PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
7 meses
Jovem vai a drive thru de McDonald's montado em um cavalo no RS

Jovem vai a McDonald"s com seu cavalo de estimação no RS - Arquivo Pessoal
Jovem vai a McDonald's com seu cavalo de estimação no RS Imagem: Arquivo Pessoal

Bruna Alves

Colaboração para o UOL, em São Paulo

31/12/2019 08h06

Ir a um drive thru para buscar um lanche de carro, moto, bicicleta ou até mesmo a pé é comum. Mas e a cavalo? Isso aconteceu em um drive thru de um McDonald's, recém-inaugurado, na cidade de Lajeado (RS), na quinta-feira (26). Maicon Rodrigo Mello do Canto tem 20 anos e trabalha na mesma lanchonete como atendente. Ele e seu cavalo de estimação, Pelé, foram os protagonistas da cena que chamou atenção dos clientes.

Natural de Santana do Livramento (RS), o jovem sempre teve vontade de ter seu próprio cavalo, e aos 15 anos, conseguiu um emprego como menor aprendiz e comprou sua primeira égua. "Eu sempre tive amor pelos animais, qualquer tipo de animal. Para mim eles são melhores que muitas pessoas. Eles são muito verdadeiros, mas os cavalos foram os que mexeram mais comigo, eu sem sei nem explicar", diz. Pelé chegou à família há um ano.

Atualmente ele mora com seus pais e dois irmãos mais novos em Estrela, cidade com pouco mais de 34 mil habitantes e vizinha de Lajeado. "Aqui em Estrela eu já fui a cavalo a hospital, padaria, supermercado... Para mim, é bem natural chegar, amarrar o cavalo em qualquer cantinho e ir comprar", explica.

Ele conta que a ideia de ir ao drive thru com Pelé surgiu a partir de uma brincadeira com seus colegas de trabalho, que logo o desafiaram a ir com seu animal de estimação até a fila da lanchonete para pedir um lanche.

"Eu falei: 'então tá. Hoje de noite eu vou vir aqui e vocês vão ver que é verdade'. Daí eu fui e foi uma folia. E teve uma mulher que saiu de dentro da loja olhou para mim e disse: 'faz uma pose, porque só aqui em Lajeado que acontece isso', diverte-se.

A colega de trabalho Emily de Oliveira, 18, que participou do desafio feito a Maicon diz que ficou orgulhosa de sua atitude, pois ele não teve vergonha de mostrar suas raízes. "Eu disse a ele: 'eu te desafio'. E num primeiro momento eu desacreditei, apesar de estar vendo o que estava acontecendo. Eu pensei que não era possível. E a minha sensação foi de felicidade, porque na verdade, ele não fez isso com o intuito de chamar atenção. Ele fez isso mostrando que ele não tinha vergonha de sua raiz e de mostrar sua realidade", relata a colega de trabalho.

Questionada se não houve reclamação da parte de seus gerentes, Emily diz que Maicon perguntou para eles se poderia ir para a fila montado em um cavalo. "Eles disseram que os clientes iriam para a fila da forma que queriam. E a maioria das pessoas adorou a ideia", conta ela.

Após comprar um cheeseburger e um milk shake, Maicon comeu seu lanche montado no cavalo, conversou com algumas crianças que estavam no local e depois foi embora. Ele diz que não esperava tanta repercussão, porque já está acostumado a andar com Pelé pela cidade. "Mas quando eu cheguei e vi que começaram a tirar foto, fiquei com uma vergonha imensa."

O jovem ficou feliz com a aceitação de Pelé na fila e está curtindo o momento de fama. "Ninguém brigou por uma coisa que eu achei que iam reclamar muito. Agora estou até pensando em criar um Instagram para ele, porque agora ele está famoso", diz, aos risos.

No futuro, ele deseja continuar perto dos animais. "Estou juntando dinheiro para fazer meu curso de técnico de veterinário e entrar em uma clínica, ou me formar em veterinária".

Cotidiano