Aposentado é preso após ejacular em mulher dentro de ônibus no ABC

Do UOL, em São Paulo

Um aposentado foi preso em flagrante suspeito de ejacular em uma passageira dentro de um ônibus em São Bernardo do Campo, cidade da região metropolitana de São Paulo.

O homem estaria em pé dentro de um ônibus no centro da cidade quando ejaculou em uma mulher de 24 anos, que começou a gritar. Os passageiros, cobrador e motorista impediram a fuga do aposentado, segundo o boletim de ocorrência registrado no 1° DP de São Bernardo do Campo.

Raimundo Gonçalves Coelho, de 60 anos, foi preso em flagrante por volta das 18h30 de quarta-feira (6), segundo informações da Secretaria de Segurança Pública. 

Na delegacia, a vítima contou ter notado um movimento estranho e quando olhou para trás, viu o aposentado com o pênis na mão. Coelho afirmou que estava em pé no ônibus e não conseguiu "conter seus instintos", conforme o boletim.

O homem foi indiciado por estupro e teve a prisão preventiva decretada pela Justiça na manhã desta quinta (7). 

Até o momento, o UOL não encontrou um advogado responsável pela defesa de Coelho ou sua família para se posicionar sobre a acusação. 

Leonardo Benassatto/Framephoto/Estadão Conteúdo
Diego Ferreira foi preso duas vezes por assediar mulheres em ônibus em São Paulo

Mais um

Outro caso semelhante ganhou repercussão nacional na semana passada. Um rapaz de 27 anos, que já tinha 17 passagens pela polícia por crimes sexuais, foi preso após ejacular em uma mulher dentro de um ônibus na avenida Paulista e indiciado por estupro, mas libertado no dia seguinte em audiência de custódia.

Para o juiz, não havia elementos para enquadrar o ajudante de serviços gerais Diego Ferreira de Novais no crime de estupro, pois ele entendeu não ter havido violência na ocorrência, posição que contou com a concordância do promotor. A decisão foi seguida por críticas dos que acreditam que, diante da recorrência da prática, o resultado da audiência poderia ter sido outro que não a liberdade.

Quatro dias depois da ocorrência na avenida Paulista Novais voltou a ser preso por atacar outra mulher em um coletivo que passava pela avenida Brigadeiro Luis Antônio.

Na última segunda-feira (4), o ajudante de serviços gerais foi condenado a dois anos de prisão, em regime fechado, pelo ataque sexual a uma passageira do transporte coletivo, em São Paulo, em setembro de 2013. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos