PUBLICIDADE
Topo

Cadelinha que sofreu maus-tratos vira caso de polícia e comove população em Campo Grande

Mel sofreu maus-tratos, ficou paralisada, virou caso de polícia e agora comove a população de MS - Viviane Oliveira/Campograndenews.com.br
Mel sofreu maus-tratos, ficou paralisada, virou caso de polícia e agora comove a população de MS Imagem: Viviane Oliveira/Campograndenews.com.br

Celso Bejarano

Do UOL, em Campo Grande

23/03/2012 16h47

Internada numa clínica veterinária em Campo Grande (MS) desde o dia 27 do mês passado, supostamente por sofrer maus-tratos, uma cachorrinha vira-lata que ganhou o nome de Mel tem atraído a atenção dos moradores não apenas da cidade, mas até de outras partes do mundo.

Mel foi levada para a clínica com uma fratura na coluna que a deixou com as patas traseiras paralisadas. Ela passou por uma cirurgia nas costas e deve ser operada de novo daqui a 15 dias

Porém, segundo a responsável pela cirurgia, a veterinária Ana Lúcia Silviatto, a chance de ela voltar a andar novamente é nula. Ana disse ainda que as cirurgias, embora não devolvam os movimentos à cadela, são um meio de “tentar melhorar a qualidade de vida dela”.

  • Viviane Oliveira/Campograndenews.com.br

    Cachorrinha Mel está famosa nas redes sociais

Mel foi levada até a clínica pelo irmão do suposto agressor. A polícia o interrogou, mas o rapaz, de 25 anos de idade, negou que tenha maltratado o animal. Ele disse ter atropelado a cachorra sem querer, ao dar ré em seu carro. Já o irmão dele afirmou que viu o rapaz chutando as costas da cadela.

A delegada que trata da questão, Suzimar Batistela, disse que pode promover uma acareação entre os irmãos. Se provado maus-tratos contra o animal, o acusado pode ser indiciado e a pena prevista para esse tipo de crime varia de três meses a um ano de detenção, sentença que pode ser transformada em prestação de serviços.

Segundo a veterinária, após a segunda cirurgia Mel vai passar por sessões de acupuntura e fisioterapia. Ela informou também que interessados no animal já a procuraram, mas ela vai definir o destino da cachorra somente após o tratamento.

Pelas redes sociais, surgiram pessoas até de Londres que se mostraram sensibilizados com o drama vivido pela cachorra.

Cotidiano