Voo de helicóptero que caiu na Bahia deveria durar 10 minutos

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

A Força Aérea Brasileira (FAB) informou neste sábado (18) que o voo do helicóptero que caiu na noite de sexta-feira (17) com sete pessoas a bordo, na praia Ponte de Itapororoca, no distrito de Trancoso, em Porto Seguro (BA), deveria durar dez minutos. Quatro pessoas morreram e três ainda estão desaparecidas.

O helicóptero decolou do aeroporto de Porto Seguro com destino ao condomínio de luxo Jacumã Ocean Resort, na Fazenda Jacumã, distante apenas cerca de 15 km do local, ainda no distrito de Trancoso. A aeronave caiu no mar, cerca de 500 metros da praia.

O Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa 2), com sede em Recife (PE), iniciou as investigações para apurar as causas do acidente.

O helicóptero, um Esquilo prefixo PR-OMO, caiu por volta das 18h45 de sexta-feira (17). Na mesma noite, os corpos de duas crianças e de uma mulher foram resgatados no mar. A outra vítima chegou a ser levada ao hospital Luis Eduardo Magalhães, em Porto Seguro, mas morreu na madrugada deste sábado.

Entre os desaparecidos está Mariana Noleto, namorada de Marco Antônio Cabral, filho do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral. Os demais desaparecidos são Jordana Kfouri, mulher do empresário Fernando Cavendish, e o empresário Marcelo Mattoso Almeida.

Segundo o tenente Grimaldi, que participa das buscas, foram resgatados os corpos da babá Norma Batista de Assunção e das duas crianças que se encontravam no helicóptero: Gabriel Kfouri, de 2 anos, e Lucas Kfouri, 3. Fernanda Kfouri foi resgatada com vida, mas morreu no hospital.

Sérgio Cabral e o filho teriam escapado do acidente porque o voo já estava lotado. Marcelo Mattoso, que dirigia a aeronave e é presidente do First Class Group e dono do Jacumã Ocean Resort, teria jantado com o governador, em Porto Seguro, e seguido viagem. Aquele seria o terceiro voo dele no dia.

O governador passaria um fim de semana descansando com amigos na praia baiana.

No local havia uma forte neblina --este é um período de muita chuva na região. As causas da queda ainda serão investigadas.

Um grupo de 20 homens, incluindo mergulhadores profissionais, um navio patrulha e três lanchas da marinha trabalham nas buscas pelos desaparecidos. Segundo o capitão-tenente, Jorge Cordeiro, logo no início dos trabalhos neste sábado, o céu estava claro, mas o tempo começa a mudar. “Continuaremos trabalhando. O tempo está mudando, mas nada que atrapalhe as buscas”, disse.

Os corpos já foram liberados pelo Instituto Médico  Legal de Porto Seguro. O da babá, Norma Batista seguirá para o interior da Bahia. Os outros três serão sepultados no Rio.
 
O governador da Bahia, Jaques Wagner, ligou pra Sérgio Cabral, manifestando solidariedade e comunicando que colocou todo o pessoal e equipamentos necessários às buscas à disposição.
 
*Com informações de Heliana Frazão, em Salvador, e da Agência Estado

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos