Restaurante de Florianópolis é fechado por ter carne de gambá

Aline Torres

Do UOL, em Florianópolis

  • Divulgação/Secretaria de Saúde Florianópolis

    Carne apreendida no congelador do restaurante, em Florianópolis

    Carne apreendida no congelador do restaurante, em Florianópolis

Tradicional por oferecer pratos com frutos do mar em um dos principais pontos turísticos de Florianópolis (SC), a avenida das Rendeiras, o restaurante Chalé do Camarão foi fechado nesta quarta-feira (10). No congelador, com os peixes, a Vigilância Sanitária encontrou carne de gambá temperada.

Nos fundos do restaurante, que tem vista para a lagoa da Conceição, ainda foram descobertos, dentro de uma gaiola, dois animais que seriam abatidos em breve. Segundo a Vigilância, gambás podem transmitir doenças como leptospirose e raiva. A caça da espécie é proibida por lei.

De acordo com o subtenente da Polícia Militar Ambiental, Marcelo Duarte, que comandou a operação, o dono do restaurante afirmou que os gambás seriam servidos aos funcionários. Procurado pelo UOL, ele desligou o telefone ao saber que se tratava de uma reportagem.

O delegado João Batista Loss Medeiros investiga o caso. O empresário assinou um termo circunstanciado, responderá por crime ambiental e pagará multa de no mínimo R$ 2.000. Os gambás encontrados nas gaiolas foram soltos no parque do Rio Vermelho, em Florianópolis.

Gatos

A denúncia da venda da carne de gambá foi feita por uma ex-funcionária do Chalé do Camarão. Ela também informou que o dono do restaurante caçava gatos.

Outra funcionária já havia denunciado a morte de gatos anos antes. O Chalé do Camarão foi autuado outras sete vezes por falta de higiene.

Mal avaliado

No site "Tripadvisor", das 51 avaliações feitas por clientes do restaurante, apenas nove são positivas.  Não faltam comentários como "fuja", "pior restaurante da vida" e "sujo".
"O camarão à milanesa estava sofrível. O peixe servido estava com gosto estranho. A estrutura deixa a desejar. Sujo e com aspecto velho", publicou uma turista carioca.

"Demorou, e quando chegaram, pareciam camarões do tipo pistola. Nos enganamos, a situação era pior. Eram camarões grandes, empanados com cabeça e tudo, um nojo. Não conheço quem coma camarões à milanesa com cabeça. Almoço para um casal, com dois refrigerantes e um suco (bem pequeno e muito doce), ficou em R$ 206, um absurdo pelo que foi servido. Recomende para seus desafetos", escreveu uma gaúcha.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos