Topo

Tiroteio em assalto a carro-forte fecha Rio-Santos em Angra

Marina Lang

Colaboração para o UOL, no Rio

2019-02-06T12:04:42

2019-02-06T15:40:12

06/02/2019 12h04Atualizada em 06/02/2019 15h40

Um intenso tiroteio fechou os dois sentidos da rodovia Rio-Santos (BR-101) na altura do km 478 em Angra dos Reis, na Costa Verde fluminense, por quase duas horas e meia na manhã desta quarta-feira (6). O bloqueio aconteceu entre 10h20 e 12h40. Na capital fluminense, outra troca de tiros interrompeu no começo da tarde o trânsito na avenida Brasil, uma das principais vias do Rio, na altura de Manguinhos (zona norte). Segundo a PM, ao menos cinco pessoas ficaram feridas --três delas policiais.

Reprodução/Redes Sociais
6.fev.2019 - Carro é incendiado após assalto a carro-forte que fechou Rio-Santos Imagem: Reprodução/Redes Sociais

Equipes da PRF (Polícia Rodoviária Federal) e da Polícia Militar foram mobilizadas no bairro de Camorim, em Angra. De acordo com informações preliminares da PRF, houve uma tentativa de assalto a um carro-forte. Os criminosos estavam vestidos com uniformes similares ao do Bope (Batalhão de Operações Especiais) da PM.

Os seguranças do carro-forte se esconderam durante o tiroteio --os quatro vigilantes já foram localizados sem ferimentos, segundo a PRF. Não há informações sobre feridos ou se os suspeitos foram detidos.

Diversos veículos que trafegavam na Rio-Santos fizeram o retorno na contramão devido à ação dos criminosos. Um carro pegou fogo na rodovia, mas as circunstâncias do incêndio ainda estão sendo investigadas pela polícia. Moradores da região se manifestaram em redes sociais.

Procurada pela reportagem, a PM ainda não se manifestou sobre a ocorrência.

Tiroteio fecha av. Brasil e obriga motoristas a se deitarem no chão

UOL Notícias

Tiroteio fecha avenida Brasil

Outro tiroteio intenso foi registrado na avenida Brasil, na altura da Fiocruz, em Manguinhos, na zona norte carioca, às 12h36 desta quarta. Com 58,5 km de extensão, a via é uma das mais importantes da capital.

Segundo o aplicativo Fogo Cruzado, que reúne relatos de moradores, motoristas foram obrigados a deitar no chão da avenida. Procurada pela reportagem, a PM ainda não se manifestou.

A avenida chegou a ficar interditada nos dois sentidos. De acordo com o Centro de Operações Rio, que monitora o trânsito nas vias expressas cariocas, ainda havia por volta das 13h30 interdições parciais na avenida em decorrência de operações policial.

Mais Cotidiano