PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Mulher vai para cirurgia de joelho esquerdo e sai com os dois operados de hospital de Cosmópolis (SP)

Fabiana Marchezi

Do UOL, em Campinas (SP)

26/04/2012 15h45

A Polícia Civil de Cosmópolis (138 km de São Paulo) investiga um suposto erro médico ocorrido no último dia 12 de abril no Hospital Beneficente Santa Gertrudes, na cidade. A faxineira Maria Aparecida da Silva Corrêa, de 29 anos, acusa o médico Paulo Kuroda de ter operado seus dois joelhos, sendo que apenas o esquerdo apresentava problema.

A mulher conta que acordou durante a artroscopia – procedimento cirúrgico usado para corrigir lesões na articulação - e percebeu que os médicos tinham operado o joelho errado. Segundo ela, por causa da sedação, voltou a dormir.

Quando acordou novamente, já no quarto, Maria Aparecida estava com os dois joelhos operados. “Quando eu acordei no centro cirúrgico, falei que não era aquele joelho. Aí, quando acordei de novo, no quarto, vi que os dois estavam operados.”

Ela recebeu alta no mesmo dia e não conseguiu mais falar com o médico, que acompanhava o caso desde janeiro. Dias depois, ao ser questionado, Kuroda admitiu o erro e disse que ele aconteceu porque antes do procedimento prepararam o joelho errado para a cirurgia.

Já o advogado do médico falou para a paciente que o joelho direito foi operado porque também estava com problema. “É estranho o joelho direito também estar com problema e ninguém me avisar. Só avisam depois que operam? Quero um laudo que comprove isso”, disse ela.

O caso foi registrado na delegacia da Polícia Civil de Cosmópolis e será investigado como lesão corporal culposa –quando não há intenção. A Secretaria Municipal da Saúde não quis falar sobre o assunto e responsabilizou o hospital, que, por sua vez, jogou a responsabilidade para o médico.

O médico Paulo Kuroda foi procurado pela reportagem do UOL, mas sua secretária informou que só o advogado falaria sobre o caso. Procurado, o advogado não atendeu nem retornou os telefonemas.  

Cotidiano