Cartão-postal de Salvador, Elevador Lacerda será privatizado; tarifa vai de R$ 0,15 para R$ 0,50

Heliana Frazão
Especial para UOL Notícias
Em Salvador

  • Jotafreitas/Bahiatursa

    Elevador Lacerda (esquerda) e Mercado Modelo vistos da Cidade Alta em Salvador

    Elevador Lacerda (esquerda) e Mercado Modelo vistos da Cidade Alta em Salvador

A partir do primeiro trimestre do próximo ano, baianos e turistas vão desembolsar bem mais para percorrer os pouco mais de 70 metros que separam as cidades alta e baixa de Salvador em 22 segundos.

A prefeitura anunciou nesta terça-feira (13) que decidiu privatizar as operações do Elevador Lacerda, um dos principais símbolos turísticos da capital baiana. Com a mudança, a tarifa atual de R$ 0,15 passará para R$ 0,50. Segundo a prefeitura, o reajuste é necessário para melhorar o serviço oferecido. Ainda não há data definida para o aumento.

A medida não se restringirá ao elevador: vai atingir também os planos inclinados Pilar e Gonçalves –outros dois importantes equipamentos de ligação entre as duas partes da cidade. Atualmente, cerca de 30 mil pessoas, a maioria turistas e trabalhadores de baixa renda, utilizam o Elevador Lacerda diariamente, e cerca de 10 mil usam os planos. Todos são administrados pela Superintendência de Trânsito e Transporte do Salvador (Transalvador).

O aumento vai representar um forte impacto orçamento dessas pessoas.O mecânico José Pinto Santos, 36, que sobe e desce o elevador todos os dias, já está preocupado. “Não sei de onde vou tirar dinheiro para pagar essa tarifa. A gente já ganha pouco e ainda ter que arcar com mais essa despesa. Vou ter que subir a ladeira a pé. Nunca se viu isso em Salvador. Não faltava mais nada”, reclama.

O secretário municipal de transporte, José Mattos, que anunciou a medida, justificou: "A privatização é importante para melhorar a oferta do serviço. O preço precisa ser justo tanto para a população, mas também precisa cobrir as despesas operacionais”.

Tanto o Elevador Lacerda quanto os planos inclinados têm sofrido sucessivas panes por motivos diversos. A mais recente aconteceu no final do mês passado, quando foi suspenso o serviço nas quatro cabines que compõem o equipamento –duas delas passaram mais de 20 dias paradas. Quando isso acontece, a prefeitura disponibiliza microônibus para transportar os passageiros. 

O Elevador Lacerda foi construído pelo engenheiro Augusto Frederico de Lacerda, que utilizou peças de aço importadas da Inglaterra. As obras iniciaram-se em 1869 e foram inauguradas quatro anos depois, em 1873, com dois elevadores hidráulicos. Hoje, as quatro cabines são eletrificadas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos