PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Homem se passa por piloto para seduzir e chantagear mulheres em troca de sexo na Bahia

Corretor de imóveis Lucas Freitas (alto) se passa por Eduardo Fadul (foto falsa) para seduzir e chantagear mulheres na rede - Divulgação/Polícia Civil da Bahia
Corretor de imóveis Lucas Freitas (alto) se passa por Eduardo Fadul (foto falsa) para seduzir e chantagear mulheres na rede Imagem: Divulgação/Polícia Civil da Bahia

Anderson Sotero

Do UOL, em Salvador

30/03/2012 10h24

Na rede social do Facebook, o corretor de imóveis Lucas Francisco Pinheiro Freitas, 29 anos, casado e pai de uma filha de 11 anos, se passava por um bem-sucedido piloto de avião comercial. As características físicas apresentadas no perfil também não correspondiam à realidade. O artifício, segundo a polícia baiana, era para seduzir mulheres e depois chantageá-las, em troca de sexo.

Com a fotografia de um modelo profissional, o corretor criou um perfil em nome de Eduardo Fadul. Através da página, ele adicionava várias mulheres. As vítimas eram na maioria mulheres na faixa dos 30 anos e profissionais liberais.

"Ele se passava por um aviador da TAM. Criava perfis falsos em redes sociais, atraía mulheres e começava o relacionamento", contou ao UOL o chefe do setor de investigação da Delegacia de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes, o agente Romualdo Souza.

Depois de iniciado o relacionamento, o corretor, segundo a polícia, implantava nos computadores das vítimas um tipo de monitoramento remoto que gravava o que as mulheres faziam através da webcam e ainda captava o áudio.

"Ele mandava um vírus para monitorar o computador da vítima. Com outro perfil, desta vez em nome de Gustavo Moura, ele entrava em contato com as mulheres, dizendo que era um hacker e que tinha gravado todas as conversas delas com o aviador. Ameaçava publicar em sites de relacionamento se elas não fizessem sexo com ele", informou o policial.

Ainda de acordo com a polícia, o falso aviador conseguia gravar vídeos das vítimas em situações íntimas e constrangedoras. "Às vezes, as mulheres contavam detalhes e ele gravava imagens delas se trocando, só de calcinha ou de sutiã, sem que elas soubessem. Quando elas ligavam a máquina, já estavam sendo vigiadas."

Preso no shopping, com uma vítima

O corretor foi preso na quarta-feira (28), mas só foi apresentado na noite desta quinta-feira (29) pela polícia. Ele foi detido quando entrava no carro de uma das vítimas, no estacionamento de um shopping em Salvador.

A mulher, uma engenheira de 32 anos que não teve o nome divulgado pela polícia, conseguiu entrar em contato com os agentes antes de marcar encontro com o corretor. Preso em flagrante com um notebook, Freitas confessou já ter enganado mais duas mulheres, mas não revelou a identidade delas.

No computador, foram encontrados fotos e vídeos da engenheira. Ele foi autuado em flagrante por tentativa de estupro e interceptação ilegal e está custodiado na carceragem da unidade à disposição da Justiça.

"Quem olha para ele diria que se trata de um homem de família. Todos os parentes são bem-sucedidos e ele enganava a própria família. Com a divulgação, esperamos que outras vítimas possam aparecer", disse o agente.

Cotidiano