Irmão de Suzane Richthofen é encontrado em estado de surto e internado em hospital

Do UOL, em São Paulo

  • Flávio Grieger/Folhapress

    Andreas e Suzanne no enterro dos pais, em novembro de 2002; o rapaz se mantém longe dos holofotes desde então

    Andreas e Suzanne no enterro dos pais, em novembro de 2002; o rapaz se mantém longe dos holofotes desde então

Uma ação de rotina da Polícia Militar de São Paulo nesta terça-feira (30) identificou um jovem "em atitude suspeita" quando ele tentava pular o portão de uma residência na região de Santo Amaro, zona sul da capital. Com sinais de uso de drogas, roupas e cabelos em mau estado, o rapaz foi encaminhado para atendimento médico e identificado: trata-se do farmacêutico e doutor em química Andreas von Richthofen, 29, irmão único da estudante Suzane von Richthofen, presa desde 2002 pelo assassinato dos pais, Marísia e Manfred von Richthofen.

Andreas estava tentando pular o muro de uma residência quando foi avistado por PMs que faziam ronda na região. O rapaz chegou a machucar a perna na tentativa de entrar na casa. Os policiais o capturaram e, notando seu estado de surto, o encaminharam pouco depois das 8h ao Hospital Municipal do Campo Limpo, zona sul, onde segue na unidade psiquiátrica e de onde deve ser transferido ainda hoje para uma clínica na zona oeste.

A assessoria da Secretaria estadual de Segurança Pública confirmou que ele foi encontrado por policiais, mas disse que nenhuma ocorrência criminal foi registrada. Já o departamento de imprensa da Secretaria municipal de Saúde informou que o rapaz foi encaminhado ao Hospital Municipal do Campo Limpo, mas não deu detalhes de sua internação. A Prefeitura não se pronunciará sobre o episódio, por se tratar de um "drama pessoal".

Inicialmente, uma fonte do alto escalão do prefeito João Doria (PSDB) informou ao UOL, sob condição de anonimato, que Andreas estava na cracolândia da Luz, região central da cidade. Mais tarde, porém, a Policia Militar esclareceu que o rapaz foi encontrado na Chácara Flora, região de Santo Amaro, zona sul de São Paulo. A área não é ponto de encontro de usuários de drogas.

O caso foi revelado esta noite em reportagem do jornal "O Globo", que teve acesso ao prontuário médico de Andreas. De acordo com a publicação, o jovem foi atendido pela psiquiatra de plantão do hospital, que observou que a descrição do estado do paciente era condizente com "abuso de substâncias ilícitas".

Crime na família

Andreas tinha 15 anos quando os pais foram assassinados a mando da irmã pelos irmãos Daniel, namorado dela à época, e Christian Cravinhos. Eles foram condenados a 39 anos de prisão.

Andreas é o único herdeiro do casal Richthofen, já que Suzane acabou deserdada após disputa na justiça. O tio dos jovens, o médico Miguel Abdalla, foi tutor de Andreas até que ele completasse a maioridade. Atualmente, Suzane cumpre pena na Penitenciária Feminina de Tremembé (SP). O rapaz cursou a faculdade de farmácia, fez doutorado em Química Orgânica, ambos na USP (Universidade de São Paulo), e nunca deu entrevistas à imprensa sobre o crime na família.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos