Topo

Cliente de loja em MG é picada por escorpião enquanto experimentava roupa

Consumidora de Belo Horizonte é picada por escorpião; loja promete providências - Arquivo Pessoal
Consumidora de Belo Horizonte é picada por escorpião; loja promete providências Imagem: Arquivo Pessoal

Daniel Leite

Colaboração para o UOL, em Juiz de Fora

21/09/2019 21h02

Uma vendedora de Belo Horizonte foi picada por um escorpião enquanto provava roupas em uma loja do centro da capital mineira, na última terça-feira. Segundo o advogado, o animal estava dentro de uma calça em promoção.

Após a picada, a mulher precisou ser levada às pressas para o hospital. A assessoria das Lojas Pernambucanas confirmou o episódio e manifestou ter prestado assistência, mas a defesa da vendedora reclama da postura da direção do estabelecimento, localizado na rua São Paulo, uma das mais movimentadas da região central de Belo Horizonte.

A reportagem conversou com o advogado da vítima e ele preferiu não divulgar o nome da cliente. De acordo com Ellon Nascimento, por volta de 14h do último dia 17 de setembro, a mulher foi sozinha à loja. No provador, quando começou a vestir uma calça para provar, sentiu a picada do escorpião no pé.

"Ela saiu desesperada do provador, somente com a parte de cima da roupa e a calcinha, seminua, gritando por ajuda e tremando de dor por ter sido picada por um animal peçonhento", conta o advogado.

Em seguida, funcionários mataram o escorpião. A cliente, enquanto esperava pela ambulância, voltou ao provador e registrou foto do animal.

A vendedora então foi levada para o hospital, onde vomitou, salivou muito, tomou soro e ficou em observação, segundo Ellon. Ainda de acordo com o advogado, a loja não tomou as providências necessárias para prestar socorro. "A Pernambucanas não teve qualquer contato com ela, não ofereceu qualquer tipo de ajuda, ou mesmo tentou remediar a situação".

A mulher picada por escorpião ainda sente náuseas e o local da picada ainda está inchado, relata o advogado. Na ficha médica, diz Ellon Nascimento, foi feito um alerta de que o veneno poderia ter sido fatal pelo fato de ela ser hipertensa.

De acordo com o defensor, por se tratar de uma relação de consumo, a loja tem responsabilidade por todos os danos causados à consumidora e falhou por não evitar a presença do escorpião. A defesa ainda não definiu que tipo de ação vai ajuizar, mas afirma que vai atuar para reparar todos os danos sofridos pela consumidora.

Consultada pela reportagem, a loja afirma ter tomado providências por causa de relatos de ocorrência de escorpião na região.

Em nota, a Pernambucanas disse lamentar o ocorrido na loja e garantiu ter prestado socorro e acompanhado a cliente até o hospital.

Segundo o comunicado, estão sendo tomadas providências para combater escorpiões. "A Pernambucanas ainda ressalta que já entrou em contato com uma empresa especializada para realização dos procedimentos de combate diante dos relatos de ocorrência de escorpião na região. O Centro de Controle de Zoonoses também foi sinalizado para a adoção de medidas".

Mais Cotidiano