Municipal chegam ao Palácio Pedro Ernesto Tânia Rego/Agência BrasilMais
11.out.2013 - Grupo de manifestantes que fez uma passeata na noite desta sexta-feira na região central de São Paulo dispersou por volta das 20h40, mas prometeu fazer um novo ato na próxima terça-feira (15). O protesto de hoje foi para pedir melhorias na educação Danilo Verpa/FolhapressMais
10.out.2013 - Profissionais da educação das redes públicas municipal, estadual e da Faetec (Fundação de Apoio à Escola Técnica) do Rio de Janeiro fazem nesta quinta-feira (10) uma passeata no bairro de Laranjeiras. Eles pretendem seguir até o Palácio Guanabara, sede do governo estadual, mas, ao chegar à rua Pinheiro Machado, na altura da sede do Fluminense, os manifestantes encontraram a via totalmente interditada, nos dois sentidos, por policiais militares Alexandre Vieira/Agência O Dia/Estadão ConteúdoMais
10.out.2013 - Profissionais da educação das redes públicas municipal e estadual do Rio de Janeiro fazem nesta quinta-feira (10) uma passeata no bairro de Laranjeiras. Eles pretendem seguir até o Palácio Guanabara, sede do governo estadual, mas, ao chegar à rua Pinheiro Machado, na altura da sede do Fluminense, os manifestantes encontraram a via totalmente interditada, nos dois sentidos, por policiais militares Armando Paiva/Fotoarena/Estadão ConteúdoMais
10.out.2013 - Profissionais da educação das redes públicas municipal e estadual do Rio de Janeiro fazem nesta quinta-feira (10) uma passeata no bairro de Laranjeiras. Eles pretendem seguir até o Palácio Guanabara, sede do governo estadual, mas, ao chegar à rua Pinheiro Machado, na altura da sede do Fluminense, os manifestantes encontraram a via totalmente interditada, nos dois sentidos, por policiais militares Armando Paiva/Fotoarena/Estadão ConteúdoMais
10.out.2013 - Profissionais da educação das redes públicas municipal e estadual do Rio de Janeiro fazem nesta quinta-feira (10) uma passeata no bairro de Laranjeiras. Eles pretendem seguir até o Palácio Guanabara, sede do governo estadual, mas, ao chegar à rua Pinheiro Machado, na altura da sede do Fluminense, os manifestantes encontraram a via totalmente interditada, nos dois sentidos, por policiais militares Armando Paiva/Fotoarena/Estadão ConteúdoMais
10.out.2013 - Professores fazem passeata para pressionar os governos estadual e municipal no Rio de Janeiro João Pedro Durão/Fotoarena/Estadão ConteúdoMais
10.out.2013 - Professores fazem passeata para pressionar os governos estadual e municipal no Rio de Janeiro Ale Silva/Futura Press/Estadão ConteúdoMais
9.out.2013 - Professores da rede municipal do Rio decidiram em assembleia realizada nesta quarta continuar em greve. A paralisação começou no dia 8 de agosto. Na segunda (7), um grande ato em apoio aos professores das redes municipal e estadual reuniu cerca de 10 mil pessoas no centro do Rio. O protesto, que começou pacífico, terminou com confrontos e depredações Agência O Dia/Estadão ConteúdoMais
9.out.2013 - Professores da rede municipal do Rio decidiram em assembleia realizada nesta quarta continuar em greve. A paralisação começou no dia 8 de agosto. Na segunda (7), um grande ato em apoio aos professores das redes municipal e estadual reuniu cerca de 10 mil pessoas no centro do Rio. O protesto, que começou pacífico, terminou com confrontos e depredações Tânia Rêgo/Agência BrasilMais
9.out.2013 - Professores da rede municipal do Rio decidiram em assembleia realizada nesta quarta continuar em greve. A paralisação começou no dia 8 de agosto. Na segunda (7), um grande ato em apoio aos professores das redes municipal e estadual reuniu cerca de 10 mil pessoas no centro do Rio. O protesto, que começou pacífico, terminou com confrontos e depredações Tânia Rêgo/Agência BrasilMais
9.out.2013 - Professores da rede municipal do Rio decidiram em assembleia realizada nesta quarta continuar em greve. A paralisação começou no dia 8 de agosto. Na segunda (7), um grande ato em apoio aos professores das redes municipal e estadual reuniu cerca de 10 mil pessoas no centro do Rio. O protesto, que começou pacífico, terminou com confrontos e depredações Tânia Rêgo/Agência BrasilMais
9.out.2013 - Professores da rede municipal do Rio decidiram em assembleia realizada nesta quarta continuar em greve. A paralisação começou no dia 8 de agosto. Na segunda (7), um grande ato em apoio aos professores das redes municipal e estadual reuniu cerca de 10 mil pessoas no centro do Rio. O protesto, que começou pacífico, terminou com confrontos e depredações Tânia Rêgo/Agência BrasilMais
9.out.2013 - Professores da rede municipal do Rio decidiram em assembleia realizada nesta quarta continuar em greve. A paralisação começou no dia 8 de agosto. Na segunda (7), um grande ato em apoio aos professores das redes municipal e estadual reuniu cerca de 10 mil pessoas no centro do Rio. O protesto, que começou pacífico, terminou com confrontos e depredações Levy Ribeiro/Brazil Photo PressMais
8.out.2013 - Agência bancária amanhece destruída após protesto, na noite de ontem (7), em apoio a professores em greve, na Cinelândia, zona central do Rio de Janeiro Antonio Scorza/UOLMais
8.out.2013 - Agência bancária amanhece destruída após protesto, na noite de ontem (7), em apoio a professores em greve, na Cinelândia, zona central do Rio de Janeiro Antonio Scorza/UOLMais
8.out.2013 - Agência bancária amanhece destruída após protesto, na noite de ontem (7), em apoio a professores em greve, na Cinelândia, zona central do Rio de Janeiro Antonio Scorza/UOLMais
8.out.2013 - Agência bancária amanhece destruída após protesto, na noite de ontem (7), em apoio a professores em greve, na Cinelândia, zona central do Rio de Janeiro Antonio Scorza/UOLMais
8.out.2013 - Agência bancária amanhece destruída após protesto, na noite de ontem (7), em apoio a professores em greve, na Cinelândia, zona central do Rio de Janeiro Antonio Scorza/UOLMais
8.out.2013 - Agência bancária amanhece destruída após protesto, na noite de ontem (7), em apoio a professores em greve, na Cinelândia, zona central do Rio de Janeiro Antonio Scorza/UOLMais
8.out.2013 - Agência bancária amanhece destruída após protesto, na noite de ontem (7), em apoio a professores em greve, na Cinelândia, zona central do Rio de Janeiro Antonio Scorza/UOLMais
8.out.2013 - Agência bancária amanhece destruída após protesto, na noite de ontem (7), em apoio a professores em greve, na Cinelândia, zona central do Rio de Janeiro Antonio Scorza/UOLMais
8.out.2013 - Agência bancária amanhece destruída após protesto, na noite de ontem (7), em apoio a professores em greve, na Cinelândia, zona central do Rio de Janeiro Antonio Scorza/UOLMais
8.out.2013 - Agência bancária amanhece destruída após protesto, na noite de ontem (7), em apoio a professores em greve, na Cinelândia, zona central do Rio de Janeiro Antonio Scorza/UOLMais
8.out.2013 - Manifestantes fantasiados de Tiririca, Homem-Aranha e Batman participaram de protesto a favor da educação, no Rio de Janeiro, na noite de ontem (7) Agência BrasilMais
8.set.2013 - Agência bancária amanhece destruída após protesto, na noite de ontem (7), em apoio a professores em greve, na Cinelândia, zona central do Rio de Janeiro Antonio Scorza/UOLMais
8.out.2013 - Agência bancária amanhece destruída após protesto, na noite de ontem (7), em apoio a professores em greve, na Cinelândia, zona central do Rio de Janeiro Antonio Scorza/UOLMais
8.out.2013 - Agência bancária amanhece destruída após protesto, na noite de ontem (7), em apoio a professores em greve, na Cinelândia, zona central do Rio de Janeiro Antonio Scorza/UOLMais
8.out.2013 - Agência bancária amanhece destruída após protesto, na noite de ontem (7), em apoio a professores em greve, na Cinelândia, zona central do Rio de Janeiro Antonio Scorza/UOLMais
8.out.2013 - Agência bancária amanhece destruída após protesto, na noite de ontem (7), em apoio a professores em greve, na Cinelândia, zona central do Rio de Janeiro Antonio Scorza/UOLMais
8.out.2013 - Protesto de professores e estudantes a favor da educação em São Paulo acabou em confronto entre Black Blocs e PMs. Na foto, integrantes do grupo Black Blocs são transferidos do 3º DP para 2ºDP, no centro de São Paulo, SP, na manhã desta terça-feira (08). Segundo o delegado, os suspeitos foram enquadrados na Lei de Segurança Nacional e crime hediondo, sem fiança. J. Duran Machfee/Futura Press/Estadão ConteúdoMais
8.out.2013 - Protesto de professores e estudantes a favor da educação em São Paulo acabou em confronto entre Black Blocs e PMs. Manifestantes destruíram bancos, lojas e o patrimônio publico. J. Duran Machfee/Futura Press/Estadão ConteúdoMais
8.set.2013 - Agência bancária amanhece destruída após protesto em apoio a professores em greve na noite de segunda-feira (7) na Cinelândia, zona central da cidade Ale Silva/Futurapress/EstadãoConteúdoMais
7.out.2013 - Grupo de manifestantes depredou a entrada lateral da Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro durante protesto de professores na Cinelândia, região central da cidade. O prédio foi atacado e teve um salão incendiado Hanrrikson de Andrade/UOLMais
7.out.2013 - Manifestantes incendeiam um ônibus durante protesto de profess