José Lucena/Futura Press/Estadão Conteúdo

Violência no Rio

Ação da PM na Cidade de Deus deixa 1.653 alunos sem aulas e assusta moradores

Do UOL, no Rio

  • Reprodução/Facebook

    Pelas redes sociais, moradores reclamam de insegurança

    Pelas redes sociais, moradores reclamam de insegurança

Uma operação da Polícia Militar realizada na favela Cidade de Deus, na zona oeste do Rio de Janeiro, deixou 1.653 estudantes sem aulas na manhã desta sexta-feira (17). De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, duas escolas, uma creche e dois Espaços de Desenvolvimento Infantil suspenderam as aulas.

Houve confronto entre os agentes e criminosos. Pelas redes sociais, moradores relataram que policiais do Bope (Batalhão de Operações Especiais) chegaram a entrar em uma creche na comunidade.

"Por mais uma vez, pais foram levar os filhos na escola e tiveram que se proteger do tiroteio", escreveu um internauta. "Essa está sendo nossa rotina diária de medo."

Segundo a Coordenadoria de Polícia Pacificadora, policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora da comunidade fazem uma operação em conjunto com o 18º Batalhão de Polícia Militar para coibir o tráfico de drogas.

Um policial militar ficou ferido no braço, sem gravidade, e foi levado para o Hospital Lourenço Jorge.

Apesar de possuir uma Unidade de Polícia Pacificadora desde 2009, a favela tem sido palco frequente de tiroteios. Em novembro, um helicóptero caiu na comunidade, matando quatro policiais durante uma operação no local.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos