Topo

Adolescente morre ao pular muro de escola no RJ; polícia investiga choque

Quadra da Escola Municipal Jardim Nova Era, em Nova Iguaçu - Reprodução/Google
Quadra da Escola Municipal Jardim Nova Era, em Nova Iguaçu Imagem: Reprodução/Google

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio de Janeiro

18/10/2019 14h04

O adolescente Willian dos Santos da Silva, de 14 anos, morreu na tarde do último sábado (12) ao pular o muro de uma escola na Baixada Fluminense para jogar bola. A Polícia Civil disse que apura as circunstâncias da morte e a possibilidade de o adolescente ter levado um choque ao encostar em um dos postes próximos ao muro.

A Escola Municipal Jardim Nova Era, em Nova Iguaçu, estava fechada, e um grupo de adolescentes costumava pular o muro para utilizar a quadra da unidade para jogar futebol aos finais de semana.

O garoto chegou a ser levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Comendador Soares, onde os médicos fizeram manobras de ressuscitação, porém sem sucesso.

"A escola estava fechada. A gente soube o que aconteceu bem depois e fica com o coração apertado. São apenas meninos querendo jogar bola no final de semana, o bairro não tem esse tipo de espaço, mas infelizmente aconteceu isso", disse uma funcionária da escola que pediu para não ter o nome divulgado. Segundo ela, os amigos de Willian relataram que ele sofreu uma descarga elétrica ao encostar em um dos postes próximos ao muro.

Ainda de acordo com a funcionária, o adolescente era ex-aluno da unidade e a direção não tinha ciência de que adolescentes pulavam o muro para jogar futebol.

"A escola não ia compactuar com algo que pudesse acabar com crianças se ferindo, pois com esses saltos eles podiam se machucar", avaliou.

Vistoria na escola

Equipes da Defesa Civil e da Secretaria Municipal de Infraestrutura estiveram no local para realização de uma vistoria técnica, e informaram que não foram encontradas irregularidades na parte elétrica. "Logo depois do incidente, a escola foi arrombada e vários fios elétricos foram cortados", relatou a prefeitura de Nova Iguaçu.

A prefeitura lamentou a morte do jovem e enfatizou que a escola estava fechada quando ocorreu o acidente. O caso foi registrado pela diretora da unidade na delegacia de Comendador Soares. "A delegacia aguarda o resultado do laudo pericial", informou a Polícia Civil.

"A diretora espera que a investigação esclareça como ocorreu a morte de William", afirmou a prefeitura da cidade através de nota.

A escola funcionou normalmente ao longo desta semana. No entanto, a quadra foi interditada.

Cotidiano