Polícia do RN diz que prendeu um dos líderes da facção que comanda ataques

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Maceió

  • Divulgação/Polícia Civil do Rio Grande do Norte

    Daniel Silva carvalho é apontado como o sub-chefe da facção entre os criminosos soltos

    Daniel Silva carvalho é apontado como o sub-chefe da facção entre os criminosos soltos

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte prendeu nesta terça-feira (2) um homem apontado como um dos líderes da facção criminosa Sindicato do Crime do RN, acusada de ordenar a série de atentados que vêm ocorrendo em Natal e cidades do interior do Estado.

Pelo menos 27 ônibus e micro-ônibus foram incendiados no Rio Grande do Norte, entre a última sexta-feira (29) e hoje.

Os atentados criminosos iniciaram um dia depois que bloqueadores de sinal de celulares foram instalados no PEP (Presídio Estadual de Parnamirim), localizado na região metropolitana de Natal.

Segundo Clayton Pinho, delegado-geral da Polícia Civil, Daniel Silva Carvalho, 29, cumpria pena no regime semiaberto no RN e foi preso usando uma tornozeleira eletrônica. Ele não reagiu à ordem de prisão.

O local que o acusado estava não foi divulgado, segundo a polícia, por questões estratégicas para prender outros suspeitos. No escalão, Carvalho é apontado como o sub-chefe da facção entre os criminosos soltos.

João Maria dos Santos de Oliveira, 32, preso no último domingo (31), é apontado como chefe na facção fora das cadeias.

Segundo a polícia, Carvalho foi o responsável por comandar na rua como seriam os atentados ordenados por presos que estão custodiados no sistema prisional do RN.

Motorista relata pânico em ataque no RN

  •  

O serviço de inteligência da polícia descobriu que as ordens dos presos eram passadas para Oliveira, que as repassava para Carvalho, que, por fim, organizava os grupos.

Oliveira era foragido do sistema prisional do Estado desde dezembro de 2015, quando saiu do PEP com um alvará de soltura falso. Ele foi preso em Parnamirim com R$ 300 mil, tabletes de crack, aparelhos de telefone celular, calculadora e uma balança de precisão.

A Polícia Civil também prendeu hoje Islênia de Abreu Lima, 24, mulher de outra liderança da facção criminosa, que está preso no presídio federal de Porto Velho (RO).

O nome do marido dela não foi divulgado. Segundo a polícia, ela coordenava uma parte da quadrilha sob ordens do parceiro. O UOL não conseguiu contato com as defesas dos acusados.

Na noite de ontem, o governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSB), afirmou os principais líderes da facção criminosa que ordenou os ataques foram identificados e cinco deles transferidos para presídios federais. Nos próximos dias, ainda serão transferidos outros 20 acusados de participar da articulação dos ataques.

O governo do Estado afirmou que em até 90 dias outros presídios do Estado também estarão com bloqueadores de sinal de celulares.

Segundo o último boletim da Sesed (Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social), divulgado às 10h35 de hoje, foram registradas 80 ocorrências relativas a ataques criminosos, sendo 46 incêndios, 19 tentativas de incêndios, sete ataques com disparos de arma de fogo contra prédios públicos e proximidades, quatro atentados envolvendo artefatos explosivos e três depredações.

As ocorrências foram registradas em 29 cidades: Natal, Parnamirim, Macaíba, São José de Mipibu, Caicó, Currais Novos, Caiçara do Norte, Santa Cruz, Mossoró, João Câmara, Jardim de Piranhas, Assu, Tangará, São Gonçalo do Amarante, Touros, Maxaranguape, São Paulo do Potengi, Goianinha, Florânia, São José de Campestre, Canguaretama, Cruzeta, São Vicente, Tenente Laurentino, Jardim do Seridó, Pedro Avelino, Montanhas, Lagoa Nova e São Tomé.

Criminosos gravam ataque a ônibus e comemoram na prisão

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos