Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/2017/10/25/camara-analisa-segunda-denuncia-contra-michel-temer.htm
  • totalImagens: 9
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20171025135256
    • Michel Temer [11560];
    • Câmara dos Deputados do Brasil [21530];
    • Notícias [35976];
Fotos

Parlamentares da oposição protestam com cartazes de "Fora Temer" para impedir que o plenário tenha quórum para sessão de análise à segunda denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria- Geral da Presidência), no Salão Verde da Câmara dos Deputados, em Brasília Dida Sampaio/Estadão Conteúdo Mais

25.out.2017 - Deputado Ivan Valente e integrantes da oposição ao governo federal, antes da votação da segunda denúncia contra o presidente da República, Michel Temer, na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF) Fátima Meira/Estadão Conteúdo Mais

A defesa do presidente Michel Temer (PMDB) afirmou, em sessão nesta quarta-feira (25) na Câmara, que autorizar a tramitação da denúncia contra ele poderia colocar em risco "toda a atividade política", sob o argumento de que a acusação da PGR (Procuradoria-Geral da República) buscou "criminalizar" a política Mateus Bonomi/Folhapress Mais

Na sessão em que será votada a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), o relator do processo na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), afirmou que a acusação contra Temer buscou atingir "toda a classe política" e que é fruto de atuação "política" da Procuradoria-Geral da República Luis Macedo/Câmara dos Deputados Mais

Bonifácio voltou a defender seu parecer pela rejeição da denúncia e afirmou que a acusação contra o presidente não apresenta provas. "[Isso] nos deixa demonstrar que a Procuradoria está agindo politicamente contra o presidente da República tentando enfraquece-lo ou até mesmo afastá-lo do poder", disse o Bonifácio. "Essa denúncia atinge toda a classe política. Essa denúncia é na realidade uma manobra contra a movimentação da classe política do país", afirmou o relator na CCJ Wilton Junior/Estadão Conteúdo Mais

25.out.2017 - Sérgio Pitombo, advogado do ministro Moreira Franco, da Secretaria-Geral da Presidência, afirmou que "é preciso dizer não a essa acusação para dizer não ao ato perseguitório que existe neste país". "Denúncia sem fato, sem prova do fato, tipificação de autenticidade de crime, se fez uma história, sem inquérito criminal", afirmou o advogado. "Estamos a julgar, sim, um método equivocado de tratar no processo tribunal brasileiro", complementou. Wilton Junior/Estadão Conteúdo Mais

25.out.2017 - Os deputados dão como certa a rejeição da acusação contra Temer, mas a oposição tenta adiar a votação, como forma de aumentar o desgaste político do governo. Para isso, os partidos de oposição estão evitando marcar presença no plenário Wilton Junior/Estadão Conteúdo Mais

25.out.2017 - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ)(d), conversa com o ministro da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy (e), durante a sessão que vai analisar a segunda denúncia contra o presidente da República, Michel Temer (PMDB) e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência) Wilton Junior/Estadão Conteúdo Mais

25.out.2017 - É preciso ter ao menos 342 deputados com presença registrada no plenário para votar a denúncia. Às 13h, o sistema da Câmara apontava a presença de 370 deputados na Câmara, mas apenas 281 registrados no plenário. Havia um grande número de ausentes entre os partidos da base do governo no horário: 31 dos 40 deputados do PP haviam registrado presença, assim como 29 dos 46 parlamentares do PSDB; 32 dos 36 do PSD; 24 dos 39 do PSD; 19 dos 30 do DEM; e 53 do total de 61 deputados do PMDB Wilton Junior/Estadão Conteúdo Mais

Câmara analisa segunda denúncia contra Michel Temer

Últimos álbuns de Notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos