Topo

Helicóptero cai em Manaus com cinco pessoas a bordo

Emily Ribeiro

Especial para o UOL Notícias<br>Em Manaus

2011-05-10T12:53:24

10/05/2011 12h53

Um helicóptero da Marinha do Brasil, modelo esquilo UH-12 N-7078, caiu nas proximidades do encontro das águas do Rio Negro e Solimões, em Manaus, na manhã desta terça-feira (10). Os cinco militares que estavam a bordo conseguiram se salvar. A aeronave afundou. A profundidade na região é de 20 metros, e a correnteza, de cerca de 3,6 km/h.

Apenas o cabo Adriano Ribeiro Carvalho se feriu mais gravemente. Ele estava embarcado no navio Oswaldo Cruz, de onde o helicóptero acabara de decolar. Carvalho foi atingido por uma peça da aeronave que se desprendeu no momento do impacto com a água. O ferimento foi no rosto, e o militar está em observação na Policlínica Naval da Cidade.

Na aeronave estavam o comandante, capitão-tenente André Luiz Abreu Castelo Soares, o 1º tenente Carlos Alberto Cano, o cabo Renato dos Santos Rodrigues, além dos 1º sargentos Dácio Lintterbach da Silva e Ricardo Lelis dos Santos. Todos sofreram escoriações leves.  

Segundo o comandante do 9º Distrito Naval, vice-almirante Antonio Carlos Frade Carneiro, a última revisão da aeronave foi em 6 de março. Ela deveria passar por outra avaliação somente depois de 100 horas. No momento do acidente, o helicóptero tinha 40 horas de voo a partir da última revisão.

Carneiro informou que os trabalhos de busca da aeronave estão sendo feitas com um ecobatímetro, aparelho utilizado para sondagens que emite um sinal sonoro em direção ao solo sob a água. Quatro mergulhadores tentam localizar a aeronave.

O vice-almirante ressaltou ainda que nesta quarta-feira (11) chegará a Manaus uma equipe do Comando Geral do Rio de Janeiro (RJ) para auxiliar nas investigações. O relatório final deve sair no máximo em 60 dias.

O acidente ocorreu poucas horas depois de a aeronave chegar de uma missão em pólos de saúde no Estado do Pará. Lá passou por 30 localidades nos rios Xingu, Tocantins, Jari e Marabá e atendeu a aproximadamente 3.400 moradores ribeirinhos.