PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Paulo Sampaio


Advogados de Rose e da família de Gugu brigam em outro processo, de R$ 2 mi

Nelson Wilians, advogado de Rose Miriam di Matteo - Reprodução/TV Globo
Nelson Wilians, advogado de Rose Miriam di Matteo Imagem: Reprodução/TV Globo
Paulo Sampaio

Nascido no Rio de Janeiro em 1963, Paulo Sampaio mudou-se para São Paulo aos 23 anos, trabalhou nos jornais Folha de S. Paulo e Estado de S. Paulo, nas revistas Elle, Veja, J.P e Poder. Durante os 15 anos em que trabalhou na Folha, tornou-se especialista em cobertura social, com a publicação de matérias de comportamento e entrevistas com artistas, políticos, celebridades, atletas e madames.

Colunista do UOL

05/02/2020 04h02

Resumo da notícia

  • Nelson Willians defende Rose Mirian di Matteo, mãe dos filhos de Gugu
  • Já Dilermando Cigagna é advogado dos filhos do apresentador, morto em 2019
  • Willians é processado pela sua ex-mulher, que cobra R$ 2 mi em pensão alimentícia
  • O advogado de Priscilla Belintani é o mesmo que defende os familiares de Gugu
  • Sendo assim, advogados do caso Gugu já se enfrentam em outro processo

O advogado Nelson Wilians, contratado pela médica Rose Mirian Di Matteo, mãe dos filhos de Gugu Liberato, para conseguir na Justiça o reconhecimento dela como herdeira do apresentador, deve cerca de R$ 2 milhões em pensões alimentícias atrasadas. Ele foi casado durante 17 anos com a psicóloga Priscilla Belintani, 47 anos, com quem tem três filhos, de 21, 15 e 10 anos.

Wilians, assim, defenderia para mãe dos filhos de Gugu um direito que, de certa forma, nega aos próprios filhos. Ele se casou de novo, e é pai de mais dois filhos.

Ironicamente, Priscilla é representada na Justiça há quatro anos pelo advogado Dilermando Cigagna, o mesmo que agora defende os filhos de Gugu Liberato.

O processo corre em segredo de Justiça na 1ª. Vara Central do Tribunal de Justiça de São Paulo.

Além de cobrar as pensões, Priscilla também requer na Justiça a partilha do patrimônio do casal, que, de acordo com o que apurou a coluna, chega às dezenas de milhões. Controlador de mais de 40 escritórios espalhados pelo Brasil, Wilians comanda cerca de 1.500 advogados.

O processo do divórcio corre na 4ª. Vara do TJ.

Procurados pela coluna, nem Wilians nem Cigagna quiseram se manifestar.

Paulo Sampaio