PUBLICIDADE
Topo

Adriana de Barros

Cantor de "Parado no Bailão" diz que azaração antes da fama era difícil

L da Vinte, um dos autores do hit "Parado no Bailão" - Reprodução Twitter oficial
L da Vinte, um dos autores do hit "Parado no Bailão" Imagem: Reprodução Twitter oficial
Adriana de Barros

Colunista de Música do UOL, onde atuou 20 anos na área de Entretenimento, com coordenação de coberturas em grandes festivais e do Carnaval. É curadora do edital 2020 Natura Musical e integrou o Superjúri 2019 do Prêmio Multishow. Eleita uma das cinco melhores jornalistas musicais do Brasil pelo WME Awards by Music2. Apresentadora do podcast Fala Zé na rádio Energia 97 ao lado de Zé Antônio Constantino e Hélio Cosmo Leite.

19/02/2019 07h28

Todo verão é a mesma história. Surge um nome que nunca ouvimos falar, mas por onde a gente anda aquele chiclete gruda e mesmo sem saber de quem é o som saímos cantando. Em 2018, as três meninas pernambucanas MC Loma e as Gêmeas Lacração despontaram com um videoclipe caseiro e deram uma rasteira nos artistas lançados pelas grandes gravadoras.

Neste ano, o troféu do hit do verão pode parar nas mãos dos MCs L da Vinte e Gury, cantores de "Parado No Bailão". Das festas do Big Brother à praia do Porto da Barra, em Salvador, Rio, Minas e festivais de música popular só se ouve os versos "Eu parado no bailão, no bailão. Ela com o popozão no chão".

Mas quem é L da Vinte? 

Leonardo, 19 anos, mineiro de Belo Horizonte, filho do meio de Celina e Auricio, pegou gosto pela música quando tinha oito anos por influência do pai e do irmão mais velho. Ele lembra que Sr Aurucio colocava Red Hot Chilli Peppers e Bon Jovi para ele ouvir, mas foi MC Marcinho que o direcionou para o funk.

O nome artístico veio da admiração pela obra de seu xará famoso nas artes Leonardo da Vinci. "Me inspirei na obra dele para tentar trazer isso para a música. É uma homenagem ao Da Vinci por ele ser um artista completo", explica L da Vinte.

O videoclipe oficial da música lançado em julho de 2018 soma mais de 224 milhões de visualizações. "Eu e o Gury precisávamos fazer uma música para apresentá-lo ao público de Minas. Aí surgiu 'Parado no Bailão'".

Fazendo em média 25 shows por mês, L da Vinte viu sua vida mudar após o sucesso da música. Além de comprar um carrão do sonhos, ele conseguiu aposentar os pais e arrumar uma namorada. "Era difícil pegar uma, depois apareceu um monte", conta tímido o MC.

Agora ele namora Juliana, uma garota que conheceu na casa dos amigos.

Quanto ao sonho profissional, ele garante que só quer manter seus fãs e focar totalmente na música. "Não quero me preocupar em estourar, mas em consolidar meus fãs".

A agenda de Carnaval do funkeiro só tem um dia livre. O restante dos dias ele rodará por festas nas principais capitais do Brasil. 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL