PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Giro UOL traz os destaques da noite desta sexta, 28/04, para você

Luiz Gomes

Do UOL, em São Paulo

28/04/2017 18h20

  • Nacho Doce/Reuters

    Um país em greve geral

    Diversas capitais brasileiras amanheceram hoje com protestos por causa da greve geral convocada em todo país contra as reformas trabalhista e da Previdência propostas pelo presidente Michel Temer (PMDB). Muitas capitais ficaram sem transporte público, e em algumas cidades houve confronto entre policiais e manifestantes. No início da manhã, em São Paulo, ônibus, metrô trens não circularam. No Rio, o VTL parou e manifestações ocorreram no aeroporto Santos Dumont. Brasília, Belo Horizonte, Recife, Salvador Porto Alegre também foram algumas das capitais que ficaram sem ou parcialmente sem transporte público. Leia mais

  • Adriano Machado/Reuters

    "Não haverá recuo"

    O presidente Michel Temer (PMDB) disse a auxiliares que não cogita abandonar a agenda de reformas e que "não haverá recuo". Ele ainda realçou que outros países tiveram que lidar com protestos e incompreensões para realizar reformas. Apesar de achar que a greve geral hoje foi menor do que o esperado, o governo vai adiar a votação que muda a Previdência, porque avalia que não tem os 308 votos necessários para aprovação na Câmara. Leia mais

  • Beto Macário/UOL

    Ex-presidentes apoiam greve

    Os ex-presidentes da República Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, ambos do PT, demonstraram apoio à greve geral. Lula chamou a reforma trabalhista que foi aprovada na Câmara de "volta à escravidão". O ex-presidente também falou que a paralisação pode servir de pressão contra as reformas. Já Dilma disse em rede social que "o povo brasileiro é valente e é capaz de resistir a mais um golpe". Leia mais

  • Antonio Augusto/Câmara dos Deputados

    Políticos x grevistas

    "Não temos greve, o que temos é baderna generalizada". Foi assim que Osmar Serraglio (PMDB-PR), ministro da Justiça, definiu a paralisação em todo o país nesta sexta-feira. Outra declaração polêmica veio de João Doria (PSDB), prefeito de São Paulo, ao falar em entrevista sobre as manifestações marcadas para ocorrer em frente a casa dele. "Eu acordo cedo e trabalho. Eu não sou grevista que dorme, é preguiçoso e acorda tarde". Leia mais

  • Reinaldo Canato/UOL

    14 milhões de desempregados no país

    O desemprego no país foi de 13,7% no primeiro trimestre de 2017 e atingiu 14,2 milhões de pessoas, segundo dados do IBGE. A pesquisa mostra que a taxa é a mais alta para trimestres desde 2012. Em relação ao último período, de outubro a dezembro do ano passado, isso representa 1,8 milhão de desempregos a mais. Leia mais

  • Edu Silva/Futura Press/Estadão Conteúdo

    Trânsito inseguro em SP

    O número de pessoas mortas por atropelamentos na capital paulista aumentou 30% no primeiro trimestre deste ano em comparação com o mesmo período de 2016, segundo dados do Estado de São Paulo. Em janeiro, fevereiro e março foram registradas 104 mortes, ante 80 no mesmo período de 2016. Leia mais

  • Getty Images

    Fechamento do mercado

    A Bovespa fechou hoje em alta de 1,12%, com 65.403,25 pontos, após duas quedas seguidas. Já dólar caiu 0,22%, cotado em R$ 3,175. Porém, a moeda norte-americana acumulou valorização de 1,4% em abril, maior alta para um mês desde novembro. Leia mais

  • Gilvan de Souza/C.R. Flamengo

    As decisões nos estaduais

    Você gosta de futebol? Então esse fim de semana promete bastante emoção com os primeiros jogos das finais dos campeonatos estaduais. Em São Paulo, Ponte Preta e Corinthians jogam às 16h no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Já Fluminense e Flamengo jogam no mesmo horário no Maracanã. Cruzeiro x Atético-MG, Internacional x Novo Hamburgo, Atlético-PR x Coritiba e Ferroviário-CE x Ceará são algumas das outras finais. A Copa do Nordeste também tem as semifinais entre Bahia x Vitória e Sport x Santa Cruz. Leia mais

  • Alan Marques / Folhapress

    Ligados a Renan na mira

    A Polícia Federal realizou na manhã desta sexta-feira (28) a operação Satélites 2, que mira pessoas que tinham relacionamentos com políticos que estão sob investigação. Entre os alvos está o advogado do senador Renan Calheiros (PMDB), Bruno Mendes. Leia mais

  • iStock/Devonyu

    Conta de luz segue mais cara

    A conta de luz em maio vai continuar tendo a cobrança de taxa extra, a chamada bandeira tarifária. A bandeira será vermelha patamar 1 (rosa), o que significa que serão cobrados R$ 3 a cada 100 kWh (quilowatts/hora) consumidos. A informação foi divulgada pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Leia mais

  • Keiny Andrade/Folhapress

    Disco novo na praça

    O rapper Criolo lançou o quarto álbum da carreira dele. A diferença do Espiral de Ilusão é que é o primeiro trabalho do artista dedicado ao samba. O álbum está disponível em todas plataformas digitais e para download gratuito no site oficial do cantor paulistano. O show de lançamento da nova turnê está marcado para dia 24 de junho no Citibank Hall, em São Paulo. Leia mais

  • Christian Rizzi/Fotoarena/Folhapress

    Investigação de mega-assalto

    Policiais são investigados pelas autoridades do Paraguai por supostamente ajudar a quadrilha responsável pelo mega-assalto à empresa de valores Prosegur. Os criminosos utilizaram metralhadoras e fuzis e ao menos seis bombas foram usadas para derrubar paredes blindadas do prédio. As polícias brasileira e paraguaia acreditam que o crime foi organizado pelo PCC. Leia mais

Cotidiano