PUBLICIDADE
Topo

Segurança pública

SP: assalto a carro-forte em hipermercado causa tiroteio e deixa um morto

Luís Adorno e Nathan Lopes

Do UOL, em São Paulo

23/12/2018 14h11Atualizada em 23/12/2018 16h10

Uma tentativa de roubo a um carro-forte, dentro de um hipermercado localizado no km 13 da rodovia Raposo Tavares, na zona oeste de São Paulo, provocou neste domingo (23) um intenso tiroteio, deixando um vigia baleado e um suspeito morto. A Polícia Militar diz que os criminosos estavam munidos de fuzil, armamento de grande porte e poder de fogo.

De acordo com a PM, a tentativa de roubo ocorreu no hipermercado Extra por volta das 12h15 deste domingo. "Houve uma intensa troca de tiros. Não sabemos precisar quantos criminosos estavam no local, mas um foi baleado e morreu. Os outros fugiram. Há diversas viaturas da polícia no local e o caso ainda está em andamento", informou a assessoria de imprensa da corporação por volta das 14h.

O vigilante ferido foi atingido na região do quadril, segundo a polícia. Ele foi levado a um hospital da região.

Segundo policiais ouvidos pela reportagem, o carro-forte levaria dinheiro para o supermercado e, já dentro do comércio, os criminosos abordaram os vigilantes. Assim, teve início o tiroteio. Áudios de funcionários do hipermercado, em posse da polícia e que servirão de para embasar a investigação, confirmam a narrativa apresentada pela PM.

Informações preliminares apontam que ao menos três assaltantes fugiram com carros de clientes que estavam no estacionamento. Há um grande número de policiais na região para tentar localizar os criminosos. A PM afirma não ter relato de qualquer cliente ferido. 

O caso foi apresentado ao 51º DP (Distrito Policial), no Rio Pequeno, próximo do local do crime. 

Em nota, o Extra informou que a tentativa de assalto ocorreu enquanto um funcionário do carro-forte recolhia os valores da unidade. "Houve troca de tiros entre criminosos e a equipe de segurança terceirizada. Nenhum cliente foi ferido. A loja está fechada e a rede está contribuindo com as investigações da ocorrência policial", informou o hipermercado.

Segurança pública