Topo

Passageiro revela truque que possibilitou alertar amigos e família

do UOL, em São Paulo

20/08/2019 15h06

Carlos Renato Pereira, de 48 anos, era um dos passageiros do ônibus que foi sequestrado na manhã de hoje (20) na Ponte Rio-Niterói.

Ele prestou depoimento à polícia e disse que conseguiu avisar colegas de trabalho e família que estava dentro do veículo no momento do sequestro.

"Quando a pessoa que ele [sequestrador] escolheu para amarrar todos os passageiros com uma fita, eu deixei meu punho um pouco aberto para minha mão não ficar tão presa. Neste momento, tive a ideia de mandar uma mensagem para o grupo da minha empresa que espalhou a notícia. Falei para minha esposa que eu estava bem e ia dar tudo certo", revelou Pereira.

O passageiro também fez um agradacimento à polícia: "Ela fez um trabalho perfeito. Só temos que exaltar a polícia do nosso estado. Esquece o prefeito, esquece o governador. A instituição da polícia foi perfeita".

Pereira também revelou um detalhe curioso da viagem: ele chegou atrasado ao ponto de ônibus e contou que o motorista o esperou para seguir o trajeto. "Ele é muito cordial, conhece todos os passageiros e me esperou".

O momento mais tenso da ação foi, para o passageiro, na hora dos tiros. "Ficamos com medo de pegar em alguém inocente, como aconteceu no 174".

Mais Cotidiano