Não tenha medo de recomeçar e batalhar por sua felicidade profissional

Richard Branson

Richard Branson

  • Getty Images

P.: Estou trabalhando atualmente em tempo integral no setor de informática do governo. No entanto, sempre senti necessidade de fazer algo mais, talvez sair lá fora e começar uma empresa. Eu sempre quis trabalhar com as mãos e construir coisas. Não estou interessado em trabalhar em um emprego terrível dentro de um cubículo pelo resto da minha vida. O que você me aconselharia a fazer?
-- Adrian Lucaci


R.: Posso entender a situação que você descreveu, Adrian. A ideia de trabalhar em um cubículo causa medo em meu coração, sempre o fez. Felizmente, eu era tão inadequado no trabalho escolar que ficou claro desde minha infância que eu jamais seria um carimbador de selos --isso não seria possível, mesmo que eu quisesse!

Tantas pessoas ficam amarradas a empregos de que não gostam, ou mesmo desprezam. Isso é simplesmente errado. Deveríamos ficar entusiasmados por levantar e ir trabalhar todos os dias; deveríamos poder seguir nossas paixões. Não acho que isso seja pedir demais. Na Virgin, nós fazemos questão que nossos empregados assumam a propriedade de seu trabalho, porque, como já indiquei antes, um escritório cheio de empregados motivados e felizes é um escritório em que haverá interrupção, inovação, experimentação e progresso.

Dito isso, sei que fazer o que você gosta nem sempre é fácil --às vezes você tem de pegar um emprego de que não gosta para pagar as contas. Não deixe que o trabalho que o faz infeliz defina você ou o esgote. Se você não puder fazer sua paixão pagar neste momento, a coisa mais importante que pode fazer é alimentar suas ideias e objetivos e começar a pensar em como ganhar tempo para elas.

Se você é apaixonado por empreendimentos, poderia começar a perseguir seu projeto na lateral, nos fins de semana. Desenvolva ideias diferentes e divirta-se.

Talvez haja um período de transição em que você faça os dois trabalhos. Em nosso mundo de grande fluidez, onde os modelos empresariais tradicionais estão sendo virados de ponta-cabeça e estamos mais conectados que nunca, temos oportunidades de moldar o trabalho a nossa vida, em vez do contrário.

Seu escritório pode ser muito conservador, mas pense que em outros lugares os escritórios estão mudando: o cubículo está lentamente desaparecendo, junto com a demarcação rígida entre o que você faz para viver e o que você vive para fazer. Escritórios de planta aberta estão se tornando comuns, e espaços de trabalho cooperativo como WeWork e Second Home estão bombando. Ainda melhor, muitas empresas hoje aceitam horários flexíveis e o trabalho em casa. Assumir um cargo onde essas opções estão disponíveis poderá ajudá-lo a manter um salário fixo enquanto você forma sua própria empresa.

E se você chegar ao ponto de decidir transformar seu sonho em emprego fixo? Como eu sempre digo, simplesmente faça isso.

Sim, efetuar essa mudança pode ser desafiador, financeira e pessoalmente, sobretudo se você tiver dependentes. E inúmeras dúvidas poderão mantê-lo acordado à noite se você deixar. Mas no final, quando você segue suas paixões, enfrenta duas possibilidades. Pode falhar, e precisa estar preparado para isso. Ou pode se sair muito bem, em parte porque está envolvido e feliz.

Começar uma empresa tem o potencial de virar sua vida de cabeça para baixo, e ficar no caminho seguro a que você está habituado é muito mais fácil do que dar uma chance aos seus sonhos. Se você falhar, poderá ser uma oportunidade de aprendizado, o que o ajudará a fazer escolhas melhores na próxima tentativa. Eu falhei feio no passado, e me orgulho disso, porque minha equipe e eu sempre fomos capazes de nos reerguer e aprender algo novo. Como todo empresário de sucesso sabe, o fracasso é integral para encontrar o sucesso.

Portanto, Adrian, se é noite de domingo e você começa a temer a ideia de mais uma semana em seu cubículo, talvez esteja na hora de pôr sua vida em outro caminho. Você pode ter mais opções do que percebe para tornar seu sonho uma realidade.

A opção é sua. Como eu disse, você pode falhar... mas pode ter sucesso. Boa sorte!

PARA COMEÇAR

Se você tem uma família que depende de você, talvez seja difícil deixar seu atual emprego para iniciar um negócio em tempo integral. Mas isso não quer dizer que precise abandonar seu sonho. Se você está nessa situação, tenha em mente estas sugestões:

  • GANHE TEMPO: reserve algumas horas no fim de semana ou à noite para desenvolver melhor suas ideias.
  • COMECE PEQUENO: sua empresa pode ser um empreendimento em tempo parcial no início. Se sua ideia fracassar, será um pequeno fracasso e você poderá tirar lições e recomeçar. Se der certo, poderá crescer e se tornar seu foco principal.
  • PROCURE MENTORES: há empresários por aí que já estiveram na sua posição. Procure-os em sua comunidade online ou em reuniões locais para empresários.
Tradutor: Luiz Roberto Mendes Gonçalves

Richard Branson

O megaempresário inglês é criador do grupo Virgin, que tem 200 companhias em mais de 30 países, incluindo a empresa aérea de baixo custo de mesmo nome.

UOL Cursos Online

Todos os cursos