Zulmair Rocha/UOL

Chuvas

Sobe para 31 o número de cidades em emergência em SC

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

Você Manda: envie fotos e vídeos dos prejuízos causados pelas chuvas

Você está sofrento com as chuvas que atingem Santa Catarina? Registrou enchentes e alagamentos em fotos ou vídeos?


Atualizado às 16h01

O número de municípios em situação de emergência por conta das chuvas em Santa Catarina subiu para 31 na manhã desta terça-feira (27). As últimas cidades a decretarem emergência foram Ipumirim, Videira, Seara, Lindoia do Sul, Romelândia e Jaborá Calmon.

Além desses municípios, já haviam decretado situação de emergência Anchieta, Caçador, Concórdia, Dona Emma, Lebon Régis, Matos Costa, Penha, Presidente Castelo Branco, Rio das Antas, Rio do Campo, Timbó Grande, Xavantina, Bela Vista do Toldo, Nova Itaberaba, Itaiópolis, São José do Cedro, Palma Sola, Taió, Santa Terezinha, Apiúna, Princesa, Barra do Sul, Rio Negrinho, Xaxim e Iomerê.

A chuva em Santa Catarina afeta seu dia a dia?

No total,  pessoas tiveram que deixar suas casas - 5.931 desalojados, que se abrigaram em casas de parentes, e 593 desabrigados, encaminhados a abrigos públicos.

Não há registro de mortes em razão do mau tempo, mas 10 pessoas ficaram feridas nas enxurradas. O número de afetados pelas chuvas passa dos 152 mil. Em todo o Estado, 1.745 residências e 263 prédios públicos ficaram danificados. A maioria dos municípios em emergência tiveram os serviços na área de transportes prejudicados pelas chuvas.

Por causa dor prejuízos, o governador Leonel Pavan (PSDB) encaminhou à Secretaria Nacional de Defesa Civil um pedido inicial de recursos, da ordem de R$ 6,5 milhões. Pavan esteve nas regiões mais afetadas: o meio-oeste e o alto Vale do Itajaí. “Estamos mais preparados para lidar com esse tipo de situação. O governo vem fazendo o possível e o impossível para diminuir o sofrimento dos atingidos”, afirmou. O governo montou uma sala de monitoramento das chuvas em um centro administrativo, em Florianópolis.

Municípios catarinenses em situação de emergência

No Vale do Itajaí, o risco de os rios transbordarem é iminente. Um reservatório com 83 milhões de metros cúbicos de água lotou, e o excedente já começa a descer para o médio vale. Nas barragens de José Boiteux e Ituporanga a situação é tranquila. “A partir dos 18 metros, alertamos as pessoas e damos início ao plano de emergência”, disse o prefeito de Blumenau, João Paulo Kleinubing (DEM).

Chuva alaga casas e ruas no Estado

Em Jaraguá do Sul, as aulas na rede pública foram suspensas, tanto ontem, quanto hoje, por conta das chuvas. A previsão é que o funcionamento das escolas voltem ao normal a partir de amanhã, segundo a Secretaria de Educação do Estado.

Segundo informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), os Estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul foram as regiões do mundo com o maior índice pluviométrico nos últimos seis dias. No município catarinense de Rio do Campo, no Vale do Itajaí, choveu 249,8 milímetros – mais que o dobro do esperado, que era de até 110mm.

Previsão
Uma massa de ar frio e seco, na noite desta segunda-feira, deve diminuir a incidência de chuvas entre as regiões oeste e sul de Santa Catarina. A previsão é de tempo firme com presença de sol em todo o Estado nesta terça-feira (27).

O mar fica agitado com picos de onda de dois metros, chegando a três metros ao sul de Laguna, o que oferece risco para as atividades de pesca e navegação.

Rodovias
Cinco rodovias estaduais e uma federal de Santa Catarina estão com interdições totais ou parciais por conta de queda de barreiras e alagamentos. Na SC-488, o trânsito é feito em meia pista na altura do km 30, em Lindoia do Sul.

Na SC-466, a pista está bloqueada nos dois sentidos na altura do km 72 --com desvio pela cidade de Itá-- e com interdição parcial, com tráfego em meia pista, no km 67.

Já na SC-474, o trânsito está fluindo em meia pista no km 45, em Blumenau. O mesmo ocorre no km 44 da SC-445, em Siderópolis. Na SC-457 há dois bloqueios parciais: no km 10 e no km 1, ambos em Lebon Régis.

Na BR-280, a pista está totalmente bloqueada por conta de uma queda de barreira no km 83, em Corupá. Na mesma rodovia, haverá interdições no período noturno no km 109 e no km 84. O desvio será feito pela serra Dona Francisca.

Vale do Itajaí
Em Blumenau, diversos deslizamentos foram registrados, a maioria em locais que já haviam desmoronado na enchente de 2008, segundo a Defesa Civil. A prefeitura preparou cinco abrigos caso o nível do rio suba mais.

A Barragem Oeste, em Taió, construída para evitar enchentes no vale do Itajaí, transbordou na tarde de ontem. O Departamento Estadual de Infraestrutura considera a situação sob controle porque outras barragens da região não transbordaram.

Em Itajaí, o complexo portuário ficou fechado ontem por causa da correnteza. Em Joinville, foram registrados vários deslizamentos. Houve quedas de barreira na BR-280, entre as cidades de Corupá e São Bento do Sul, e na BR-116, em Lages.

As rodovias estaduais com o trânsito parcial ou totalmente interditado tiveram queda de barreiras ou alagamentos. Segundo o Centro de Informações de Hidrometeorologia de Santa Catarina, a chuva deve diminuir hoje.

No Paraná, 921 pessoas permaneciam fora de casa ontem por causa das chuvas, que começaram quinta-feira. Segundo a Defesa Civil, 220 mil pessoas em 41 cidades foram afetadas. Duas rodovias estaduais continuam parcialmente interditadas.

*Com informações de Luiz Nunes, do UOL Notícias em Santa Catarina, e da Folha Online

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos