Após roubos em Diadema e Guarujá, TJ tira todas as armas dos fóruns de SP

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Google

    No começo de junho, 372 armas foram roubadas no Fórum Criminal do Guarujá, no litoral paulista

    No começo de junho, 372 armas foram roubadas no Fórum Criminal do Guarujá, no litoral paulista

O TJSP (Tribunal de Justiça de São Paulo) informou que não há mais nenhuma arma armazenada nos fóruns espalhados no interior do Estado e na Grande São Paulo, mais de um mês após 391 armas terem sido roubadas do Fórum de Diadema, na Grande São Paulo, e outras 175 do Fórum do Guarujá, no litoral paulista.

Segundo o órgão do Judiciário, todo o armamento foi levado para depósitos após operação realizada entre os dias 22 e 27 de junho. O TJSP não soube informar, no entanto, quantas armas foram retiradas dos fóruns e quantos depósitos foram necessários para armazená-las. Em nota divulgada nesta quarta-feira (5), se restringiu a dizer que um total de 15.543 armas, reunidas em "decorrência das ações já realizadas nos últimos meses", foram encaminhadas ao Exército para serem destruídas.

O armamento levado para depósitos deverá passar por uma triagem para "encaminhamentos pertinentes" em uma segunda fase.

No começo de junho, bandidos invadiram o Fórum Criminal do Guarujá, no litoral de São Paulo, e levaram 372 que deveriam ter sido destruídas. Sabe-se que pelo menos 175 delas foram roubadas, mas havia outras que ainda não estavam catalogadas. O Fórum era protegido apenas por dois seguranças, que acabaram rendidos por dois bandidos.

Bandidos roubam armas de fórum no Guarujá

Em nota enviada ao UOL na época, o "Instituto Sou da Paz" criticou o incidente, apontando que a resolução 134 do Conselho Nacional de Justiça regula a questão desde 2011, determinando que armas de fogo apreendidas devem ser encaminhadas para destruição a fim de evitar grande acúmulo de armamentos. "O zelo de juízes e promotores pelo encaminhamento rápido de armas para destruição é de fundamental importância para que desvios como estes não ocorram mais", aponta o Instituto.

Duas semanas depois, outras 391 armas, entre elas 294 revólveres, 87 pistolas, três submetralhadoras e três garruchas, foram roubadas do Fórum de Diadema, na Grande São Paulo. O armamento levado equivalia a quase dois anos e meio de apreensões realizadas pela polícia na cidade.

Segundo o TJ, desde o ano passado, a partir de entendimentos mantidos com o Governo do Estado e o Exército Brasileiro, as armas vinculadas a processos judiciais não são mais encaminhadas aos fóruns após a perícia. "São remetidas imediatamente para destruição ou para melhor equipar as forças de segurança; em caso de excepcional interesse para os feitos respectivos, as armas são depositadas em espaço especial sob a guarda das nossas polícias", esclareceu em nota.

Ladrões rendem vigilantes e roubam Fórum de Diadema

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos