Vira-lata enfrenta pit bull para proteger criança de três anos em Campo Grande

Celso Bejarano
Especial para o UOL Notícias
Em Campo Grande

  • Amparim Lakatos/Midiamax

    Fofinho na clínica veterinária após o ataque

  • Amparim Lakatos/Midiamax

    O pit bull agressor atrás do portão de sua casa

Um cão vira-lata conhecido como Fofinho virou herói na manhã desta quarta-feira (5), em um bairro de Campo Grande (MS), ao enfrentar um cachorro pit bull para defender uma de suas donas, a garotinha Gabrielly, de apenas três anos de idade.

A mãe da criança, Kenya Rodrigues, uma adolescente de 16 anos, disse que lavava louça na cozinha e conversava com a mãe e a tia, quando percebeu o pit bul na sala da casa, no bairro Jardim Carioca.

O animal seguiu direto em direção à criança, mas o vira-lata interceptou o ataque, ficando de frente ao cão agressor.

O pit bull então mordeu Fofinho e o arrastou pela boca até a rua. Os vizinhos, na tentativa de salvar o vira-lata, atiraram objetos no cachorro, mas de nada não adiantou.

Para sorte do vira-lata, um carro de passeio –ainda não se sabe se de propósito ou não– atropelou o pit bull, que soltou Fofinho no chão.

O vira-lata foi levado para uma clínica veterinária, onde recebeu atendimento e ficou em observação. O cachorro levou pontos pelo corpo, mas está fora de risco. Já o pit bull, mesmo machucado pela batida do carro, seguiu para sua casa, onde foi trancado pelos donos. O cão agressor, embora nunca tenha atacado ninguém até hoje, é conhecido como fujão no bairro, já que o muro da casa dele é baixo.

Em junho do ano passado, também na capital sul-mato-grossense, um outro pit bull matou o próprio dono, um empresário que havia entrado em casa de madrugada. À época, os investigadores do caso disseram que a fúria do cão teria sido motivada por fome.

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos