Policial militar aposentado que trabalhava como vigia é encontrado morto no carro em Sorocaba

Do UOL, em Sorocaba

A DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Sorocaba investiga a morte do Policial Militar aposentado, Osvaldo Yamaoka, de 60 anos. Ele foi encontrado morto a tiros em um carro na avenida Coronel Nogueira Padilha, na noite de anteontem. Outras duas pessoas que estavam no carro também morreram.

O pastor evangélico, Hélio Boldrin, comemorava seu aniversário com membros da igreja que fica na avenida quando ouviu o barulho de uma batida de carro. Todos saíram e viram o carro de Osvaldo parado com o motor ainda em funcionamento. "Pensamos em socorrer quem estava no carro, mas vimos que havia muito sangue. Não podia ter sido só por causa da batida", explica.

No boletim de ocorrência, registrado como roubo, está o relato de uma testemunha que disse ter visto o ocupante do banco de trás do carro sair correndo. "Nós vimos o homem caído a 50 metros do lugar onde o carro bateu", diz o pastor.

Quando a Polícia Militar chegou ao local, foi constatada a morte dos três homens por tiros. Apenas Osvaldo foi identificado até agora. Os policiais disseram que ele trabalhava como vigia na farmácia que fica a dois quarteirões do local do acidente.

Dentro do carro havia duas armas: um revólver de calibre 38, do qual foram feitos três disparos e uma pistola 380, registrada no nome do PM aposentado, que estava com a munição intacta.

A equipe da DIG que foi ao local fez um exame residuográfico nos três corpos para verificar se algum deles tem vestígios de pólvora, o que indicaria o uso da arma de fogo.

Até agora não há suspeito do crime. A polícia investiga a possibilidade de roubo à farmácia onde Osvaldo trabalhava.

Notícias relacionadas

 

Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos