Topo

Deputada diz que estava na ponte Rio-Niterói durante sequestro de ônibus

Do UOL, em São Paulo

20/08/2019 10h55Atualizada em 20/08/2019 20h41

A deputada federal Talíria Petrone (Psol-RJ) afirmou em suas redes sociais que estava na ponte Rio-Niterói no momento em que um homem mantinha passageiros de um ônibus como reféns no local. O tráfego na ponte ficou temporariamente interrompido.

"Estou aqui na ponte Rio-Niterói e só consigo pensar no adoecimento do nosso povo. Um homem desesperado, que se identificou como policial, sequestra um ônibus lotado. Ameaça explodir, atirar. A cidade para. Vivemos uma crise civilizatória. É preciso interromper esse ciclo!", escreveu a deputada em sua conta no Twitter.

O sequestro do ônibus terminou por volta das 9h30, com o sequestrador sendo morto por disparos de um atirador de elite. Os 39 reféns que estavam no coletivo foram liberados.

"A vida dos moradores do Rio está difícil. Acordam na madrugada, às vezes sob tiros, para ganhar pouco e trabalhar muito. E ainda podem ser interrompidos no caminho", disse a deputada em outro tuíte.

Mais Cotidiano