Diego Herculano/AFP

Violência no Rio

Justiça decreta prisão preventiva de suspeito pela morte de menina de 2 anos no Rio

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Facebook

    A menina Sofia Lara Braga foi atingida por bala perdida no Rio

    A menina Sofia Lara Braga foi atingida por bala perdida no Rio

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decretou nesta segunda-feira (23) a prisão preventiva do suspeito de ter disparado o tiro que matou a menina Sofia Lara Braga, 2, atingida por uma bala perdida enquanto brincava numa lanchonete em Irajá, zona norte da capital fluminense.

A criança brincava na área infantil externa de uma lanchonete da rede Habib's quando foi atingida por uma bala perdida, durante perseguição policial decorrente de um roubo de carro. Thiago Rodrigues dos Santos foi preso em flagrante na noite de sábado (21). 

A menina Sofia chegou a ser socorrida para o Hospital Carlos Chagas, mas não resistiu, segundo a Polícia Militar do Estado do Rio. 

O juiz Livingstone dos Santos Silva Filho, em audiência de custódia, decretou a prisão preventiva, por 30 dias, de Santos porque sua soltura significaria "lesão a diversos direitos coletivos", segundo a decisão publicada. A Secretaria de Segurança Pública do Estado não informou o nome do advogado do suspeito. 

Nesta segunda, a ONG Rio de Paz fez uma manifestação na Praia de Copacabana de repúdio às mortes de crianças vítimas de balas perdidas, que, segundo a organização, somam 31 de 2007 para cá. A ONG levou uma bandeira do Brasil com buracos, como se fossem marcas de tiros, e os nomes das crianças foram lembrados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos