Atlas da Violência: das 10 cidades mais pacíficas do país, 8 estão no Sudeste

Do UOL, em São Paulo

  • Giro 720/Wikimedia Commons

    Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, ocupa o 1º lugar na lista

    Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, ocupa o 1º lugar na lista

Entre os dez municípios mais pacíficos do Brasil, oito estão localizados na região Sudeste. É o que mostram os dados do Atlas da Violência 2017, divulgados nesta segunda (5) pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Aplicada).

O estudo analisa os dados mais recentes do Ministério da Saúde, referentes ao ano de 2015, considerando apenas as cidades que possuem população superior a 100 mil habitantes. Já o critério utilizado para classificar a violência nesses municípios é a soma das taxas de homicídio e de mortes violentas com causa indeterminada (índice classificado pela sigla "MVCI").

Mesmo com a predominância do Sudeste, as cidades que estão no topo do ranking são de Santa Catarina, na região Sul. Liderando a classificação está o município de Jaraguá do Sul (SC), que, em 2015, tinha cerca de 163 mil habitantes e uma taxa de homicídios somada à MVCI de 3,7.

Brusque (SC), que aparece em segundo lugar, tinha uma população aproximada de 122 mil habitantes em 2015 e taxa de homicídios somada à MVCI de 4,1.

Das dez cidades menos violentas, segundo o estudo, cinco estão no interior de São Paulo: Americana, Jaú, Botucatu, Bragança Paulista e Jundiaí.

Veja o ranking das cidades mais pacíficas no Brasil:

1º - Jaraguá do Sul (Santa Catarina), com taxa de 3,7 homicídios por 100 mil habitantes

2º - Brusque (Santa Catarina), com taxa de 4,1

3º - Americana (São Paulo), com taxa de 4,8

4º - Jaú (São Paulo), com taxa de 6,3

5º - Araxá (Minas Gerais), com taxa de 6,8

6º - Botucatu (São Paulo), com taxa de 7,2

7º - Bragança Paulista (São Paulo), com taxa de 7,5

8º - Jundiaí (São Paulo), com taxa de 7,7

9º - Conselheiro Lafaiete (Minas Gerais), com taxa de 8,0

10º - Teresópolis (Rio de Janeiro), com taxa de 8,1

Considerando a lista das 30 cidades mais pacíficas, 24 são da região Sudeste (sendo 19 delas em São Paulo), cinco são da região Sul e uma é da região Norte. Nenhum município do Nordeste aparece na lista --municípios nordestinos são os que aparecem em maior número no ranking das cidades mais violentas do país.

Teresópolis, que fica no interior do Rio de Janeiro, é a única cidade do Estado a integrar o ranking, ocupando o 10º posto.

Já o município de Cametá, no Pará, aparece em 22º lugar --com soma da taxa de homicídios à MVCI de 9,9, é o único da região Norte na lista.

O Atlas da Violência ainda classificou as 30 cidades mais violentas do país. A cidade de Altamira, no Pará, ocupa o 1º lugar do ranking, com taxa de homicídios somada à MVCI de 107.

O relatório também apontou as diferenças entre o nível de desenvolvimento entre Altamira e Jaraguá do Sul, considerada a cidade mais pacífica: enquanto, em 2010, o município catarinense apresentava IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) de 0,803, na cidade paraense, o IDH era de 0,665. Além disso, a renda per capita em Jaraguá do Sul era mais do que o dobro em Altamira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos