Topo

Sabiás "urbanos" passam a cantar mais cedo para atrair fêmeas

Noelle Marques*

Do UOL, em São Paulo

30/09/2013 06h00

A luz e os barulhos de grandes cidades, como São Paulo, atrapalham e incomodam não só as pessoas, mas também as aves.

O biólogo Marcos Melo, da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente de São Paulo, diz que alguns estudos apontam para uma mudança de comportamento dos pássaros, como o do sabiá-laranjeira, que acaba cantando mais cedo para que a fêmea consiga escutá-lo.

Segundo Melo, o hábito de cantar durante a madrugada já é uma característica típica da espécie, mas o sabiá-laranjeira também antecipa seu canto por conta do aumento da iluminação nas cidades.

Para quem não gosta ou não consegue dormir com a cantoria das aves, resta apenas poder contar com algumas invenções humanas, como a janela anti-ruídos ou o tampão de ouvidos.

*Colaborou Bruno Landim Pedersoli

 

Mais Cotidiano