Motoristas e cobradores do Rio prometem parar a partir da 0h do dia 28

Do UOL, em São Paulo

  • Armando Paiva/ Fotoarena/ Estadão Conteúdo

Os motoristas, cobradores e fiscais de ônibus do Rio de Janeiro decidiram em assembleia realizada nesta segunda-feira (24) aderir à greve geral convocada pelas centrais sindicais contra as reformas da Previdência e trabalhista propostas pelo governo do presidente Michel Temer. A paralisação está marcada para a próxima sexta-feira (28).

Na assembleia, que aconteceu na sede do Sintraturb (Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus do Rio de Janeiro), rodoviários dos ônibus urbanos da capital fluminense, profissionais do BRT, condutores de VLTs, trabalhadores do transporte intermunicipais, do fretamento de turismo e do transporte escolar decidiram paralisar suas atividades a partir da 0h do dia 28.

Também foi decidido que a categoria se reunirá às 8h30 na frente da sede da Prefeitura do Rio para pedir ao prefeito Marcelo Crivella (PRB) que seja baixado um decreto proibindo a terceirização no setor de transporte coletivo da cidade.

A categoria também discutiu e aprovou durante a assembleia a abertura de renegociação do reajuste salarial deste ano junto as empresas. Em comunicado divulgado pelo Sintraturb, o presidente do sindicato, Sebastião José, afirmou que as mudanças propostas pelo Executivo vão "afetar, e muito o setor de transportes de todo o país". Ele disse ainda que "o sentimento da categoria pela paralisação é muito forte, mas que tudo tem que ser feito dentro da lei para que a população não seja prejudicada", informou o documento.

"Posso afirmar com a maior tranquilidade que hoje, durante a assembleia, os profissionais da categoria chegara com 'a faca nos dentes', já que o sentimento na categoria é de extrema revolta com a escravidão que é imposta pelas empresas", disse na nota.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos