Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/saude/album/2013/09/03/saude-no-brasil-medicos-e-pacientes.htm
  • totalImagens: 63
  • fotoInicial: 63
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20130903183711
    • Saúde [11180]; SUS [15212];
Fotos
Cubano vaiado por colegas brasileiros ao chegar; índia recém-formada que quer participar ("apesar de não concordar 100% com o programa"); uruguaio que estreou antes do previsto (presenciou um atropelamento): conheça histórias de médicos e pacientes envolvidos no programa Mais Médicos Arte UOL Mais
O médico cubano Juan Delgado, 49, foi vaiado por um grupo de colegas brasileiros ao chegar a Fortaleza, no dia 26 de agosto. Ele disse que não entende as razões da hostilidade. "Vamos ocupar lugares onde eles [médicos brasileiros] não vão", afirmou. "Me impressionou a manifestação. Diziam que somos escravos, que fôssemos embora do Brasil. Não vamos tirar seus postos de trabalho" Jarbas Oliveira/Folhapress Mais
O médico brasileiro Thiago das Neves Carvalho (à direita), que se formou na Espanha e trabalhava em Portugal, chegou a Brasília no dia 23 de agosto. Ele veio para atuar no Acre, seu Estado natal. Carvalho foi um dos profissionais recepcionados pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha Valter Campanato/Agência Brasil Mais
A primeira leva de profissionais cubanos para integrar o Mais Médicos chegou ao Brasil no dia 24 de agosto. Entre eles, estava a médica Natasha Sanches Matheus Britto/AImagem/Futura Press Mais
Dos 1.772 médicos formados no exterior inscritos para participar do Revalida (Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos), 148 optaram por fazer as provas da primeira fase em Brasília (DF). Daniel Santos Rodrigues Martins, médico formado em Cuba há três anos, fez a prova em 2011. "Diria que o nível [de dificuldade] da prova é bom, nem fácil, nem tão difícil. O complicado mesmo é que ela é cansativa", disse Valter Campanato/Agência Brasil Mais
A médica cubana Ivonne Sanchez atende paciente em posto de saúde na cidade de Cordeirópolis (158 km de São Paulo). Ela veio para o Brasil em 1997 para ajudar implantar o Programa Saúde da Família, em Araras (168 km de São Paulo). Ela acabou se naturalizando brasileira e passou, em 2008, no Revalida (exame para validar diplomas de médicos formados no exterior). "A gente [médicos cubanos] vem pela ideologia de ajudar os outros", diz Danilo Verpa/Folhapress Mais
O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, recebe a médica espanhola Sonia Gonzalez, 38, que chegou com o filho ao Brasil no dia 23 de agosto para o período de treinamento e avaliação destinado aos inscritos no programa Mais Médicos, do governo federal. "Eu vim mais para aprender, ter uma nova experiência em um local muito diferente do meu", disse Gonzalez Valter Campanato/Agência Brasil Mais
A primeira índia formada em medicina pela UFT (Universidade Federal do Tocantins), Wilses de Sousa Tapajós (centro), 44, quer participar do Programa Mais Médicos do governo federal para atuar em territórios indígenas que, segundo ela, são rejeitados. "Apesar de não concordar 100% com o programa, porque acho que teria que priorizar a estrutura [das cidades], como não vou querer um programa que vai para as áreas indígenas que todo mundo rejeita?" Bianca Zanella/Dicom-UFT Mais
O médico uruguaio Gonzalo Lacerda Casaman, 31, realizou seu primeiro atendimento no Brasil antes do que imaginava. Ele estava no intervalo do curso do Mais Médicos em Vitória de Santo Antão (PE) quando viu a vendedora Helena Paulina de Araújo, 63, ser atropelada por uma motocicleta. "Fiz uma avaliação primária para ver consciência e sinais de alerta. Não pude aprofundar o exame físico por causa das condições", afirmou o médico Daniel Carvalho/Folhapress Mais
O governo do Acre decidiu cadastrar, no dia 2 de setembro, médicos formados no exterior que morem no Estado para tentar encaixá-los no Programa Mais Médicos do governo federal. A ideia é que esses profissionais trabalhem no próprio Estado. Foi o que levou a médica peruana Paola Edith a realizar o cadastramento. Há um ano ela mora no Acre com o marido, o brasileiro Jacinto Machado Ana Paula Batalha/UOL Mais
Carlos Rafael Jorge Jiménez fugiu de Cuba há três anos e trabalha como médico da família no Ceará. Ele foi ao plenário da Câmara dos Deputados e participou de uma sessão que discutia o programa Mais Médicos. Jiménez fez um discurso emocionado dizendo, entre outras coisas, que Cuba é a última ditadura na América e que apoiar esse tipo de governo "é sujar as mãos de sangue" Alan Marques/Folhapress Mais
Filho de uma militante do MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra) de São Paulo Angelo de Oliveira Teodoro, 25, mudou-se para Cuba para estudar medicina. Aluno de escola pública, Teodoro prestou vestibulares para ingressar em universidades brasileiras, mas sem sucesso. A oportunidade de estudar surgiu graças a um convênio do MST com a Elam (Escola Latino-Americana de Medicina), do país de Fidel Castro, que destina um número de vagas na instituição aos brasileiros Arquivo pessoal Mais
A médica paulista Rosângela dos Santos, inscrita no Mais Médicos, disse que o principal desafio no novo local de trabalho, Contagem (MG), será suprir as expectativas dos moradores. Formada em dezembro do ano passado em Vassouras (RJ), ela se inscreveu no programa e deixou a família na cidade de Valença (RJ). Contagem não foi a primeira opção: "Os munícipios que eu escolhi antes foram Ubá (MG) e São José do Rio Preto (SP), mas é o Ministério da Saúde que decide a cidade, não é negociável", explica Rayder Bragon/UOL Mais
Em Contagem (MG), a dona de casa Letícia Lercina Alves da Silva, 25, aguardava para fazer exame de pré-natal aos seis meses de gravidez. "Nunca tem médico aqui. A gente faz pré-natal com enfermeira. Ultimamente, as consultas eram feitas com enfermeiros", relatou. Após ser alertada sobre a chegada de mais uma médica, a paciente se mostrou esperançosa: "Tenho fé que vai melhorar. Eu sou brasileira e a esperança é a única coisa que nós temos de bom" Rayder Bragon Mais
O médico brasileiro Fausto José Solis Carvalho, 34, um dos integrantes do grupo de médicos vindos do exterior e em treinamento em Belo Horizonte (MG), não quis polemizar sobre a recepção negativa dada por alguns colegas de profissão brasileiros aos profissionais estrangeiros. Nascido na capital mineira, Carvalho disse ter se formado na Bolívia e, além de ter trabalhado lá por três anos, clinicou também por seis anos na Argentina. Segundo ele, nos dois países, não presenciou nenhuma hostilidade contra médicos estrangeiros Rayder Bragon/UOL Mais
A médica colombiana Fanny Viviana, 36, afirmou ter sido apresentada ao churrasco à moda brasileira e à caipirinha na casa de amigos residentes em bairro de Belo Horizonte no final de semana passado. Ainda com certa dificuldade para se expressar em português, a profissional, que irá trabalhar em uma unidade básica de saúde da Vila Cemig, na região do Barreiro, na capital mineira, diz ter apreciado a comida e a bebida Rayder Bragon/UOL Mais
Johanna Alejandra Del Moral, 24, oriunda da Venezuela, disse ter gostado de provar o pão de queijo. Ela afirmou, no entanto, ter estranhado a feijoada. "Estou tentando me adaptar porque lá (Venezuela) não comemos esse prato". Ela faz parte de um grupo de médicos estrangeiros, em fase de treinamento em Belo Horizonte, que vai atuar em cidade de Minas Gerais Rayder Bragon/UOL Mais
A médica Reyli María Cubillo Obregón, da Costa Rica, foi uma das profissionais que viajou até Havana para completar sua inscrição no Mais Médicos. Ela se formou em Cuba em 2012 e foi aceita no programa do governo brasileiro, mas não conseguiu fazer todos os trâmites na embaixada do Brasil em San José, capital costa-riquenha."Vou para Livramento de Nossa Senhora, a terra do meu namorado", contou a médica de 26 anos, em português quase perfeito, comemorando ter sido aceita para cidade baiana que escolheu na inscrição Flávia Marreiro/Folhapress Mais
A técnica em eletrônica aposentada Maria Lúcia Cirillo, 57, é líder comunitária em Marsilac, bairro mais pobre de São Paulo. Engajada, no começo dos anos 2000 se envolveu nas negociações que culminaram na construção de quatro Unidades Básicas de Saúde no distrito. Moradora do bairro há quase 30 anos, agora ela reforça a necessidade de o atendimento médico 24 horas chegar à região. Na foto, ela segura uma foto que diz ser da época dos primeiros povoamentos da região, que já abrigou bandeirantes, índios e uma colônia alemã Victor Moriyama/UOL Mais
A dona de casa Tatiana Pereira da Silva segura a filha, Isabele, enquanto anda pelo centro de Marsilac, próximo à UBS Marsilac, região considerada a mais pobre de São Paulo. Segundo ela, o atendimento da unidade de saúde costuma ser bom. "Não tenho do que reclamar", disse Victor Moriyama/UOL Mais
A desempregada Maria Rosembaun, 40, moradora da estrada da Ponte Seca, na região rural de Marsilac, bairro mais pobre de São Paulo, disse que precisa andar quilômetros se quiser ser atendida na UBS Dom Bergamini, mais conhecida como posto do Matão ou da Ponte Seca. O local é de difícil acesso, com rua de terra e uma subida bastante íngreme, que dá no alto da igreja Dom Bergamini - aberta somente nos fins de semana. A distância a faz muitas vezes desistir de cuidar da saúde Victor Moriyama/UOL Mais
14.set.2013 - Médicos estrangeiros desembarcam em Belém para participar do programa Mais Médicos do governo federal. Um documento enviado pelo CNPM (Conselho Nacional do Ministério Público) aos MPs solicita que haja prioridade na fiscalização das condições de trabalho e atuação dos profissionais nos municípios contemplados pelo programa Thiago Gomes/Futura Press Mais
14.set.2013 - Médica estrangeira recebe flor ao desembarcar em Belém para participar do programa Mais Médicos do governo federal. Um documento enviado pelo CNPM (Conselho Nacional do Ministério Público) aos MPs solicita que haja prioridade na fiscalização das condições de trabalho e atuação dos profissionais nos municípios contemplados pelo programa Thiago Gomes/Futura Press Mais
14. set. 2013 - Os primeiros profissionais estrangeiros enviados pelo programa Mais Médicos, do Ministério da Saúde, chegaram ao Acre neste sábado (14), em voo da FAB (Força Aérea Brasileira). Os profissionais desembarcaram pontualmente às 14h, no Aeroporto de Rio Branco. Eles foram recepcionados com aplausos por autoridades da Saúde e passageiros que estavam no local. Nenhum protesto foi registrado durante a chegada Ana Paula Batalha/UOL Mais
15.set.2013 - Médicos estrangeiros desembarcam no aeroporto de Natal (RN) neste domingo (15). Os profissionais com diploma do exterior que irão atuar no Programa Mais Médicos chegaram nesta manhã na base aérea de Parnamirim, a 20 quilômetros da capital Magnus Nascimento/Estadão Conteúdo Mais
15.set.2013 - Grupo de pessoas ligadas a movimentos sociais recepciona os médicos cubanos no aeroporto Carlos Drummond de Andrade, na região da Pampulha, em Belo Horizonte Rayder Bragon/UOL Mais
Natural de Cochabamba, a médica colombiana Lipcia Rivera atende há cinco anos em cidades do sertão de Pernambuco, Itaíba e Manari, esta última já registrou o pior IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do país e agora detém apenas o título de pior índice do Estado. Rivera veio para o Brasil estudar oftalmologia e acabou se dedicando à saúde da família, passando por vários Estados e fixando-se no sertão. Ela confessa que a mímica a ajudou muito [no começo da carreira no país], mas que hoje não precisa mais disso Daniel Carvalho/Folhapress Mais
O casal de médicos cubanos Teresa Rosales e Alberto Vicente vai ficar na mesma cidade, mas em casas separadas em Recife (PE). É a segunda vez que eles trabalharão juntos numa missão internacional. Antes, também atuaram juntos na Venezuela. Vicente trabalhará num distrito a cerca de 40 km da sede da cidade e, segundo a prefeitura, morará no local. Já a mulher vai morar na sede e trabalhar numa unidade na zona rural, a 20 km. A secretária de saúde, Lúcia Santos, informou que pretende encontrar até hoje um jeito para que Alberto e Teresa morem juntos Daniel Carvalho/Folhapress Mais
O casal de médicos cubanos Alberto Vicente e Teresa Rosales dançam forró em recepção em Brejo da Madre de Deus (PE). Nesta primeira semana, eles ficarão acomodados em uma pousada para que possam conhecer a estrutura de saúde da sede do município Bernardo Dantas/Folhapress Mais
A médica cubana Silvia Maria Cobas Blanco, 44, inscrita no programa Mais Médicos, do governo federal, assiste a uma apresentação de balé durante homenagem realizada na Câmara Municipal de Santo Antônio de Posse (137 km de São Paulo), ao chegar à cidade para trabalhar na rede pública de saúde Apu Gomes/Folhapress Mais
A médica argentina Marcela Chwe recebeu o registro provisório para atuar pelo Mais Médicos em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul Twitter/Divulgação Mais
A médica cubana Tania Sosa, 45, (de roupa roxa) visita a casa da paciente em SP acompanhada por uma enfermeira. Já instalados nos municípios onde irão atuar nos próximos três anos mas ainda sem o registro de trabalho, médicos cubanos passaram a segunda-feira (23) dando entrevistas, visitando postos de saúde, acertando detalhes burocráticos com prefeituras e até recebendo presentes Apu Gomes/Folhapress Mais
Médico cubano Jose dos Santos (à dir.) conversa com o agricultor Raimundo Conceição durante visita de profissionais do Mais Médicos ao povoado de Pedra Grande de Adelino, em Vargem Grande (MA). Santos conheceu o povoado. "É uma grande responsabilidade. Vou atuar com aqueles que precisam. A população aqui precisa de muita ação e ação de saúde. Tem crianças, idosos, com doenças que podem ser resolvidas", declarou o médico. Ele vai prestar atendimento a 40 famílias do povoado. Ele deveria ter começado a atender esta semana, mas o início foi adiado. A expectativa é que comece a atender na próxima semana Marcello Casal Jr./ABr Mais
Recém-chegadas a Macaúbas (BA), município a 613 km de Salvador e em estado de emergência por causa da seca, as médicas cubanas Dunia Broche, 40, e Dorys Cristina del Rosário, 52, terão uma vida de contrastes nos próximos três anos. Nos momentos de folga, elas terão uma vida de luxo para os padrões locais: vão dividir uma casa com piscina, pomar, jardim, churrasqueira, salão de jogos, ampla garagem e quatro dormitórios, sendo um deles com banheira de hidromassagem. O aluguel da casa, de R$ 1.200, será pago pela prefeitura Mário Bittencourt/Folhapress Mais
25.set.2013 - A médica argentina Marcela Chwe Steiger, primeira profissional estrangeira do Mais Médicos a receber o registro provisório no país, começou a atender nesta manhã em Porto Alegre. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, nesta semana Marcela vai se ambientar ao posto e realizar alguns atendimentos esporádicos Tadeu Vilani/Agência RBS Mais
25.set.2013 - Médicos estrangeiros do programa Mais Médicos visitam Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, uma das áreas onde irão trabalhar. Os profissionais estrangeiros passarão por um treinamento especial no Rio sobre dengue, doença que causou ao menos nove mortes na cidade de janeiro a maio deste ano Tânia Rego/Agência Brasil Mais
25.set.2013 - Médicos estrangeiros do programa Mais Médicos visitam Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, uma das áreas onde irão trabalhar. Os profissionais estrangeiros passarão por um treinamento especial no Rio sobre dengue, doença que causou ao menos nove mortes na cidade de janeiro a maio deste ano Tânia Rêgo/Agência Brasil Mais
27.set.2013 - O médico angolano, naturalizado português, Francisco Manuel Pegado atende paciente na Unidade de Saúde da Família de Nova Constituinte, no bairro do Periperi, subúrbio de Salvador (BA), que recebeu a visita do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, nesta sexta-feira Leonardo Rattes / Sesab Ascom Mais
27.set.2013 - O médico português Raul dos Reis Ramalho atende paciente na Unidade de Saúde da Família de Nova Constituinte, no bairro do Periperi, subúrbio de Salvador (BA), que recebeu a visita do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, nesta sexta-feira Leonardo Rattes / Sesab Ascom Mais
27.set.2013 - O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, (à esq.) dá as boas vindas ao médico angolano, naturalizado português, Francisco Manuel Pegado, participante do programa Mais Médicos, do governo federal, em Salvador (BA) Karina Zambrana/Ascom Ministério da Saúde Mais
Foto mostra grupo de médicos cubanos chegando à capital do Acre, Rio Branco, em setembro último. No centro, Sonia Gonzales Peres, que ficará em Porto Walter, uma das cidades mais isoladas do Estado, situada no meio da selva Amazônica, onde, durante três anos, atenderá principalmente os índios Arara que habitam a região. Porto Walter tem 9.176 mil habitantes, de acordo com o IBGE Ana Paula Batalha/UOL Mais
A médica cubana Sonia Gonzales, que começará a atuar em Porto Walter, cidade isolada no Acre, no meio da selva Amazônica, tem 25 anos de profissão, sete deles atuando na Venezuela. Para ela, o trabalho em outros países, onde há carência de mão-de-obra médica, é importante para os profissionais cubanos. Porém, ela afirma que seu objetivo é atender a população indígena de forma dedicada e amorosa Vanísia Nery/AC Mais
9.out.2013 - O médico palestino Mohamed Gaber Abau Schwareb, 29, selecionado pelo programa Mais Médicos para atuar no município de Garibaldi (110 km de Porto Alegre), na Serra Gaúcha, atende paciente em posto de saúde. "O que eu mais gosto no Brasil é o respeito das pessoas com os estrangeiros. Me tratam bem, pelo menos aqui. Mas eu mudaria [no país] a questão da ingestão de bebida alcoólica, os impostos, que são extremamente altos, sem nenhum benefício de volta, e a prática de exibir o corpo, que é muito comum", afirma o profissional que é casado com uma brasileira Divulgação Mais
A médica boliviana Melissa Cristal Caballero, de 26 anos, foi selecionada para trabalhar na UBS Vila Curuçá, na zona leste de São Paulo, mas ainda não trabalha Arquivo pessoal Mais
22.out.2013 - Durante cerimônia para sancionar a lei que institui o programa Mais Médicos, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, se dirigiu ao médico cubano Juan Delgado, que foi hostilizado durante uma manifestação contra o programa federal no Ceará em agosto, e afirmou que a atitude não representa a população brasileira. "O corredor polonês da xenofobia que te recebeu em Fortaleza não representa o espírito nem do povo brasileiro, nem da maioria dos médicos que trabalham pelo SUS", afirmou. A presidente Dilma Rousseff também pediu desculpas em nome do povo brasileiro ao médico cubano Jarbas Oliveira/Folhapress/Roberto Stuckert Filho/PR Mais
26.out.2013 - Oitenta e cinco médicos cubanos desembarcaram em Salvador (Bahia) para a 2ª fase do programa Mais Médicos. Os profissionais atuarão em 138 cidades baianas, sendo que 12 vão atender na capital do Estado. Neste fim de semana, é esperada a chegada de mais 192 médicos estrangeiros. Os cubanos foram recebidos por autoridades e não falaram com a imprensa. É previsto que eles comecem a trabalhar em 1º de novembro Luciano Da Matta/Agência A Tarde/Estadão Conteúdo Mais
26.out.2013 - Um grupo de 33 médicos estrangeiros desembarcou neste sábado em Porto Alegre (RS) para a 2ª fase do programa Mais Médicos. Os profissionais foram recebidos com flores e por autoridades como Pepe Vargas, ministro do Desenvolvimento Agrário, e Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos Carlos Macedo/Agência RBS/Estadão Conteúdo Mais
26.out.2013 - O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, recebe na Base Aérea de Guarulhos os 276 profissionais do programa Mais Médicos que vão atuar em São Paulo Karina Zambrana / Ministério da Saúde Mais
26.out.2013 - O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, recebe na Base Aérea de Guarulhos os 276 profissionais do programa Mais Médicos que vão atuar em São Paulo Karina Zambrana / Ministério da Saúde Mais
26.out.2013 - A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, fez a recepção do grupo de médicos estrangeiros que desembarcaram neste sábado no Paraná para trabalhar no programa Mais Médicos Divulgação/Casa Civil Mais
26.out.2013 - A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, fez a recepção do grupo de médicos estrangeiros que desembarcaram neste sábado no Paraná para trabalhar no programa Mais Médicos Divulgação/Casa Civil Mais
26.out.2013 - O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, ajuda mulher a descer de avião da FAB durante a recepção de 57 profissionais estrangeiros que chegaram em Goiânia para trabalhar pelo programa Mais Médicos Karina Zambrana / Ministério da Saúde Mais
26.out.2013 - A Ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, (de vermelho) e o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, (de camisa azul e paletó preto) receberam o grupo de médicos estrangeiros selecionados pelo programa Mais Médicos em Porto Alegre. O grupo será encaminhado aos municípios onde atuarão a partir de 4 de novembro Tiago Belinski/Ministério da Saúde Mais
30.out.2013 - Grupo de sete médicos cubanos chegam a cidade de Londrina, no norte do Paraná. Com eles, são 14 os profissionais que atuarão pelo programa Mais Médicos no município paranaense Vivian Honorato/Prefeitura de Londrina Mais
1º.nov.2013 - Grupo de 76 médicos cubanos são recepcionados em evento no centro de São Paulo. Eles se apresentarão nas 63 Unidades Básicas de Saúde da capital na segunda-feira (4) Edson Hatakeyama/Cescom/SMS Mais
8.nov.2013 - O médico argentino Hugo Fernando Galantini, 41, atende um paciente no Centro Municipal de Saúde Athayde José da Fonseca, no bairro de Bangu, no Rio de Janeiro (RJ). O médico argentino, contratado pelo Mais Médicos, queixa-se da organização do programa. Entre consultas, Galantini reclama da antecipação das contratações sem planejamento e do atraso de emissão do registro provisório para exercer a profissão Daniel Marenco/Folhapress Mais
22.11.2013 - A diarista Gilmara Santos dos Santos, de Feira de Santana, na Bahia, pediu a volta do médico cubano que atendeu seu filho no último dia 18. O médico, identificado como Isoel Gómez Molina, participante do programa Mais Médicos, foi afastado das suas funções pela Secretaria Municipal de Saúde, que instaurou sindicância para apurar se o profissional teria errado ao receitar uma dose errada de um medicamento para a criança. A mulher informou que o médico apenas errou no momento de preencher a receita, mas que teria orientado a ela a dosagem correta. O menino não chegou a tomar a dosagem prescrita. "Meu filho melhorou logo graças ao médico. Queremos o médico de volta, passamos mais de dois meses sem médico e agora inventam coisa para tirar o médico daqui", afirmou Luiz Tito/ Ag. A Tarde Mais
25.nov.2013 - O médico cubano Isoel Goméz Molina retornou às suas atividades no posto de Saúde em feira de Santana, na Bahia, e foi recebido com Cartazes, músicas, orações e aplausos pelos moradores do bairro Viveiros. Molina havia sido afastado de suas funções na semana passada após suspeita de receitar uma dose excessiva de remédio a uma criança. "Fiquei triste porque ele tinha sido afastado, mas me alegrei quando soube do seu retorno. Ele tem que ficar aqui, pois nos trata muito bem e é um profissional de qualidade", disse a aposentada Maria da Conceição dos Santos, uma das idealizadoras da homenagem. "Não vou fazer nada contra ninguém, estou aqui para trabalhar e é o que vou fazer. Tudo não passou de um mal entendido, mas o importante é que estou de volta para exercer o meu trabalho que realizo há mais de anos", destacou o médico, que ficou emocionado com a recepção Reprodução/Paulo José/Acorda Cidade, Reprodução/Facebook Mais
4.fev.2014 - A cubana Ramona Matos Rodríguez, de 51 anos, abandonou o Mais Médicos, refugiou-se dentro da Câmara dos Deputados e decidiu pedir asilo ao governo brasileiro. A médica disse ter deixado a cidade paraense de Pacajá, onde outros seis estrangeiros atenderiam no Mais Médicos, ao descobrir que o salário pago aos profissionais de outras nacionalidades era de R$ 10 mil, valor que não teria sido informado pelas autoridades cubanas Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados Mais
10.fev.2014 - A médica cubana Ramona Rodriguez explica no MPT (Ministério Público do Trabalho) o seu trabalho no programa Mais Médicos. Ao lado, o procurador do Trabalho Sebastião Vieira Caixeta. Caixeta, reiterou logo após ouvir depoimento da médica, que há ilegalidades na contratação dos profissionais do Mais Médicos, independentemente da nacionalidade deles. "Todo contrato está estruturado no sentido de afastar uma relação trabalhista, agora, na prática, essa relação de emprego existe", afirmou Elza Fiúza/Agência Brasil Mais
25.fev.2014 - Isidro Rosales Castro, 49, e Esperanza Anabel Dans Leon, 48, deixaram Cuba e vieram atuar no programa Mais Médicos. O casal atua na pequena cidade de Reriutaba, no Ceará. Eles se dizem felizes e com vontade de transformar a realidade do município, através do amor pela medicina. Eles iniciaram os atendimentos em setembro do ano passado. Os dois dizem que já se sentem em casa Reprodução/Arquivo Pessoal Mais
11.mar.2014 - Uma nova leva de profissionais cubanos desembarcou em Salvador para reforçar o programa Mais Médicos em cidades baianas, especialmente no sul do Estado. O município de Gandu está recebendo o maior número. São quatro profissionais. Os demais municípios que contarão com o reforço são Barro Preto, Buerarema, Camacã, Coaraci, Ilhéus, Itabuna, Una, Uruçuca e Santa Cruz da Vitória. Apesar da enorme carência, Itabuna contará com reforço de apenas dois profissionais de saúde Divulgação/Secom Bahia Mais
1º.abr.2014 - O Ministério da Saúde lança o quinto edital do programa Mais Médicos, em Brasília. Apesar de já ter alcançado 100% da meta, ainda há 310 municípios que estão em situação de vulnerabilidade e seus prefeitos poderão ter uma nova chance de solicitar profissionais. "Conselhos médicos, prefeitos e governadores vinham solicitando ao Ministério da Saúde e ao governo que apreciassem duas situações extremamente importantes. Há um contingente importante de municípios que não fizeram adesão ao programa inicialmente, por vários motivos. Era uma época de transição política e alguns não tiveram coragem de engrenar o debate", declarou o Ministro da Saúde Arthur Chioro, que acrescentou que o programa atendeu à demanda de municípios de todos os partidos "porque partido político nunca foi critério do programa" Marcello Casal Jr/Agência Brasil Mais

Programa Mais Médicos: profissionais e pacientes

Mais álbuns de Saúde x

ÚLTIMOS ÁLBUNS DE UOL SAÚDE



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos