Topo

RN: 48 gatos presos pelo pescoço em meio a sujeira são resgatados em casa

Gato preso pelo pescoço em meio a sujeira e entulhos em uma casa de Natal; ele e outros animais foram resgatados - Divulgação
Gato preso pelo pescoço em meio a sujeira e entulhos em uma casa de Natal; ele e outros animais foram resgatados Imagem: Divulgação

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Maceió

17/10/2019 22h54

Quarenta e oito gatos e dois cachorros foram resgatados hoje por policiais civis das delegacias especializadas em Defesa ao Meio Ambiente e em Assistência ao Turista por estarem amarrados e em condições insalubres dentro uma casa, no bairro Alecrim, na zona leste de Natal. A moradora do imóvel foi presa pelo crime de maus-tratos, mas acabou liberada.

Os policiais flagraram os animais amarrados pelo pescoço, sem água nem comida. Além disso, o imóvel estava em condições insalubres, com lixo e sujeira nos cômodos.

A situação foi descoberta após a polícia receber denúncia anônima de que os animais viviam amarrados pelo pescoço. O resgate deles ocorreu em cumprimento de mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça.

Os gatos e cachorros foram levados para uma ONG de acolhimento de animais em Natal.

Divulgação
Imagem: Divulgação
A "tutora" dos animais, Gidenilde Maria Alves de Oliveira, 55, foi autuada em flagrante pela suspeita de crime de maus-tratos de animais. A mulher foi presa e levada até a delegacia. Após lavratura de Termo Circunstanciado de Ocorrência, ela foi liberada.

O UOL tentou contato com a defesa da suspeita, na noite de hoje, mas não conseguiu.

A Polícia Civil pede que a população envie informações sobre este caso e outros semelhantes, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Cotidiano