PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Bar de refugiados palestinos sofre ataque com garrafas e gás em São Paulo

Ataque ao bar Al Janiah, em São Paulo

UOL Notícias

Do UOL, em São Paulo

01/09/2019 16h58Atualizada em 01/09/2019 20h55

O bar e restaurante Al Janiah, onde trabalham 35 refugiados sírios e palestinos, foi alvo de um ataque na madrugada deste domingo (1º), no bairro Bela Vista, região central de São Paulo.

No vídeo da câmera de segurança do estabelecimento, é possível ver pelo menos três homens que jogaram garrafas e gás de pimenta na porta de entrada. Ainda não há identificação dos agressores.

Uma testemunha, que relatou a agressão nas redes sociais, afirmou que os responsáveis pelo ataque "eram três homens brancos, carecas, covardes, vestidos de preto com o símbolo do estado de São Paulo no peito esquerdo".

A direção do bar confirmou ao UOL que o vídeo refere-se ao ataque ocorrido nesta madrugada. Os donos devem se manifestar ainda hoje sobre o fato.

"Por volta das 3h30 da manhã, um grupo de cinco pessoas se aproximou da porta principal do estabelecimento portando uma faca e spray de pimenta", afirmou a direção, em nota.

Nas redes sociais, o DJ Marcel Rouge, que estava trabalhando no bar na hora do ataque, relatou o ocorrido:

"Uma das maiores barbáries que já presenciei. Xenofobia não é mimimi. Jogaram garrafas e gás de pimenta dentro do Al Janiah, um local de refugiados, que emprega 35 pessoas."

O Al Janiah é propriedade do brasileiro filho de palestinos, Hasan Zarif

O candidato a presidente pelo PSOL na última eleição, Guilherme Boulos, se manifestou no Twitter sobre o ataque.

Leia abaixo nota completa do Al Janiah sobre o ocorrido:

"Como tem sido noticiado em parte da imprensa, o Al Janiah - Bar, Restaurante e Centro Cultural sofreu um ataque na madrugada do domingo (1/9).

Por volta das 3h30 da manhã, um grupo de cinco pessoas se aproximou da porta principal do estabelecimento portando uma faca e spray de pimenta.

As câmeras de segurança registraram o momento do covarde ataque. Os membros do grupo fugiram na sequência.

Ninguém ficou ferido, nossa equipe conseguiu conter o ataque e todos os presentes estão bem.

Não podemos nos calar diante da motivação deste ato, num contexto de crescente discurso de intolerância e ódio que acomete este pais.

Desde o inicio, o Al Janiah sempre foi conhecido por ser um espaço democrático, de defesa das minorias políticas e acolhimento de refugiados. Sua historia se liga a luta pela Libertação da Palestina.

Institucionalmente estamos tomando as devidas providências por meio de nossos advogados.

Agradecemos o apoio que temos recebido de todos os cantos do Brasil. Não vai ser fácil destruir a solidariedade e os espaços democráticos que foram construídos.

Da resistência palestina, buscamos inspiração:
"Vocês que passam com palavras efêmeras,
como a poeira amarga, passem onde quiserem, mas
não passem entre nós como insetos com asas
temos o que fazer na nossa terra
temos trigo a criar e regar com o orvalho do nosso corpo
temos o que a vocês aqui não agrada:
temos pedra... e perdiz!" (Mahmud Darwish)

É preciso estar atento e fortes. Seguimos!
Nos mantemos firmes na luta, tão necessária nesse contexto de ataque à democracia. Nossa resistência continua e nossa programação cultural segue normalmente, em defesa da Cultura e celebração da diversidade."

Cotidiano